Está decidido. Não há festivais de música até final de setembro

NOS Alive, Super Bock Super Rock, MEO Sudoeste, Paredes de Coura, Vilar de Mouros, entre outros. Nenhum deles irá realizar-se nas datas originalmente previstas.

festivais
- Publicidade -

A decisão foi demorada, mas já se esperava este desfecho. Na reunião do Conselho de Ministros que aconteceu hoje, quinta-feira, dia 7 de maio, ficou decidido que, este ano, não há festivais de verão para ninguém.

“Impõe-se a proibição de realização de festivais de música, até 30 de Setembro de 2020, e a adopção de um regime de carácter excepcional dirigido aos festivais de música que não se possam realizar no lugar, dia ou hora agendados, em virtude da pandemia”, pode ler-se na nota do Conselho de Ministros.

Aliás, a mesma nota refere ainda que, “para o caso de espectáculos cuja data de realização tenha lugar entre o período de 28 de Fevereiro de 2020 e 30 de Setembro de 2020, e que não sejam realizados por facto imputável ao surto da pandemia da doença COVID-19, prevê-se a emissão de um vale de igual valor ao preço do bilhete de ingresso pago, garantindo-se os direitos dos consumidores”.

Portanto, esqueçam festivais como o NOS Alive, Super Bock Super Rock, MEO Sudoeste, Paredes de Coura, Vilar de Mouros, entre outros. Aliás, até podem acontecer, mas não nessas datas.

Recorde-se que, anteriormente, alguns festivais já tinham sido cancelados para este ano, como o Rock in Rio Lisboa, Boom Festival ou o Festival Músicos do Mundo de Sines. Já o NOS Primavera Sound, por exemplo, tinha sido adiado para o início de setembro, mas também não poderá realizar-se nessas datas.

Safa-se o ID NO Limits, que, após não se ter concretizado em abril, irá acontecer, supostamente, em novembro.

Esta era uma decisão inevitável. Isaltino Morais, presidente da Câmara Municipal de Oeiras, já tinha garantido que o NOS Alive não iria realizar-se. Também Álvaro Covões, diretor-geral da Everything is New, promotora do festival, tinha deixado antever o mesmo desfecho dias antes. E ainda esta semana revelámos que o RFM Somnii não iria realizar-se este ano.

- Publicidade -

Parceiros

Relacionados

DGS recomenda realização de testes à COVID-19 em casamentos com mais de 10 pessoas

No caso de eventos de natureza cultural ou desportiva, recomenda-se a testagem sempre que o número de participantes/espectadores seja superior a 1.000, em ambiente aberto, ou superior a 500, em ambiente fechado.

Eventos-teste acontecem em Braga no final de abril

Foi o que disse a Ministra da Cultura, Graça Fonseca, em entrevista à SIC.

Uber junta-se à Unilabs para testes de rastreio à COVID-19 no domicílio

Essencialmente, um motorista Uber irá levar um técnico de colheitas devidamente habilitado da Unilabs ao domicílio de um cliente que tenha requisitado o serviço, com equipamento de proteção individual para a recolha da amostra.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Meu Super abre lojas em Odemira e Lordelo do Ouro

Existem cada vez mais lojas de proximidade Meu Super espalhadas pelo país.

Setúbal, Palmela e Sesimbra vão ter perto de 300 postos de carregamento para veículos elétricos

É o que prevê o Plano de Mobilidade Elétrica da Arrábida para os próximos 10 anos.

Nespresso tem um novo café gelado a pensar no verão

Recomenda-se que, depois de tirarem diretamente sobre gelo, adicionem água ou leite.