FNAC apresenta os talentos revelação de 2018

- Publicidade -

O talento nacional nas áreas do Cinema, Fotografia, Música e Escrita foi premiado esta tarde, dia 4 de junho, no Lx Factory, em Lisboa, com a revelação dos vencedores do programa Novos Talentos FNAC 2018. A cerimónia de celebração da cultura contou com a apresentação de Fernando Alvim.

Nos prémios da categoria de Cinema, a grande novidade da edição deste ano, os jurados elegeram Ana Margarida Coelho, de 22 anos, estudante de Comunicação e natural de Azeitão, pelo seu trabalho Benjamim, como a grande vencedora.

A curta-metragem dedicada às relações interpessoais e ao amor entre avó e neto conquistou o júri, composto pelos realizadores João Canijo e Margarida Cardoso, Paulo Trancoso da Academia Portuguesa de Cinema e o professor de Cinema e Artes dos Media, da Universidade Lusófona, Paulo Viveiros. A vencedora ganhou uma máquina Canon, a masterização da curta-metragem para Digital Cinema Package DCP e a edição da curta-metragem para distribuição comercial nas lojas FNAC.

As Menções Honrosas foram entregues a Marisa Esteves com Incondicional, Beatriz Santos com I’m Ok, Inês Anunciação com Half Love e Flávio Ferreira com Toén.

Quanto à categoria de Música, a jovem banda lisboeta, Sardinhas com Bigodes, arrecadou o primeiro prémio com o trabalho de música tradicional portuguesa, “Troca o par”. O tema será premiado com um videoclipe, produzido por alunos da Universidade Lusófona. As Menções Honrosas foram entregues a Haka com “Shiva”, a Slowburner com “Bilhete de Ida”, A Puppet Show Named Julio com “It’s Ok” e Caco com “Polaroid”. Os vencedores foram eleitos pelo júri da categoria, composto por Henrique Amaro (presidente do júri e radialista), Lia Pereira (jornalista), Luís Oliveira (radialista) e Rui Miguel Abreu (jornalista) e os seus trabalhos vão integrar o CD Novos Talentos Música 2018.

Na Escrita foram premiados cinco vencedores: o argentino de 24 anos, Mariano Ribeiro, com “Os Dias de Irene”; a brasileira de 46 anos, Renata Flaiban Zanete, com “Orlanda”; Márcia Balsas com “Ponto de Fuga”; Andressa Barichello, brasileira de 30 anos, com “Vera Lúcia, 56”; e Álvaro Filho, brasileiro de 45 anos, com “OTELO”. O prémio desta categoria consiste num workshop na escola de escrita criativa “Escrever Escrever”, parceira desta categoria, e na publicação de um livro com os contos vencedores.

O júri, nesta categoria, é composto por Pedro Mexia (poeta, escritor, cronista e crítico literário), Conceição Garcia (presidente do júri e diretora da Escrever Escrever), Dulce Maria Cardoso (escritora), Isabel Lucas (jornalista e crítica literária) e João Tordo (escritor).

O prémio da categoria Fotografia foi entregue a José Alves, enfermeiro de 29 anos pelo trabalho “Raiz”, inspirado nos mitos e tradições do mundo rural, pelas mãos do fotógrafo e vencedor do World Press Photo 2016 (na categoria de Assuntos Contemporâneos), Mário Cruz. Augusto Brázio (fotógrafo), Francisco Feio (professor de fotografia) e Sérgio B. Gomes (jornalista do Público), compõem o restante leque de jurados da categoria e atribuíram as Menções Honrosas a Carlos Barradas pelo trabalho “Nacional 1”, e a Inês Marinho, com “When a Ship Goes By”.

Nesta edição, a FNAC contou com a Canon e o Instituto Português de Fotografia como parceiros e com a revista O Mundo da Fotografia como media partner, nesta categoria.

Durante a Gala houve, ainda, espaço para as atuações de Lince e Cassete Pirata, ambos vencedores Novos Talentos FNAC, em 2016 e 2017 respetivamente.

Fica a conhecer a lista completa dos premiados em cada categoria:

CINEMA:
Vencedor – Ana Margarida Coelho com “Benjamim”;
Menção Honrosa – Marisa Esteves com “Incondicional”;
Menção Honrosa – Beatriz Santos com “I’m Ok”;
Menção Honrosa – Inês Anunciação com “Half Love”;
Menção Honrosa – Flávio Ferreira com “Toén”.

ESCRITA
Vencedor – Mariano Ribeiro com “Os Dias de Irene”;
Vencedor – Renata Flaiban Zanete com “Orlanda”;
Vencedor – Márcia Balsas com “Ponto de Fuga”;
Vencedor – Andressa Barichello com “Vera Lúcia, 56”;
Vencedor – Álvaro Filho com “OTELO”.

FOTOGRAFIA:
Vencedor – José Alves com “Raiz”;
Menção Honrosa – Carlos Barradas com “Nacional 1”;
Menção Honrosa – Inês Marinho com “When a Ship Goes By”.

MÚSICA
Vencedor – Sardinhas com bigodes com “Troca o par”;
Menção Honrosa – Haka com “Shiva”;
Menção Honrosa – Slowburner com “Bilhete de Ida”;
Menção Honrosa – A Puppet Show Named Julio com “It’s Ok”;
Menção Honrosa – Caco com “Polaroid”.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

- Publicidade -

Relacionados

Câmara Municipal de Coimbra vai comprar as duas salas de cinema do Edifício Avenida

Esta decisão surge na sequência do processo de leilão que decorria online na sequência da insolvência dos cinemas Millennium, que ameaçava a continuidade do projeto “Casa do Cinema de Coimbra”.

O novo filme de Super Mario Bros. tem nova data para 2023

Super Mario Bros. tem nova data de estreia para daqui a um ano.

Crítica – The Boy Behind the Door

Se querem um thriller que funciona a um nível básico, que não vai muito longe no terror, algo para passar o tempo, então talvez apreciem The Boy Behind the Door. Se pedem mais que isso, lamento dizer que o filme fica pela premissa.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Onde e quando assistir a O Senhor dos Anéis: Os Anéis do Poder

A série da Amazon tem estreia marcada para dia 2 de setembro em Portugal.

Death Stranding pode estar a caminho do PC Game Pass

A nova foto de perfil da conta oficial do Xbox Game Pass para PC denuncia o inesperado.

Cartaz do Festival F está fechado

Está quase aí um dos últimos grandes festivais de verão.