Ferbar adere à iniciativa da Too Good To Go para ensinar a ler corretamente os prazos de validade

53% dos consumidores não sabe interpretar prazos de validade – e isso causa desperdício de alimentos.

- Publicidade -

Há bastante tempo que temos vindo a destacar a existência da Too Good To Go, app dinamarquesa com essa missão tão nobre que é a de evitar o desperdício alimentar. Porém, e mesmo com uma forte adesão por parte dos portugueses, continuam a existir outros tantos consumidores que não sabem interpretar o significado de diferentes rótulos.

Foi a pensar neste desafio que a empresa lançou a iniciativa Observar, Cheirar, Provar, que ajuda os portugueses a interpretar e distinguir as diferenças entre datas de validade dos produtos alimentares. O objetivo? Assegurar que os consumidores olham duas vezes para o rótulo de um produto antes de o deitar para o lixo.

Assim, esta iniciativa pretende incentivar os consumidores a utilizarem os seus sentidos antes de deitarem fora alimentos que têm datas de validade indicadas como “Consumir de preferência antes de” e “antes do fim de”. Para tal, são convidados a observar os alimentos e verificar o seu bom estado, cheirar e assegurar-se de que mantêm o cheiro normal e provar para confirmar que não existe alteração do sabor original.

Se o alimento passar nestes três testes, e desde que tenha sido conservado segundo as normas, significa que continua próprio para consumo, mesmo quando ultrapassada a sua data de validade.

Na fase de arranque do projeto, juntaram-se marcas como a Vaca que Ri, a Montiqueijo, Hellmanns, Branca de Neve, entre outras. Recentemente, também a Ferbar aderiu à iniciativa, pelo que vai apresentar o selo Observar, Cheirar, Provar em vários alimentos cuja validade é mais reduzida.

Especificamente, a marca vai adicionar a iconografia Observar, Cheirar, Provar aos rótulos dos seguintes produtos: Puré de batata em flocos, Farinha de mandioca, Tapioca e Polvilhos, Côco Ralado, Legumes e Cogumelos em Conserva e Fruta em Conserva. A inclusão da iconografia da Too Good To Go comecará a partir de novembro deste ano.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

Sim, também é possível “salvar” vinhos na Too Good To Go

Depois da comida, a popular app dinamarquesa vai dando os primeiros passos ao evitar o desperdício de bebidas.

Too Good To Go já salva cervejas da Heineken, Sagres e outras marcas

Tudo marcas da Sociedade Central de Cervejas.

Too Good To Go está a expandir-se no Médio Tejo

Significa que já podem combater o desperdício alimentar nas zonas de Entroncamento, Tomar, Ourém ou Sertã.

As lojas Celeiro chegaram à Too Good To Go

Paleo, sem glúten ou biológico fazem parte do vosso dicionário?
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Crítica – Resident Evil: Welcome to Raccoon City

Infelizmente, ainda não foi desta que surgiu um filme genuinamente bom de uma adaptação de Resident Evil para o grande ecrã.

Nazaré cancela eventos de rua do Carnaval 2022 e ativa Plano Municipal de Emergência

As regras no município podem apertar se o presidente da câmara assim o decidir.

Não haverá festas de passagem de ano no Algarve

E foram também canceladas várias iniciativas que integravam a programação de Natal.