Festival F vai ter o Governo Sombra e um espaço de gaming

Faltam sete dias para o arranque do último grande festival de Verão, o Festival F, em Faro, que decorre entre 30 de agosto e 1 de setembro.

- Publicidade -

Além da programação musical, que reúne alguns dos maiores e mais prestigiados nomes da música portuguesa contemporânea, o F conta este ano com uma forte oferta complementar: a emissão, a partir dos claustros do Museu, no recinto, do programa Governo Sombra, na TVI 24, com Carlos Vaz Marques, João Miguel Tavares, Pedro Mexia e Ricardo Araújo Pereira; a estreia de um espaço inteiramente dedicado ao gaming, numa associação com a MagicShot Gaming Network, promovendo torneios e desafios no mundo dos videojogos (com PCs, PS4 Pro, consolas Nintendo Switch e PlayStation VR); a 3ª edição das Tertúlias, que têm conquistado o público do F ao fim da tarde, num momento diário de reflexão sobre diversas temáticas, e que arrancam no dia 30 sob o tema “E se não houvesse redes sociais?”, com participações de Guilherme Duarte (Blog Por Falar Noutra Coisa), Sofia Arruda (atriz e Youtuber) e Oceana Basílio (atriz) e moderação de Fernando Alvim; no dia 1, com moderação de Inês Lopes Gonçalves, fala-se sobre “Histórias do Direto” com duas figuras incontornáveis da rádio em Portugal: Pedro Ribeiro e António Macedo.

E à semelhança do que aconteceu na edição anterior, Valter Hugo Mãe volta ao Festival F para moderar Tertúlias diárias sobre música, criando diálogos entre alguns dos artistas que integram o cartaz.

As famílias são cada vez mais um pilar do F, pelo que serão promovidos workshops para diferentes faixas etárias sobre construção de instrumentos musicais com materiais reciclados; beatbox; videomapping; hip-hop, entre outros. Irá existir uma programação de teatro numa parceria com o LAMA (Laboratório de Artes e Media do Algarve): Frida Khalo, de Cláudia Gaiolas, Dama Pé de Mim, de Ana Madureira e o Varredor de Marés, pela companhia teAtrito, Muita Tralha Pouca Tralha, com direção artística de Catarina Requeijo, e a impressionante “Sómente”, de Sérgio Fernandes, são algumas das peças que podem ser vistas ao longo do festival. Paralelamente, a programação itinerante destaca performances como Dar a ver quando fecho os olhos, dirigida por Manuel Neiva, e a atuação do colectivo musical algarvio Alfanfare.

Entre as exposições que se associam ao evento encontram-se A Evolução do Braço – Surrealismo na Colecção Millenium BCP e alguns ecos contemporâneos, no Museu Municipal de Faro, com obras de Mário Cesariny e Paula Rego, entre outros, e Mare Nostrum, na Sala Alfa do Palco Arco, que reúne o olhar fotográfico de 10 fotógrafos, a maioria algarvios, sobre o mar português e a Ria Formosa.

O humor tem sido uma componente cada vez mais reforçada na programação do F e o cardápio do Palco Músicos será também dedicado a esta arte, contando com os humoristas Eduardo Madeira, Jel, Mocê dum Cabreste e Hugo Sousa, entre muitos outros. A programação completa do Festival F pode ser consultada aqui.

Os bilhetes para o Festival F encontram-se disponíveis nos locais habituais, nas modalidades de passe geral (40€) e bilhete diário (15€). Salvador Sobral, Diogo Piçarra, D.A.M.A, Slow J, Kátia Guerreiro, num concerto especial com a Orquestra Clássica do Sul ou Luís Severo, integram o cartaz de dia 30 de agosto; Sérgio Godinho, Piruka, Aurea, The Legendary Tigerman, Dead Combo ou Elisa Rodrigues atuam no dia seguinte; e The Gift, Revenge Of The 90’s, Raquel Tavares, Moonspell (com o álbum 1755) e Manel Cruz são alguns dos artistas que encerram o festival, no dia 1 de setembro.

Perto de 35.000 pessoas passaram pelo Festival F em 2017, numa edição marcada por um forte crescimento. Em 2018, perante o sucesso da edição anterior, o evento consolida o modelo, continuando a valorizar o património, com raízes bem estabelecidas na zona histórica da Vila Adentro e espraiando-se até à Ria Formosa, que durante três dias é enriquecida por uma programação cultural de referência.


 

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

IKEA inaugura ponto de recolha no Algarve

Este é 21º Ponto de Recolha que a IKEA abre em Portugal.

Like a Lord Burgers já entrega hambúrgueres no Algarve

Até ao final do ano, estima-se que a Like a Lord Burgers chegue a 17 localizações espalhadas pelo país.

MotoGP com segunda corrida em Portugal este ano

Lá está a COVID-19 a fazer das suas.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Fórmula 1 – Grande Prémio da Hungria fica para a história graças a um Alpine e a um Mercedes

O Grande Prémio da Hungria fica marcado por uma primeira volta cujos acontecimentos, proporcionados em grande parte pelo Mercedes nº 77, conseguiram meter 5 pilotos de fora, mas também pela vitória de Esteban Ocon e ainda por termos não um, mas dois carros da Williams nos pontos.

Preparem a carteira: Combustíveis voltam a aumentar de preço já amanhã

Começa a ser um mau hábito, mas os portugueses não conseguem fugir desta realidade.