fbpx

Primeiros drones de prevenção e combate a incêndios já estão em funcionamento

São, para já, três as aeronaves não tripuladas (UAV). Vão operar a partir da Lousã.

drones

Entraram em funcionamento os primeiros de 12 drones vocacionados para vigilância, observação e coordenação aéreas. Com o objetivo de vigiar florestas e, dessa forma, prevenir incêndios, os drones, sistemas aéreos não tripulados, permitem manter uma vigilância contínua, pois cada aeronave pode permanecer no ar cerca de 12 horas consecutivas.

Estes sistemas permitem, assim, identificar incêndios nas suas fases iniciais, auxiliar a tomada de decisão do Comando para as Operações de Combate e, ainda, contribuir para as operações de rescaldo, vigiando pontos onde possam ocorrer reacendimentos.

A compra dos drones, no valor de 4,5 milhões de euros, foi autorizada no Conselho de Ministros de 30 de abril para responder à necessidade de vigilância aérea adicional para o Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Rurais.

- Publicidade -

Afiliados

Sigam-nos

10,788FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
630SeguidoresSeguir

Media Partner

Relacionados

Autoridades vão usar drones de modo a garantir que cumprimos o Estado de Emergência

a partir de agora, as autoridades vão contar com câmaras de videovigilância portáteis, de modo a que possam garantir que os portugueses estão a cumprir a quarentena.

Drones usados para estudar impacto das alterações climáticas nas espécies em perigo

A Universidade de Exeter, no Reino Unido, está a estudar o impacto das alterações climáticas nos habitats das espécies...

Tens um drone e vais viajar? Este mapa de regras pode ser útil

Tens um drone e queres usá-lo quando fores de viagem para o estrangeiro? Então convém saber se...
- Publicidade -

Mais Recentes