Nova Carta do Mano a Mano – Os italianos não têm de ser todos iguais

E uma maneira boa de o fazer é trazer um Chef Executivo como Giovanni Pellegrini.

Pizza A Crudo - Mano a Mano

Se tamanho não é documento, passaporte italiano também não é garantia de capacidade na cozinha. Porém, vir de uma família de pizzaiolos com restaurante na Sicília e ter crescido no meio da cozinha ajuda bastante. E ter formação na área de agricultura e paixão pela pesca mais ainda.

Ao lema “simplicidade na cozinha”, Giovanni juntou ainda experiências em Malta e na Nova Zelândia em cozinhas de hotéis internacionais, tendo sido exposto a outras influências culinárias, antes de rumar agora a Lisboa.

Como consequência, a carta renovada do Mano a Mano, na Rua do Alecrim, apresenta opções além do costumeiro em espaços deste estilo. Não podem faltar as massas, de confeção caseira, e as pizzas de base estaladiça, cuja forma como é estendida potencia o sabor dos ingredientes. Mas existem também dois pratos de peixe e outros dois de carne, onde se destacam dois pratos especiais, inspirados no receituário tradicional italiano: Seppia Patate e Piselli (16,50€), Choco assado com batata e puré de ervilhasBrasado di Carne al Barolo (15€), com Focacce, bochecha de porco estufada, vinho, cenoura, cebola, aipo, tomilho e alecrim, acompanhado com a focaccia elaborada na cozinha do restaurante.

Ao nível dos ingredientes, destaque especial para a aposta num ingrediente adorado em Itália: o pistachio. Pretende-se, assim, tornar o Mano a Mano numa referência italiana de Lisboa. Esta nova carta estreou no final de julho e tivemos a oportunidade de experimentar alguns dos pratos mais emblemáticos.

Para começar, a Parmigiana di Melanzane (8,50€). Beringela, recheada com molho de tomate, mozzarella de búfala e manjericão. Apresentada em camadas ao estilo lasanha, é de realçar a frescura do molho de tomate a contrastar com a riqueza da beringela recheada, onde as folhas de manjericão são fundamentais para limpar o conjunto. A acompanhar, um dos vinhos disponíveis a copo, o Mastri Vernacoli Pinot Grigio 2019. Bem refrescante, com notas de maçã verde e algum floral.

De seguida, uma das pizzas mais identitárias do perfil do Chef Giovanni: a Pizza Bronte (14,50€), com base de creme de pistachio, presunto, mozzarella de búfala e lascas de Grana Padano e pistachio polvilhado aos bocadinhos. Perfil completamente distinto das pizzas de base de tomate mais conhecidas, muita suavidade no sabor, a provar que o pistachio tem lugar em pratos salgados, e não apenas nas sobremesas. Fez harmonização uma opção a copo, mas agora em tinto: o Roccaperciata Nero d’Avola 2018, uma casta bem potente, mas aqui tratada de forma mais equilibrada, com bastante fruta silvestre. Das restantes opções de pizza, nota ainda para a Pizza A Crudo (9€), a qual tem a curiosidade de apenas a base ir ao forno, como o tomate fresco, burrata e manjericão a serem depois colocados em cima a cru.

No capítulo dos principais, oportunidade para provar a já mencionada Seppia Patate e Piselli, outro prato que não é fácil encontrar nos italianos de Lisboa. Trata-se de choco assado de forma simples em cima da cama de puré de ervilhas, com algumas ervilhas inteiras e batatas em pequenos cubos salteadas. Ligação clássica de sabores da Sicília, um belo prato para os dias quentes de agora.

Para fecho deste belo almoço em cenário de porta aberta com vista de varanda para o arco da Rua Nova do Carvalho – vulgo rua cor de rosa -, a acompanhar o café chegou o Falso Cannoli al Pistacchio (6,50€), opção para alegrar os mais gulosos. Mais uma utilização do ingrediente estrela, desta vez envolvido com o creme de mascarpone, além de um cuore de nutella no centro. Ao invés da clássica massa frita, optou-se pela sua confecção no forno – daí o adjetivo a apontar para a falsidade.

Além das opções já mencionadas, este espaço do Grupo Sushi Café tem vindo também a acrescentar novas valências para ser vivido ao longo de todo o dia. Assim, está a ser dinamizado durante a semana a partir das 17h um aperitivo, onde se poderá praticar esse excelente hábito italiano de beber um copo (a carta de cocktails é variada) acompanhado por algo para picar, bem como uma zona de mercearia, onde poderão, por exemplo, ser adquiridos os produtos de origem italiana que são utilizados nos pratos do Mano a Mano.

Sigam-nos

12,074FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
653SeguidoresSeguir

Relacionados

Mano a Mano tem um novo menu executivo por apenas 9,50€

Inclui, além do prato principal, uma bebida e um café.

Salvador Sobral estreia-se nos Coliseus em maio de 2019 com o novo álbum

Salvador Sobral atua pela primeira vez em nome próprio nos Coliseus de Lisboa e Porto em maio do próximo...

Restaurante Mano a Mano tem agora um prato do dia fora da ementa por 8€

Em Itália, o almoço assume uma importância quase espiritual. Esta refeição, dita o estado de espírito, apetite e, claro, a...
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Chamadas de valor acrescentado têm os dias contados

A proposta do PAN foi aprovada no Orçamento do Estado para 2021 e não teve votos contra.

Lewis Hamilton, Dua Lipa e outros transformam-se em jogadores virtuais no modo VOLTA de FIFA 21

O que quer dizer que irão defrontar e jogar com estas personalidades.

Crónica dos Bons Malandros. Série estreia na RTP a 2 de dezembro

Depois do livro e do filme, uma série de oito episódios. Marco Delgado, Maria João Bastos, Rui Unas, Joana Pais...