Estas são as 3 lutas mais assistidas do UFC

O UFC é um evento à parte. Descubram aqui quais foram as três lutas mais assistidas da História!

- Publicidade -

Enquanto o UFC se orgulha de reunir as melhores lutas possíveis para descobrir quem é o melhor lutador do mundo, a organização também está focada em ganhar dinheiro.

Já lá vão os anos em que o UFC tentou e tentou para conseguir muito dinheiro em pay-per-views, com os programas da promoção a conseguirem atrair agora taxas de compra de mais de um milhão de dólares. Mas quem é a maior estrela na história do UFC e qual é o pay-per-view mais vendido na história do UFC?

Lutas mais vistas UFC

Com nomes como Conor McGregor, Brock Lesnar, Ronda Rousey e Nate Diaz entre os lutadores de maior sucesso a entrarem na organização, essa é uma questão fascinante.

Contactámos a especialista em apostas MMA e UFC, Luiza Correia, que nos reuniu todas essas informações de maneira muito resumida e fácil de entender. Fica aqui o nosso agradecimento à autora, sobre a qual podem saber mais aqui.

Selecionámos os UFCs com maior receita de venda de pay-per-view. São eles:

  • UFC 257
  • UFC 264
  • UFC 229

Com isso em mente, aqui estão os três pay-per-views mais vendidos da história do UFC.

UFC 257: Poirier vs. McGregor 2 (2021) – 1,6 milhão de compras de pay-per-view

Quando Conor McGregor voltou ao MMA em 2020, após dois anos afastado e ter destruído Donald Cerrone no UFC 246, ele imediatamente recuperou todo o brilho que havia perdido na derrota para Khabib Nurmagomedov.

Alegadamente, McGregor queria lutar em várias ocasiões naquele ano, mas a pandemia de COVID-19 pôs fim a essas ideias, forçando-o a sair por mais um ano. Não é novidade, porém, que a sua longa ausência não afetou o seu poder de atração.

The Notorious‘ voltou à ação em janeiro deste ano no UFC 257, enfrentando o velho rival Dustin Poirier, que havia derrotado originalmente em 2014. O UFC construiu o show para ser um dos maiores da promoção, especialmente por ter sido o primeiro a ter uma plateia completa ao vivo desde a pandemia.

Não foi nenhuma surpresa saber que o programa vendeu muito no pay-per-view, atraindo 1,6 milhão de compras. Milhões de pessoas assistiram a Poirier vingar-se do irlandês, deixando-o KO no segundo assalto. O show foi mais uma lembrança do insano poder de estrela de McGregor, mas também foi um sinal de que o próprio status de Poirier como cartão de visita estava a começar a crescer.

UFC 264: Poirier vs. McGregor 3 (2021) – 1,8 milhões de compras de pay-per-view

Os relatórios que saíram sugerem que o UFC 264 atraiu 1,8 milhão de compras de pay-per-view, tornando-se o segundo show mais vendido da história do UFC.

Esta luta não foi lucrativa somente para a organização, mas também para sites de apostas dedicados ao UFC, que viram a sua receita aumentar imenso na noite do evento. Caso queiram saber mais sobre apostas online do UFC, podem consultar a lista com os sites oficiais de apostas do UFC.

A taxa de compra monstruosa do UFC 264 mostra que Conor McGregor atingiu um nível de estrelato onde, pelo menos aparentemente, perdas, escândalos e uma queda no seu jogo de luta real não afetarão o quanto as pessoas o querem ver lutar.

Este é um contraste completo com nomes como Anderson Silva e Tito Ortiz, lutadores que já foram grandes estrelas, mas que viram o seu poder de venda diminuir lentamente à medida que foram tendo mais e mais derrotas nas suas carreiras.

McGregor foi levado ao KO rapidamente por Dustin Poirier no UFC 257 – apenas seis meses antes do UFC 264 – e, apesar de muitos fãs o escolherem para vencer a sua terceira luta, a verdade é que sempre foi improvável.

Poirier simplesmente parecia estar noutro nível em relação a “Notorious” naquela segunda luta, por isso não foi nenhuma surpresa quando o “Diamond” também derrotou McGregor neste terceiro encontro, embora o confronto tenha ficado marcado por uma lesão feia do irlandês. Mas o poder da estrela do irlandês simplesmente não pode ser subestimado nesta fase.

Numa luta que, provavelmente, nunca venceria, uma luta apoiada por um undercard menos do que estelar e uma que tínhamos visto apenas seis meses antes. E ainda assim teve números ridículos.

Se algum fã realmente acredita que o UFC vai tentar reduzir o salário de McGregor ou retirá-lo do jogo em breve, bom, é melhor que pensem duas vezes. O UFC 264 é a prova de que o lutador continua a ser o seu maior atrativo, e um show encabeçado por ‘Notorious’ contra um oponente desconhecido provavelmente ainda venderia muito.

UFC 229: Khabib vs. McGregor (2018) – 2,4 milhões de compras de pay-per-view

O pay-per-view mais vendido na história continua a ser o UFC 229 de 2018, que viu Khabib Nurmagomedov defender o seu título de pesos leves contra o ex-campeão Conor McGregor, o maior atrativo do UFC.

Com uma longa rixa para construir a atmosfera da luta, ficou claro que o clamor por Khabib contra McGregor havia atingido níveis nunca vistos antes no UFC. No entanto, poucas pessoas esperavam que ele utilizasse tão bem o pay-per-view.

A rivalidade de McGregor com Nate Diaz superou as expectativas de todos, mas o UFC 202 atraiu 1,6 milhão de compras de pay-per-view. Ninguém poderia sonhar que o UFC 229 fosse aumentar esse número em mais 800 mil vendas.

Claro, o evento em si acabou sendo um clássico absoluto, terminando com uma luta corpo-a-corpo no octógono depois de Khabib ter finalizado McGregor no quarto assalto. O mais fascinante do UFC 229 foi que todos os envolvidos saíram como uma espécie de vencedor.

Lutas mais vistas UFC

O UFC obviamente arrecadou milhões de dólares com o evento, enquanto o poder de atração de McGregor não foi prejudicado pela sua derrota contra Khabib – mostrado pelo facto de que três dos cinco pay-per-views mais vendidos da história promocional foram encabeçados pelo irlandês depois do UFC 229.

Khabib, por outro lado, viu o seu poder de estrela aumentar drasticamente após a sua vitória sobre o ‘Notorious’.

Conclusão

Falem bem ou falem mal, a realidade é que McGregor é a maior estrela do UFC e, apesar de ter perdido as três lutas descritas neste artigo, o irlandês ainda atrai muito público – principalmente devido às suas atitudes polémicas.

Alguma das três lutas vos surpreendeu? Esperavam que outra estivesse no topo? Deixem as vossas opiniões nos comentários!

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

PokerStars vai dar a oportunidade de seres patrão da UFC por um dia

É uma experiência que qualquer um de nós gostaria de ter. Esta possibilidade de ser patrão da UFC por...
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Burger King abre novo restaurante em Sesimbra

É o 12º spot da marca no distrito de Setúbal e o segundo em Sesimbra.

Vai ser possível visitar os novos trabalhos arqueológicos em Troia ainda em setembro

Mas atenção: é num dia específico e os lugares são limitados.