Arranca em Évora a primeira central fotovoltaica que vai abastecer 10 mil lares

- Publicidade - trk
- Publicidade -

Começou a ser construída em Évora a primeira central fotovoltaica de toda a Península Ibérica que não receberá qualquer tipo de subsídios públicos.

O projeto surge no seguimento de um contrato pioneiro de compra de energia (PPA – Power Purchase Agreement) a 10 anos, celebrado com o grupo energético suíço Axpo, que possibilita a comercialização de energia e respalda o financiamento privado do projeto. Com um financiamento a rondar os 20 milhões de euros, a central é desenvolvido e promovido pelo grupo Hyperion Renewables, que se mantém como acionista minoritário, em sociedade com o atual o acionista maioritário: o fundo de investimento Mirova, especializado em projetos de energias renováveis. O modelo de financiamento utilizado conta com a participação direta do BPI (Banco Português de Investimentos).

A nova Central Fotovoltaica ocupa uma área de 55 hectares e terá uma capacidade total instalada de 28,8 MW de potência de pico, com uma produção anual de energia superior a 52 GWh/ano – o equivalente ao consumo médio anual de quase 10 000 habitações. As obras estarão concluídas antes do final do ano, estando a entrada em exploração prevista para o início de 2019. A componente de engenharia e projeto está a cargo da empresa nacional Jayme da Costa, grupo responsável pela instalação de várias centrais a nível global.

O Grupo suíço Axpo, presente em Portugal desde 2012, atuará como agente vendedor da central fotovoltaica no mercado ibérico de eletricidade, proporcionando até 2029 uma garantia de preço para permitir o seu financiamento.

A central de Vale de Moura permitirá evitar a emissão 110 756 toneladas de CO2 por ano, ajudando a cumprir as metas de descarbonização estabelecidas pela União Europeia, onde se pretende que Portugal aumente a quota de energia proveniente de fontes renováveis no consumo final para 31%, até 2020. Além disso, a construção desta central contribui para a independência energética portuguesa, garantindo a segurança de abastecimento e sustentabilidade económica e ambiental.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

- Publicidade -

Relacionados

Reativada medida de apoio aos Recursos Humanos nos lares

Esta medida vem contribuir para assegurar a capacidade de resposta das instituições públicas e do setor solidário com atividade na área social e da saúde.

FlixBus passa a ligar Évora a Lisboa e o Porto a Amarante, Vila Real e Bragança

Os autocarros da alemã chegam a Évora e passam a ligar a cidade a Lisboa quatro vezes por dia. Linhas para Beja e Guarda prometidas para o final do mês.

Primeira central fotovoltaica em Palmela começou a ser construída

Com uma área cerca de 20 hectares, produzirá mais de 20 GWh/ano de energia fotovoltaica, equivalendo ao abastecimento médio de 5.000 habitações por ano.
- Publicidade -
- Publicidade - trk
- Publicidade -

Mais Recentes

Santa Catarina Sushi Bar. O novo restaurante do Chiado tem tudo para conquistar

Além de sushi, há ainda tacos e ceviche, num restaurante super agradável e que vai ao encontro daquilo que os clientes procuram.

Já podem ter uma party night no Mex Factory

O que significa já podem jantar naquele espaço inserido no icónico LX Factory.

Faro e Oeiras avançam com primeiros contratos PRR para 163 casas

Em Faro, o investimento estimado é de 8,2 milhões de euros, ao passo que, em Oeiras, o investimento é de 19,4 milhões de euros.