Governo quer nova linha ferroviária para ligar Lisboa e Porto em 1h15

A proposta faz parte do Programa Nacional de Investimentos (PNI) 2030. O investimento é de 4.500 milhões de euros.

linha ferroviária
- Publicidade -

Há vários anos que se pretende criar algo que ligue as duas maiores cidades do país em tão pouco tempo. Aliás, o jornal Público avançou com essa manchete a 6 de julho de 1999. Já se passaram mais de 20 anos e nada foi feito.

Dito isto, será que isso vai eventualmente acontecer? O Governo acredita que sim, daí ter anunciado hoje que, no Programa Nacional de Investimentos (PNI), um dos destaques irá para a criação de uma linha ferroviária que irá ligar Lisboa e Porto em somente 1h15.

Esta linha ferroviária de Alta Velocidade vai custar cerca de 4.500 milhões de euros, mas será um projeto financiado por fundos comunitários. E será faseado, dando prioridade ao troço entre Gaia e Soure e, só depois, os restantes, até chegar a Lisboa.

Numa primeira fase, prevê-se que a nova linha comece a servir Aveiro, Coimbra e Leiria, cruzando com a linha do Norte em vários pontos, com comboios que irão circular entre os 220 e os 250 km/h. Já numa segunda fase está então previsto que a viagem entre Lisboa e Porto possa ser feita a 300 km/h.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

Uber investe milhões de euros em Lisboa e quer contratar mais 200 colaboradores até ao final de 2021

A Uber chegou a Portugal em 2014 e, desde então, tem crescido sem parar.

Mother Burger abre quarto espaço com hambúrgueres 100% vegan em Lisboa

Podem saborear no local ou pedir para entrega em casa.

Lisboa é líder isolada na lista de autarquias com o maior número de queixas dos munícipes

Já São João da Madeira, Vale de Cambra, Arouca e Trofa mal registam queixas.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Passes Navegante vão dar direito a utilizar as bicicletas Gira em 2022

E à partida sem que tenham de pagar mais por isso.

Há uma nova t-shirt no mercado que atenua os efeitos da menopausa

A ideia é de Filipa Fernandes, ex-aluna da UMinho.