- Publicidade -

Dicas para criar uma casa sustentável

-

- Publicidade -

O mundo tem vindo a mudar muito nestes últimos anos, e assuntos como o aquecimento global e os desequilíbrios do meio ambiente mostram-se cada vez mais preocupantes e impossíveis de adiar. Os jornais, sejam online ou impressos, encontram-se cheios de notícias que constatam o aumento do nível das águas do mar devido ao derretimento das calotes polares, diversas espécies de animais a entrar em extinção, e, talvez uma das mais alarmantes destes dias, que é a Amazónia em chamas.

Um dos fatores preocupantes é que os grandes políticos que poderiam tentar fazer a diferença, não só estão a deixar de ajudar, como também estão a piorar as coisas (vide governo Trump nos EUA e Bolsonaro no Brasil). A esperança são as pessoas, os cidadãos, um a um, ajudando o máximo que podem no seu dia a dia. Eliminando o desperdício alimentar, diminuindo ou extinguindo o uso de plástico, reciclando e utilizando energia limpa.

Poucas ações, a longo prazo, levam a um resultado significativo, sendo por isso que, cada vez mais, as pessoas procuram adotar atitudes não prejudiciais ao meio ambiente, incluindo estruturar uma casa de forma sustentável. Para os interessados que pretendem entender e até entrar na onda da sustentabilidade residencial, aqui seguem algumas dicas de como fazê-lo e quais as principais tendências das casas ecológicas!

Estrutura feita de material sustentável

Ficariam surpreendidos com a quantidade de materiais que podem ser usados ou reutilizados na construção da vossa casa, seja para a estrutura das paredes, seja para o chão ou para os móveis. De entre os mais utilizados (e mais esteticamente atrativos) estão o bambu (uma das plantas que cresce mais rápido e consome mais dióxido de carbono), as pedras, a urbanite (betão reciclado preservado), os pneus e o vidro reciclado. Ser sustentável também consiste em ser económico!

Painéis solares e lâmpadas que poupam energia

Cada vez se torna mais acessível e económica a instalação de painéis solares. Se moram em sítios quentes e bem iluminados, utilizar os painéis para obter energia não será apenas um benefício para o meio ambiente, como também para o bolso. A tecnologia de hoje em dia avançou de forma a já permitir que possam controlar o uso da energia da vossa casa com base na quantidade de energia que foi absorvida pelos painéis.

Estão também disponíveis no mercado lâmpadas especializadas na poupança de energia. Estas lâmpadas são produzidas com uma tecnologia que as permite economizar a quantidade total de energia, ao passo que continuam a irradiar a mesma quantidade de luz de uma lâmpada normal. Exemplos são as lâmpadas fluorescentes (regular e compacta) e as de bulbo de diodo.

Reciclagem e uso de materiais reciclados

Talvez a parte mais óbvia, mas que muitos se esquecem de incorporar, de facto, no dia a dia: reciclar. Mas não se trata apenas da separação e recolha diferenciada. Trata-se, também, de, por exemplo, guardar a casca dos ovos para utilizar como adubo para as plantas, guardar a casca das laranjas para um doce ou um chá ou até usar os ossos da carne já assada para fazer uma sopa! Para além da parte biodegradável, podem também doar os livros antigos, reutilizar cadernos não terminados, reutilizar sacos de plástico de supermercado como sacos de lixo (ou ter um saco de pano para fazer compras e nem levar os de plástico).

Existe uma infinidade de métodos de reciclagem que podem ser adotados na vossa rotina e que fazem uma grande diferença. Além disto, o mercado expande-se cada vez mais para o público ecológico, oferecendo diversos produtos de origem reciclada, incluindo móveis, utensílios domésticos, roupas e até mesmo lençóis e fronhas! O empenho quanto ao estilo, beleza e qualidade destes produtos irá surpreender-vos. Pesquisem e experimentem!

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Sigam-nos

10,237FãsGostar
4,047SeguidoresSeguir
507SeguidoresSeguir

Mais Recentes

Crítica – Bloodshot

Os poucos bons momentos de ação e um conceito cativante mal conseguem manter Bloodshot a respirar. É uma das piores obras do ano.

The Last of Us Part II é novamente adiado, desta vez por causa da COVID-19

Segundo a Naughty Dog, este adiamento será para garantir que todos possam tirar partido da experiência de jogo ao mesmo tempo.

Quarentine Film Festival desafia-nos a realizar uma curta-metragem através do smartphone

O Quarentine Film Festival surge de uma ideia do realizador Gonçalo Morais Leitão e visa estimular a criatividade de todos nós.

Lisbon Bar Show adiado para 2021

Estava previsto acontecer a 19 e 20 de maio, mas infelizmente não existem condições para a produção...

Análise – Control: The Foundation

The Foundation expande o mundo de Control com uma nova missão, novas áreas e habilidades, num pacote delicioso para os fãs que querem mais aventuras neste mundo e que procuram um desafio à altura das suas habilidades acumuladas durante o jogo original.
- Publicidade -