Facebook vai pedir aos utilizadores que analisem melhor as suas configurações de privacidade

- Publicidade -

Após os escândalos que se conhecem, Mark Zuckerberg decidiu começar a nova década dando aos utilizadores um maior controlo sobre as suas configurações de privacidade. Na prática, sabe-se que o Facebook desenvolveu ferramentas com o objetivo de ajudar as pessoas a entender os anúncios que vêem e permitir que tenham acesso a toda a informação relativa a esses anúncios.

Por outras palavras, a rede social quer dar maior controle à experiência no Facebook, seja pela ferramenta de verificação de privacidade recentemente renovada, que permite que as pessoas controlem o que ver e partilhar, ou pelas ferramentas que permitem gerir as atividades fora do Facebook.

Desta forma, há que falar da ferramenta de atividades fora do Facebook. Essencialmente, permite que as pessoas possam ver um resumo das informações que as empresas e as organizações partilham com o Facebook, desde visitas ao um site ao login na aplicação da rede social.

A ferramenta de atividades fora do Facebook também permite que as pessoas possam desvincular o histórico de atividades fora do Facebook de suas contas.

Já nas próximas semanas, sabe-se que a rede social mais utilizada do mundo irá sugerir aos seus utilizadores que analisem as suas configurações de privacidade. Com uma ferramenta de configurações de privacidade renovada e atualizada, os utilizadores poderão controlar quem pode ver o que é partilhado, como as informações são usadas e como proteger a segurança da conta.

Além disso, vão também haver novidades para os anúncios, até para aqueles que nos aparecem e não sabemos bem porquê. Por exemplo, em cada anúncio, ao clicar em “Porque é que estou a ver este anúncio?”, será possível obter mais informações, bem como ocultar ou denunciar esse mesmo anúncio.

Publicidade
- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Relacionados

Mais recentes