EMEL abre novas estações da rede de bicicletas partilhadas Gira

- Publicidade -

A partir de hoje, Lisboa passa a ter 88 Estações Gira em operação, que representam um total de aproximadamente 1.600 docas para bicicletas.

A EMEL, que tem a seu cargo a gestão das bicicletas partilhadas Gira, abriu hoje mais quatro estações da rede de bicicletas partilhadas, neste caso na Cidade Universitária.

As quatro Estações que hoje entraram em funcionamento – em frente à Faculdade de Medicina Dentária, Faculdade de Direito, Faculdade de Letras e Torre do Tombo – servem precisamente o propósito de Lisboa caminhar, cada vez mais, para uma cidade dos 15 minutos, facilitando as deslocações de bicicletas em ambiente urbano.

De resto, recordar ainda que, no passado mês de maio, a EMEL inaugurou o primeiro dos 13 estacionamentos para bicicletas que irão constituir a Rede BiciPark. Tem 22 lugares para bicicletas convencionais e dois lugares para bicicletas de carga (cargo bikes).

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

- Publicidade -

Relacionados

EMEL vai criar novas zonas tarifadas no Parque das Nações

A expansão do zonamento visa diminuir a pressão de procura de estacionamento, diz a Junta de Freguesia do Parque das Nações. Mas será bem assim?

EMEL abre três novas estações da GIRA nas freguesias dos Olivais e Santa Maria Maior

Corresponde a um acréscimo de 59 docas da Rede de Bicicletas Partilhadas de Lisboa.

EMEL abre três novas estações da GIRA nas freguesias do Lumiar e Olivais

Estas três estações correspondem a um acréscimo de 91 docas para bicicletas da GIRA.

EMEL abre Estações da GIRA nas Freguesias de Santa Maria Maior e de Arroios

A partir de hoje, Lisboa passa a ter 110 Estações GIRA em operação.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Gelatieiri. A nova gelateria de Vila Real de Santo António tem gelados bem cremosos

E faz-nos lembrar vagamente a La Romana, que fomos experimentar recentemente em Lisboa.

Chuva de reclamações tapa o Sol da Caparica. Afinal, o que se passou?

Mas as palavras de desagrado do público parecem não ter surtido qualquer efeito junto dos promotores.