Grupo Portugália cria solução para criarmos os famosos pratos dos restaurantes em casa

- Publicidade - trk
- Publicidade -

É uma nova experiência que nos “transforma” num chef Portugália.

Grupo Portugália

Falarmos nos restaurantes do Grupo Portugália é algo que vai sendo comum por aqui, uma vez que espaços como a Portugália Cervejaria, Portugália Balcão, Cervejaria Ribadouro, Cervejaria Trindade, La Brasserie de L’Entrecôte e Segundo Muelle já são bastante conhecidos.

Porém, e uma vez que o grupo tem noção que as pessoas não estão a ir tantas vezes almoçar ou jantar fora como era costume, tudo devido à pandemia, eis que surge uma solução para aqueles que são fãs dos restaurantes Portugália: é agora possível sermos um chef Portugália na nossa própria casa.

Como? Graças ao serviço Chef em Casa. Basta encomendar um refeição para que recebam no conforto do lar todos os ingredientes pré-preparados, juntamente com as instruções.

Do tradicional Bacalhau a toda a Ceia de Natal, são várias as opções disponíveis. Em poucos minutos, serão capazes de surpreender a família e amigos com verdadeiros pratos Portugália acabadinhos de confecionar.

Atenção, este serviço requer uma encomenda mínima de dois pratos, que deve ser pedida com 24 horas de antecedência, ligando para o 213511234 ou enviando um e-mail. E como seria de esperar, as louças não estão incluídas.

Melhor de tudo? Estas encomendas acumulam pontos na APPortugália.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

- Publicidade -

Relacionados

- Publicidade -
- Publicidade - trk
- Publicidade -

Mais Recentes

Linha do Oeste vai ser finalmente modernizada

A capacitação da Linha do Oeste, até Caldas da Rainha, possibilitará a redução do tempo de viagem entre Caldas da Rainha – Lisboa e Torres Vedras – Lisboa em cerca de 30 minutos.

Stormzy fora do NOS Alive 2022. Horários já estão disponíveis

Está naquela altura de fazer escolhas.

Governo vai avançar com aeroportos no Montijo e em Alcochete. O de Lisboa é para fechar

O do Montijo, que será complementar, deverá estar pronto em 2026. Já o de Alcochete, que substituirá o de Lisboa, estima-se que entre em funcionamento em 2035.