fbpx

Fórmula 1. Grande Prémio de Portugal quer ter 45 mil pessoas nas bancadas por dia

Porém, não se sabe ao certo se a DGS já terá permitido efetivamente tanta gente no mesmo espaço em plena pandemia.

Formula1 – Grande Prémio de Bélgica 2020

Foi no passado mês de julho que surgiu a novidade: a Fórmula 1 vai regressar a Portugal de 23 a 25 de outubro, algo que não acontecia desde 1996, ano em que a competição passou pela última vez pelo nosso país, neste caso no Autódromo do Estoril.

O regresso deste Grande Prémio de Portugal, porém, não será no Estoril, mas sim no Autódromo Internacional do Algarve (AIA), em Portimão, que entra pela primeira vez no calendário do Mundial de F1.

O circuito do Autódromo Internacional do Algarve oferece 32 diferentes configurações de pista, com perímetros de 3.465m (mais curto) a 4.684m (versão Fórmula 1) e está homologado pela FIA e pela FIM para receber competições auto e moto, ao mais alto nível.

Os vários traçados permitem aos utilizadores escolher entre versões mais rápidas e desafiadoras e outras mais lentas e técnicas. Dada a variedade de desenhos de pista, a FIA Slow Fast (F1) é considerada a versão standard.

Na altura, Paulo Pinheiro, administrador do Autódromo Internacional do Algarve (AIA), referiu que “se toda a gente respeitar as regras que forem impostas, é possível ter até uma quantidade de público com alguma expressão“.

E a verdade é que os bilhetes começaram logo a ser vendidos. Agora, surgem mais detalhes relativamente à quantidade de espetadores que podem estar nas bancadas.

“Temos um total de 90.000 lugares de bancada disponíveis aqui no nosso circuito”, disse Miguel Praia, diretor comercial do AIA, à XS2Event.

“No entanto, com a permissão específica do nosso governo, estaremos a utilizar um máximo de 50% da capacidade, o que significa que acolheremos um máximo de 45.000 mil fãs por dia.”

Sabe-se ainda que, à entrada do circuito, os fãs terão a sua temperatura medida.

Ao mesmo site, Miguel Praia referiu ainda que todos os espetadores terão lugar definido, não sendo possível efetuar trocas. Como é lógico, os participantes só poderão entrar com máscara no rosto, mas, assim que estejam sentados, poderão retirá-la se assim o desejarem.

O diretor comercial do circuito referiu ainda que já foram vendidos 30.000 bilhetes.

Tendo em conta a pandemia de COVID-19, os primeiros GP de Fórmula 1 deste ano não contaram com fãs nas bancadas, mas tal irá mudar nas próximas corridas. Em Mugello, Itália, onde acontecerá o Grande Prémio da Toscana, sabe-se que estarão este fim-de-semana nas bancadas cerca de três mil pessoas. E além de Portugal, também o GP da Turquia tem bilhetes à venda.

Parecendo que não, 45.000 pessoas por dia é mesmo muita gente num só local em tempos incertos como estes. Resta saber se a Direção Geral de Saúde não irá pronunciar-se sobre o caso nas próxima semanas e reduzir massivamente a quantidade de fãs nas bancadas do Grande Prémio de Portugal.

- Publicidade -

Afiliados

Sigam-nos

10,779FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
629SeguidoresSeguir

Media Partner

Relacionados

Fórmula 1 – Grande Prémio da Toscana devolve domínio à Mercedes

Este fim de semana a Fórmula 1 esteve de volta a Itália, desta vez a Mugello para o Grande Prémio da Toscana. Numa corrida cheia de emoção e bandeiras vermelhas a Mercedes volta a dominar, Alexander Albon consegue o seu primeiro pódio e a Scuderia Ferrari teve poucas razões para festejar no seu 1000º Grande Prémio.

Fórmula 1 – Grande Prémio de Itália dá vitória a Pierre Gasly

A Fórmula 1 voltou a Monza para o Grande Prémio de Itália e a emoção voltou à prova rainha do desporto motorizado. Os dois Ferraris de fora, Lewis Hamilton fora do top 5 e Peirre Gasly como vencedor improvável.

Fórmula 1 – Grande Prémio da Bélgica foi outro passeio de domingo para a Mercedes

A Fórmula 1 esteve de volta a Spa-Francorchamps para o Grande Prémio da Bélgica num domingo onde a Mercedes voltou a dominar e onde a Ferrari viu os seus dois carros afastados dos pontos. A batalha pelo terceiro lugar no campeonato de construtores continua ao rubro.

Fórmula 1 – Grande Prémio de Espanha volta a dar domínio à Mercedes

Depois das dúvidas sobre a sua realização, a Fórmula 1 chegou à Catalunha, para o Grande Prémio de Espanha, e voltou a trazer o domínio da Mercedes para a prova Rainha do desporto motorizado. Quatro motores Mercedes nos primeiros 5 lugares, com apenas Max Verstappen a conseguir quebrar o domínio Alemão.
- Publicidade -

Mais Recentes