Feira do Livro de Lisboa vai regressar ao Parque Eduardo VII com um novo conceito

- Publicidade -

A 92ª edição da Feira do Livro de Lisboa contará com 340 pavilhões, distribuídos por 140 participantes que representam centenas de marcas editoriais.

A Feira do Livro de Lisboa (FLL) está de regresso ao Parque Eduardo VII, entre os dias 25 de agosto e 11 de setembro, com um conceito totalmente novo, dinâmico e repleto de novidades. Serão 140 participantes (mais 10 que na última edição), que representam centenas de marcas editoriais, e que estarão distribuídos por 340 pavilhões (mais 20 que na última edição), totalmente novos, mais sustentáveis e com melhores condições para participantes e visitantes. Esta será, assim, a maior edição de sempre da FLL.

Marcado por uma total renovação, com novos pavilhões e novas praças, o maior evento do livro e da leitura aposta num novo conceito estético e funcional, consciente da pegada ecológica e do impacto ambiental que tem na cidade, permitindo assim ganhos substanciais face às anteriores edições.

Novos equipamentos e uma Feira do Livro mais sustentável

Após várias edições com os mesmos pavilhões, a Feira do Livro de Lisboa vai apresentar-se aos visitantes, este ano, com um novo layout e uma renovação notável dos seus principais equipamentos. Com novos pavilhões, palcos e auditório principal, esta alteração global de conceito irá refletir-se numa menor pegada ecológica na cidade, com níveis significativamente inferiores de poluição atmosférica, visual e sonora, bem como na melhoria das condições de acessibilidade a pessoas com mobilidade reduzida.

Focada no futuro, consciente do impacto ambiental, social e económico que a Feira do Livro de Lisboa gera, a APEL mantém a preocupação de desenvolver ações de sustentabilidade e dar continuidade às medidas implementadas nos anos anteriores, como a promoção da Reciclagem em parceria com a Sociedade Ponto Verde, o cuidado na reutilização de materiais e a redução do consumo elétrico.

Procurando alternativas de mobilidade suave, que contribuam para transformar Lisboa numa cidade mais acessível, menos poluída, com menos ruído, a APEL estabeleceu uma parceria com a EMEL, para que a GIRA – sistema público de bicicletas partilhadas – seja o transporte oficial da Feira do Livro de Lisboa. Será igualmente dada continuidade à promoção da utilização de transportes públicos, como meio privilegiado de deslocação até ao evento, tendo sido estabelecidas parcerias com várias entidades que operam nesta área.

De regresso está também o pavilhão “Doe os seus Livros”, uma iniciativa em parceria com o Banco de Bens Doados, que desafia os visitantes a doar livros novos ou usados para que possam ganhar novos leitores. As ofertas são encaminhadas para as crianças apoiadas por Instituições da ENTRAJUDA. De relembrar que, em 2021, esta iniciativa atingiu números nunca antes registados com cerca de 90 mil livros doados. Recorde-se que esta campanha, criada em 2015, já angariou mais de 150 mil livros.

Um espaço de cultura e lazer

Pensada e desenvolvida ao pormenor para leitores, editores e livreiros, a renovada Feira do Livro de Lisboa oferece uma programação cultural distinta, mais completa e com mais atividades para todas as idades, à semelhança do que acontecia no período anterior à pandemia. Os visitantes poderão assistir a diversas apresentações, debates, lançamentos, mesas-redondas, entregas de prémios, sessões de autógrafos e celebrações em geral centradas no livro.

Este ano, a Feira contará com a Ucrânia como convidado de honra, que terá presença num stand dedicado a este país.

Como é habitual, o recinto conta com múltiplas zonas de descanso e lazer, esplanadas, instalações sanitárias e zonas/equipamentos de restauração – distribuídos de forma dispersa ao longo da Feira do Livro. A FLL é um evento amigo dos animais e o espaço RefresCão (água fresca para os animais de companhia) será mantido.

Uma vez mais, nesta edição, será instalado o já famoso Passadiço, que, além de oferecer a todos os visitantes uma vista única sobre a Feira e sobre a cidade, permite ainda uma ligação natural entre as duas alamedas, facilitando e distribuindo os fluxos de pessoas em todo o recinto.

As Bibliotecas Municipais de Lisboa continuarão presentes em mais uma edição da FLL, com especial incidência na promoção de iniciativas destinadas ao público infantil, às famílias e às escolas.

Além disso, esta será a última edição a acontecer fora do calendário habitual, retomando em 2023 as datas de sempre da Feira, ou seja, no pré-verão.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

- Publicidade -

Relacionados

92ª edição da Feira do Livro de Lisboa já tem datas

E volta a acontecer em simultâneo com a do Porto.

91.ª Feira do Livro de Lisboa vai ser a segunda maior de sempre

Só mesmo a edição de 2019 teve mais expositores.

90.ª Feira do Livro de Lisboa vai mesmo realizar-se este ano

Serão colocadas em prática todas as medidas necessárias para garantir a segurança dos participantes e visitantes. Inicialmente prevista para acontecer...
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Onde e quando assistir a O Senhor dos Anéis: Os Anéis do Poder

A série da Amazon tem estreia marcada para dia 2 de setembro em Portugal.

Death Stranding pode estar a caminho do PC Game Pass

A nova foto de perfil da conta oficial do Xbox Game Pass para PC denuncia o inesperado.

Cartaz do Festival F está fechado

Está quase aí um dos últimos grandes festivais de verão.