Fomos provar os gelados da GROM, a nova gelataria do Chiado

Já está aberta ao público e promete causar sérios problemas às outras gelatarias do Chiado. Chama-se GROM, foi criada em Itália e surge agora em Lisboa com a primeira loja na capital. Tem apenas 30 m2, pelo que é chegar, pedir, pagar e levar.

- Publicidade -

Corria o ano de 2002 quando Federico Grom e Guido Martinetti, dois melhores amigos, tiveram uma ideia de negócio: criar uma boa receita de gelado através de matérias-primas de referência, ou, por outras palavras, através de frutas de alta qualidade. Neste caso, as frutas utilizadas para os gelados GROM são cultivadas na quinta de agricultura biológica Mura Mura, em Itália, e são colhidas e tratadas com respeito pela natureza e os seus ciclos. Um ano depois, em 2003, era criada a primeira loja GROM naquele país.

Aqui não há glúten – uma excelente notícia para os intolerantes -, corantes artificiais, conservantes ou emulsionantes. É tudo biológico, de onde se destaca, por exemplo, os verdadeiros grãos de baunilha de Madagáscar, o café da Guatemala, os pistachios do Médio Oriente e o chocolate da Venezuela.

O gelado é, inicialmente, preparado em Turim, sendo depois finalizado na loja lisboeta. São 16 os sabores disponíveis: Gelado da casa, Baunilha, Nata, Pistáchio, Café, Coco e Chocolate (sabor do mês, vai alterando todos os meses), Framboesa, Damasco, Chocolate, Stracciatella, Iogurte, Caramelo Salgado, Avelã, Chocolate Negro, Morango e Limão.

Dos que experimentei, posso dizer que o de Morango sabe verdadeiramente a uma fruta de qualidade; o Caramelo Salgado é delicioso; o Gelado da casa é uma mistura curiosa que leva um biscoito no fim; e o Pistáchio é, provavelmente, um dos gelados mais incríveis que já provei.

Podem pedir um cone normal ou com crocante de chocolate no topo ou, então, copos de diferentes tamanhos, sendo que o preço varia entre os 3,5€ e os 7€. Depois é sempre possível adicionar algum extra como chocolate quente, chantilly fresco ou algum topping. Há ainda a Granita Siciliana, que é uma sobremesa gelada, e, para quem prefere outras coisas, opções como frappè ou chocolate quente.

Há ainda opção de take-away, com o valor mínimo a começar nos 8,50€, no que pode resultar numa excelente surpresa de última hora para a cara metade.

Uma última nota sobre a vertente ambiental de GROM, que suporta ainda a reciclagem de todos os resíduos da sua cadeia de produção e não utiliza plásticos. Os copos, colheres e guardanapos são descartáveis biodegradáveis que, através do processo de compostagem, podem ser transformados em água e biomassa. O papel utilizado tem ainda a certificação da FSC (Forest Stewardship Council).

A GROM fica está situada no nº42 da Rua Garrett, em pleno coração do Chiado, e funciona das 11h às 24h. Não encerra nenhum dia da semana.

As outras gelatarias que se preparem que a coisa vai ficar séria.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

Câmara Municipal de Lisboa passa a oferecer testes ilimitados à COVID-19

E é também alargado a não moradores de Lisboa.

Festival Sónar ganha datas para Lisboa. Cartaz só é conhecido em setembro

Os primeiros 500 bilhetes estão à venda a partir de hoje e custam 95€.

Aldi passa a apostar em lojas de proximidade. A primeira abre em Lisboa esta semana

A partir de agora, não será somente o Meu Super, da Sonae, a abrir lojas de proximidade em Portugal.

Lisboa. Praça de Espanha tem uma zona verde

É maior que o Jardim da Estrela e já pode ser visitada.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Aliens: Fireteam Elite chega ao PC e consolas em agosto

O jogo promete aventuras em co-op com muitos Xenomorphs.

Viaja no tempo e assiste ao concerto dos 30 anos de Sonic

São mais de duas horas de pura alegria.

Overwatch já pode ser jogado entre diferentes plataformas

Demorou, mas o cross-play lá chegou.