Há uma nova etiqueta energética para lâmpadas

Entrou em vigor no primeiro dia de setembro.

- Publicidade -

Depois dos eletrodomésticos, dos televisores/monitores/ecrãs e dos frigoríficos e congeladores, chegou a vez de as fontes de luz (grupo que inclui lâmpadas e candeeiros com lâmpadas integradas) contarem com uma nova etiqueta energética.

A nova etiqueta entrou em vigor a 1 de setembro e vem trazer novidades no que à classificação diz respeito. À semelhança do que aconteceu anteriormente este ano, deixam de existir as classes A+ e A++, passando as lâmpadas e candeeiros com lâmpadas integradas a contar com uma escala mais simples de interpretar, que vai do A (mais eficiente) ao G (menos eficiente). 

etiqueta energética para lâmpadas

Nas etiquetas, os fabricantes deverão colocar um código QR, a partir do qual é possível aceder a informação técnica adicional, como por exemplo a cor da fonte de luz, a capacidade de atenuação e a vida útil expectável.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

Proibição das lâmpadas de halogéneo em Portugal entra em vigor a 1 de setembro

1 de setembro de 2018 assinala uma mudança significativa para os lares portugueses com a transição a nível europeu...
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Já repararam nos novos talões do Lidl? São mais ecológicos

Agora é esperar que a concorrência faça o mesmo.

Burger King abre novo restaurante em Sesimbra

É o 12º spot da marca no distrito de Setúbal e o segundo em Sesimbra.

Vai ser possível visitar os novos trabalhos arqueológicos em Troia ainda em setembro

Mas atenção: é num dia específico e os lugares são limitados.