Análise – eFootball PES 2021 Season Update

O mundo mudou e a forma de lançar jogos também. E eFootball PES 2021 é uma sensata e honesta maneira de levar uma nova temporada até às mãos dos fãs do género.

eFootball PES 2021 Season Update

Quem me conhece sabe que sou fã de jogos de futebol e colecionador de FIFA (com todas as caixas guardadas, desde o 2003), mas nunca fui fanático ao ponto de entregar o título de melhor jogo a título definitivo a nenhum simulador. Para ser franco, já tive quatro jogos de futebol diferentes como predilectos ao longo dos últimos 22 anos. Nos períodos de 1998-2000 tinha preferência por Actua Soccer, de 2001-2002 optei por This Is Football, de 2003-2005 foi a vez de FIFA, de 2006-2012 foi PES que ganhou a corrida e, mais recentemente, no período 2013-2019, a minha escolha tem recaído novamente para a série FIFA.

Com a edição de 2020 de FIFA (a pior para mim desde 2007), considero que, apesar das fragilidades, PES 2020 conseguiu estar um nível ligeiramente superior. Com este Season Update de PES, oficialmente designado de eFootball PES 2021 Season Update, estou a divertir-me com um jogo de futebol como já não acontecia desde 2017. Dado que já não jogava PES com consistência há uns anos valentes, esta análise vai ter como termo de comparação FIFA 20.

Face à conjuntura e panorama atual, em que o mundo parou parcialmente por causa da pandemia e uma nova geração de consolas está prestes a tomar o mercado de assalto, a Konami optou por lançar um standalone a um preço acessível. Em vez de apostar forte no desenvolvimento de um jogo novo, apostou em atualizar as equipas, equipamentos e alguns pormenores na jogabilidade da versão anterior.

Sinceramente, achei uma decisão sensata e honesta. Primeiro porque evitam perder tempo no desenvolvimento completo de duas novas versões do jogo para as consolas atuais e as novas que estão a caminho, podendo assim focar-se e empregar esforços no desenvolvimento de PES 2022. E depois porque evitam custos operacionais na produção e distribuição de jogos físicos, numa altura em que o mercado é muito imprevisível, não sendo fácil prever ao certo o volume de vendas de jogos. Posto isto, a Konami limitou-se a lançar a mesma versão do jogo anterior, com algumas alterações superficiais e chamou-lhe aquilo que ele é: Season Update.

Grande parte das alterações significativas foram visuais e updates de conteúdo, no entanto, já há a confirmação de algo que promete deixar qualquer gamer de água na boca. Enquanto FIFA continua preso ao motor de jogo Frostbite, que ao longo dos últimos quatro anos tem sido responsável pela deterioração da jogabilidade e pouca evolução gráfica, a Konami fez parceria com a Unreal Engine.

No que toca a modos, não há muitas novidades, sendo que o menu continua relativamente simples, mas conta com os essenciais. Saltou-me à vista o equivalente ao modo de treinador (em FIFA), que em PES se chama Master League.

Considero que, em comparação com o de FIFA, é superior. Só perde pela falta de licenças de equipas e ligas. No entanto, ganha a nível de pormenores e complexidade, que passa pela apresentação de jogadores recém-contratados, pelo spot publicitário alusivo à liga em que estamos a competir no arranque da mesma, pela complexidade de treinos a fazer aos jogadores e à forma simples com que são programados, pela complexidade estatística disponível dentro e fora de campo (títulos individuais, ranking de clubes e países), pelo modo como são feitas transferências e contratos e por toda a panóplia de animações disponíveis.

Considero também os gráficos e jogabilidade superiores à de FIFA. Apesar de achar a forma como é fácil distribuir jogo ao 1º toque um bocado irrealista, bem como algumas movimentações e interações com a bola, acaba por ser uma Wild Card muito interessante face à monotonia com que nos temos deparado ao longo dos últimos anos com FIFA. Para além disso, considero que o drible deveria ser mais intuitivo e simples do que é.

Neste jogo não há cortes ou interceções fora-de-série ao nível de ninja, sendo possível ganhar bolas de cabeça por sermos capazes de disputar o espaço de forma realista. Também conseguimos marcar golos de cabeça após cruzamentos longos, bem como balançar as redes de inúmeras formas diferentes (incluindo de livre), pelo que o golo de passar para o lado e encostar não é uma constante. Fascina-me também a liberdade de movimentação e decisão a todo o momento, em diversos lances de disputa e recuperação de bola. As animações são também muito melhores no que toca a realismo que as do jogo rival, como em cortes ou defesas incompletas.

A complexidade e especificidade na forma como a equipa é gerida e preparada a cada jogo é brutal. Fascina-me sobretudo que não seja um jogo que consiste apenas em circular a bola à espera do erro do adversário, mas sim em ir à procura do momento perfeito para finalizar a partir da construção de jogo.

eFootball PES 2021 Season Update faz-me lembrar FIFA 2016, que foi dos jogos mais divertidos e com diversidade de dinâmicas e possibilidades em campo que já joguei – e isso é bom. Não foi por acaso que PES 2020 ganhou o prémio E3 de melhor jogo de desporto no ano, após um longo reinado de FIFA (cinco vitórias nos últimos oito anos).

No geral, eFootball PES 2021 Season Update é quase idêntico a eFootball PES 2020. Por isso, se tiverem a versão anterior e não vos fizer confusão passar mais um ano a jogá-lo sem atualização de equipamentos, é dinheiro que poupam.

Se forem fãs de FIFA e estiverem à procura de algo refrescante até sair o novo jogo já para a PS5, arranjam facilmente PES 2020 (jogo físico) por menos de 20€, pois costuma estar regularmente em promoção. Mas atenção que a falta de licenças de PES é uma realidade e vai fazer alguma confusão inicialmente.

Nota: Bom

Plataformas: PC, PlayStation 4 e Xbox One
Este jogo (versão PS4) foi cedido para análise pela Ecoplay.

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Sigam-nos

10,847FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
632SeguidoresSeguir

Relacionados

Análise – Xiaomi Mi True Wireless Earphones

Apesar do design um pouco mais robusto e a curta autonomia apresentada, o preço dos Xiaomi Mi True Wireless Earphones faz com que sejam uma opção a ter em conta.

Análise – Angry Video Game Nerd 1&2 Deluxe

Está na hora de regressarmos ao passado para jogarmos dois jogos que pensávamos estarem perdidos no tempo!

Análise – FIFA 21

FIFA 21 vem com muitas novidades e algumas melhorias face ao capítulo anterior, mas falha onde não pode: dificuldade da AI da consola em jogo offline.

Análise – Foregone

Um bom jogo de ação e plataformas que podia ter sido excelente.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Oficial: Máscaras passam a ser obrigatórias na rua

A medida estará em vigor durante pelo menos três meses, podendo depois ser renovada.

A Xbox pode receber uma versão em formato de streaming stick para o xCloud

Esta poderá ser um terceiro modelo da Xbox, dedicado ao streaming.

Crítica – Rebecca

A versão da Netflix de Rebecca perde-se ao tentar equilibrar tantos géneros em apenas um filme.