Devemos usar os CTT para devolver produtos à Amazon?

Quem compra na Amazon, principalmente produtos vendidos e enviados pela própria empresa, sabe que tem naquela loja um magnífico apoio ao cliente, ao ponto de ser das melhores, senão a melhor, loja online nesse aspeto.

os CTT
- Publicidade -

Porém, os azares existem, e também é frequente devolver-se produtos danificados ou que necessitam de ir para a garantia (também podem fazer valer por cá os vossos direitos enquanto consumidor, desde que existam pontos de reparação autorizados em Portugal) de volta à Amazon.

Certamente que muitos clientes já optaram pelos CTT para esse trabalho, mas será esta empresa a melhor para a devolução de produtos? Resposta: nem por isso.

Comecemos por falar da experiência em devolver encomendas à Amazon espanhola…

Se nos acompanham há algum tempo, possivelmente terão lido na altura a frustrante experiência que foi devolver um portátil danificado à Amazon via CTT.

Como estava com problemas, resolvi enviar o meu portátil para a garantia após ter falado com um funcionário da Amazon via chat de suporte ao cliente. O que acontece é que, por vezes, a Amazon espanhola cria etiquetas já pagas, sendo que, nesse caso, basta embalarmos o produto, colar a etiqueta fora da caixa e deixar num dos pontos Celeritas existentes no país, que pode ser um café, uma papelaria, entre outros.

Nesse caso, o responsável do estabelecimento lê a etiqueta, guarda a encomenda e, no dia seguinte, dá o produto à transportadora para que esta possa fazer o respetivo envio. Das vezes que testei este método, posso garantir que tudo correu bem.

Porém, com os CTT, o caso muda de figura. Voltando à história desse portátil, a Amazon somente conseguiu criar um etiqueta de auto-envio, isto é, parte do cliente a responsabilidade de enviar o produto via empresa à sua escolha. Ou seja, podemos optar por enviar pelos CTT ou através de outra transportadora, sendo que temos de pagar primeiramente os portes de envio. Claro, basta depois guardar fatura e enviar à Amazon para que o valor gasto seja restituído.

Muito resumidamente, essa minha encomenda, que deveria ter sido entregue à Amazon, “perdeu-se”. Nunca a chegaram a encontrar e os CTT apenas devolveram 50 e poucos euros (o cálculo é feito com base no peso da embalagem) de um portátil que me tinha custado 700 euros. É uma tremenda falta de respeito pelo cliente.

Nessa ocasião, valeu-me a boa fé da Amazon, que, percebendo que já tinha passado um mês e não tinha recebido a encomenda, percebeu que o portátil tinha desaparecido e prontamente devolveram o valor do equipamento para que pudesse adquirir um novo.

Acreditando ter-se tratado de um grande azar, experimentei, numa outra ocasião, devolver novamente um produto via CTT à Amazon espanhola, mas desta vez com um valor bem inferior. Resultado? Desta vez não perderam a encomenda, mas devolveram-ma. Porquê? Aparentemente não conseguem encontrar a morada que a Amazon fornece nas etiquetas.

Se colocarem no Google Maps a morada que a Amazon indica nas folhas de devolução (Calle Plutón, 3-5 San Fernando de Henares), reparam que nessa exata localização surge o que parece ser um armazém, não havendo mais nada à volta. Logo, como é que os CTT dão como motivo “Recusado, Devolvido”? É estranho…

google maps morada amazon es

Aliás, isto não faz muito sentido, até porque, se fizerem o teste e enviarem através de uma transportadora, seja DPD, DHL, entre outras, a encomenda será entregue nesse mesmo local. Eu próprio já o fiz, seja com transportadora privada ou através dos tais pontos Celeritas, e os produtos foram entregues nesse mesmo local.

Quer isto dizer que algo se passa para que os CTT não entreguem as encomendas no local que é suposto. Portanto, e relativamente a devoluções para Espanha, não usem os serviços da empresa portuguesa.

E devemos usar os CTT para devolver produtos para a Amazon alemã, francesa e italiana?

Bom, o caso muda de figura em relação à Amazon alemã. Aí, asseguro-vos que podem usar os serviços CTT sem problema. Já o fiz mais do que uma vez e, em todas essas ocasiões, as encomendas foram sempre entregues sem qualquer problema.

Atenção: os pontos Celeritas apenas funcionam para Espanha, logo, aqui, ou optam pelo envio pelos CTT ou por transportadora privada.

Como estão a enviar algo para a Alemanha, os custos de envio são elevados e, embora a Amazon devolva sempre o montante, aconselho a, neste caso, enviar via CTT, pois utilizar uma transportadora privada para enviar algo para a Alemanha sai muito caro. Novamente, o valor gasto é sempre ressarcido, mas “custa” dar algum dinheiro de avanço. Vocês percebem.

No que diz respeito à Amazon francesa, também não é boa ideia recorrer aos CTT. Com a minha única experiência até agora, enviei um smartphone de volta para França de modo a ser reparado. No balcão dos CTT, foi-me logo dito que, como a morada de entrega era um apartado (Amazon.fr, CEDEX 9, Orleans), teria de ser feito um envio normal, o que fez com que o valor dos portes a pagar fosse mais reduzido (cerca de 11€).

Deixei o produto no posto CTT a 7 de janeiro, tendo chegado a França no dia 13 desse mês. Hoje é dia 15 de fevereiro, ou seja, mais de um mês depois, e não se sabe onde anda o smartphone, pois não foi entregue onde era suposto. Custa a acreditar.

envio encomenda amazon fr

Ao longo desse tempo fui falando com a Amazon que, em trocas de emails, disse para esperar até dia 8 de fevereiro. Chegado esse dia, a empresa gentilmente fez-me reembolso do valor da encomenda. Afinal de contas, e para todos os efeitos, fiquei sem telemóvel.

O mais incrível de tudo é o total desconhecimento dos CTT perante esta situação. Reportei a situação mais que uma vez, tendo-me sido dito que o processo encontrava-se em análise, mas não passou disso. Até hoje aguardo por uma resposta concreta por parte do apoio ao cliente.

Finalmente e no que toca a devoluções para Itália, ainda não tive oportunidade de utilizar os serviços internacionais dos CTT, mas, se for necessário devolver algo, acho que vou logo optar por uma transportadora privada.

É de facto uma pena as entregas da empresa portuguesa funcionarem tão mal quando falamos em envios para o estrangeiro.

Por isso, e de forma a concluir este artigo, podem utilizar os CTT para enviar produtos para a Amazon alemã. Para o resto dos países não é recomendável.

- Publicidade -

28 Comentários

  1. Enviei um telemovel no valor de 750€ para a Amazon.fr no dia 24 de Março e o mesmo chegou aos armazéns deles no dia 26 por volta das 14h. Isto com base no track number que os CTT me forneceram. Já a contar que a encomenda se pudesse “perder”, decidi fazer um seguro no valor do item devolvido e paguei mais 15€ sensivelmente.
    Hoje, dia 6 de Abril, ainda estou à espera que a Amazon.fr me dê informações sobre o item em questão.
    Já entrei por várias vezes em contacto com o chat a informar que a encomenda já se encontra nas instalações deles, mas dizem-me sempre que tenho que esperar pelo menos 20 dias, para efetuarem o reembolso. Nesta parte, a Amazon está a falhar, pois no site, indica que as devoluções demoram entre 5 a 7 dias no máximo, depois de eles receberem o item.
    O mais interessante é que, quando entrei em contacto com o chat pela primeira vez, para fazer a devolução do artigo, o colaborador informou-me que, depois de terem o item na posse da Amazon.fr, procediam ao reembolso e que no máximo iria demorar entre 5 a 7 dias úteis. Não me informou que para transferências internacionais, poderia demorar até 20 dias, mesmo eu dizendo que era de Portugal.
    Será incompetência ou desinformação por parte de alguns colaboradores do chat ou, no site da Amazon, não está toda a informação necessária para os consumidores.
    De qualquer maneira foi só um desabafo por aquilo que por vezes acontece nas lojas online. E sinceramente, não estava nada à espera disto. ainda por cima tratando-se da tão conceituada loja/site Amazon.

    • Boa tarde, José.
      De facto, é uma situação bastante chata. E agora que fala nisso, creio que também já me aconteceu…

      Aliás, já me aconteceu tanto os reembolsos serem praticamente imediatos, como demorarem uma série de dias, tal como lhe aconteceu. Apesar de o tracking code poder indicar que já está no Armazém, pode dever-se ao facto de algum funcionário ainda não ter tido tempo de pegar na sua encomenda e dar seguimento ao processo. Às vezes, basta não ler um simples código para atrasar tudo.

      Em todo o caso, obrigado pelo seu testemunho. Certamente que, numa próxima, o processo será mais célere.

  2. Também tenho de devolver uma encomenda (no meu caso, no valor de 38.99€) e calhou-me a opção de envio por transportadora e não pela Celeritas. Recebi a indicação que a Amazon reembolsa até 5,50€ dos portes. O envio da encomenda pela DPD fica por 14,85€, portanto, questiono se de facto a Amazon reembolsa a totalidade dos portes contra fatura, mesmo tendo indicado o limite de 5,50€.

    Tenho ainda outra questão relacionada com as etiquetas. Foram geradas automaticamente as 3 etiquetas seguintes:
    a) Etiqueta de mercadorias perigosas (imagem das baterias + invoice)
    b) Etiqueta de devolução (formulário de envio tipo carta com o código de barras + invoice)
    c) Etiqueta de autorização de devolução (código de barras)
    Nas 3 etiquetas há informação repetida, nomeadamente, os dois invoices e os dois códigos de barras, portanto deduzo que devo considerar a etiqueta de mercadorias perigosas apenas com a imagem, e a etiqueta de devolução com o formulário e o invoice, certo?
    Em relação ao invoice, deve ir à vista no pacote, ou apenas dentro do pacote?

    Obrigado pela ajuda!!

    • Bom dia, André. Em relação ao reembolso, em todas as vezes que devolvi encomendas, foi-me sempre reembolsado o valor que apresentei na fatura da transportadora em questão. Também sei de casos em que aconteceu o mesmo. Em todo o caso, se tiver o azar de não lhe ser ressarcido o valor total do envio, recomendo falar com a Amazon através de chat e explicar a situação. Se for o caso, diga que os portes em Portugal são muitos caros e que a única forma de não pagarem valores avultados é através do envio via Celeritas. Por norma, os operadores de chat são muito acessíveis.

      Em relação às etiquetas, de facto a Amazon dá sempre folhas repetidas para imprimir, pelo que faça somente como está a indicar, sim.

      No que ao invoice diz respeito, de facto a Amazon pede que o descritivo do produto vá fora da caixa, isto é, à vista. Contudo, posso-lhe dizer que, quando os CTT “perderam” o meu portátil, quase de certeza que isso se deveu ao facto de, na caixa em si, estar exposto que, lá dentro, ia um portátil. Alguém viu e pronto, desapareceu com a encomenda…

      Um abraço,

      • Bom dia Alexandre,
        Conforme combinado, aqui estou a reportar o que aconteceu.
        Tentei enviar por uma transportadora que não os CTT mas deparei-me com várias dificuldades para formalizar o envio. Nunca enviei nada sem ser pelos CTT portanto admito a minha falta de experiência mas fiquei com a sensação que é bastante complicado formalizar a encomenda (definir as condições de envio, pagar, obter as etiquetas e encontrar o ponto de envio). Com efeito, tentei na DPD, na DHL e noutra que já não me recordo, e nas 3 não consegui finalizar o pedido por falta de clareza nas condições ou por simples impossibilidade operacional do site. Acresce que em todas as transportadoras, os portes eram bastante caros. Assim sendo, e contra a minha vontade inicial, acabei por enviar pelos CTT. Felizmente correu tudo bem e os portes foram apenas 10€.

        No final, a Amazon reembolsou apenas 5,5€ dos 10€ dos portes. É pena que tenham acabado com a modalidade da Celeritas mas também imagino que tal não fosse sustentável.

        Obrigado por tudo. Este post foi importante para me orientar neste processo.

        • Bom dia, André.
          Obrigado nós pelo seu esclarecimento, será também bastante elucidativo para os leitores que consultam este artigo.

          Em relação aos portes da Amazon, confesso que não sabia se existia agora essa limitação do valor. Aliás, o que me chegou a acontecer foi a Amazon ressarcir-me do valor dos portes pago por mim, tendo reembolsado depois de enviar a respetiva fatura, e depois ainda fizeram reembolso de outro valor, neste caso do tal limite de portes que eles oferecem. Na prática, reembolsaram-me o que paguei originalmente de portes, e também outro reembolso que não era devido, mas pareceu-me ser um processo automático.

          Dito isto, ainda não voltei a devolver nada à Amazon, mas se o fizer sem recurso aos CTT, também irei atualizar o artigo.

          Um abraço e obrigado,

  3. Boa tarde alexandre,

    Pretendo devolver uma encomenda da amazon alema que me custou 70 euros, no entanto os ctt pedem me 30 euros de portes de envio. A amazon reembolsa estes valores ou existe um limite? Tenho ideia de haver um limite de 11 euros por encomenda.

    Obrigado

    • Boa tarde, Pedro.
      Posso-lhe dizer que nas vezes que devolvi encomendas, e foram algumas, fui sempre ressarcido do valor total dos portes de envio. Lembro-me, até, de ter devolvido um computador que vinha com defeito. O valor ficou em mais de 100€, mas a Amazon devolveu o valor total. Basta que envie a fatura com o valor bem visível e indique no email que tem a receber por parte da Amazon esse valor.

      Boa sorte!

  4. Bom dia. Vou devolver um produto à Amazon espanhola mas quando estou a fazer o processo no site informam que a amazom reembolsa € 5,50 das despesas de devolução. Não fazem qualquer referência para entregar a encomenda num ponto CELERITAS. Mesmo assim e depois de imprimir a etiqueta posso entregar num ponto CELERITAS ou estes não aceitam?

    • Bom dia, José. Nem todas as devoluções podem ser efetuadas via Celeritas. Não percebemos ainda bem o porquê, mas não se pode enviar todas através desse método. O que quer dizer que, se não tem essa opção, tem de ser a chamada etiqueta de autoenvio.

      No que refere aos portes, pode ficar descansado que a Amazon devolve o valor do envio na íntegra. Basta enviar o comprovativo via email com o valor exposto dos portes. Pelo menos connosco, e com outros casos, sempre funcionou sem problemas.

      Em todo o caso, e como referimos no texto, envie somente via transportadora. Não recorra aos CTT.

  5. Pessoalmente, já devolvi uma encomenda a Amazon pelos CTT, neste caso era um telemovel e embora tenha demorado quase 20 dias a chegar a Madrid, a encomenda acabou por chegar e devolveram-me o dinheiro. No meu caso o problema foi com o ponto Celeritas daqui da zona que se recusou a receber o artigo, disseram-me que não conseguiam ler o tipo de código que a Amazon forneceu.

  6. Comigo, enviei uma encomenda para a Amazon Espanha via CTT e já passa de uma semana e a encomenda ainda só aparece como expedição internacional.

    • Olá, Artur. Pois, como pode ler no artigo, também por aqui tivemos más experiências ao utilizar os serviços dos CTT para enviar para a Amazon Espanha. Daí termos passado a utilizar uma transportadora.

  7. Boa noite.
    Tenho um artigo, que veio errado, para devolver a Amazon alemã. Já imprimi o colei as respectivas etiquetas.
    Pretendo devolver através dos CTT. Mas fiquei sem saber se devo pagar os portes e a Amazon devolve também os portes ou nas etiquetas já estão incluídos os portes??

    Obrigado

    • Boa noite, Rui.
      Como deve ter uma etiqueta de autoenvio, ou seja, normal, terá sempre de enviar pelos CTT (ou transportadora) e pagar os respetivos portes. Contudo, basta que guarde a fatura e envie para a Amazon para que lhe devolvam o valor dos portes

  8. Boa tarde

    Queria fazer uma devolução mas não há forma de encontrar quais são os pontos celeritas perto da minha residência.
    Vivo em Vila Nova de Gaia, Porto
    Agradeço ,desde já, atenção

    Sílvia Ramos

  9. Olá. Tenho uma coisa para devolver à Amazon Espanha. Já imprimi as etiquetas. Sou de Albufeira. Tenho que pagar a uma transportadora ou existe celeritas aqui? Muito obrigado pelo post.

    • Bom dia, Ricardo.
      Existe Celeritas no Algarve, sim. No seu caso em particular, reparei que o ponto Celeritas mais próximo é na papelaria/tabacaria Danevi. Veja no Google a morada.

      Em relação às etiquetas, depende do que tenha escolhido. Normalmente, quando pede para devolver algo à Amazon, o sistema deixa escolher várias opções, como Celeritas ou via transportadora.

      Recorda-se qual a opção que escolheu? Isto porque as próprias etiquetas são diferentes em ambas as formas. Na Celeritas existem etiquetas em que basta imprimir, colar e deixar no ponto de recolha. E está feito.

      No caso das etiquetas para transportadora, esses códigos não será válidos cá, mas somente em Espanha. Se tiver de enviar via transportadora, cola na mesma as etiquetas, isto para a encomenda ir devidamente identificada, mas tem de recorrer aos serviços de uma transportadora, como DPD ou DHL. Como constatou no artigo, não recomendo CTT neste caso em específico.

  10. A questão das devoluções á amazon espanha é que a amazon tem dias especificos para receber encomendas e a CTT Express não está preparada para isso. Por exemplo, só recebem ás quintas feiras, o objeto vai ficar parado uns dias e por vezes gera muita confusão. Acredito que seja fácil de ultrapassar.

    • Pedro, acredito bem no que me diz. Porém, e nas vezes que experimentei devolver algo à Amazon ES, o produto veio sempre devolvido. Curiosamente, quando tentei via transportadora, foi logo à primeira…

  11. Aconteceu-me exactamente o mesmo com os CTT. Uns ladrões autênticos. Numa encomenda de 200€, devolveram-me 20€!!!
    Agora que tenho de fazer um novo envio, e percebendo que há aqui “falcatrua”, vou procurar uma transportadora que me faça o serviço.
    Obrigado pela dica!

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Sigam-nos

13,026FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
788SeguidoresSeguir

Parceiros

Relacionados

Comprar produtos recondicionados permite poupar dezenas ou centenas de euros

Aconselhamos a que façam esse tipo de compras na Amazon, pois além dos smartphones, existem muitos outros tipos de produtos que podem necessitar e que estão em perfeito estado de conservação e funcionamento.

Amazon renova Invincible para mais duas temporadas

O que significa que, para já, a série terá três temporadas no serviço de streaming Amazon Prime Video.

Chegou o teaser trailer da série brasileira Dom, da Amazon

A nova produção estreia a 4 de junho na Amazon Prime Video.

Boundless. Nova série com Rodrigo Santoro e Álvaro Morte vai estrear na Amazon Prime Video

Ainda não há data de estreia, até porque as gravações ainda não começaram.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Análise – Teclado G.Skill RIPJAWS KM570 RGB

Oiçam o clicar das teclas deste teclado da G.Skill.

Final Fantasy 7 Remake Intergrade recebe um trailer “final”

Spoilers para quem não jogou o Remake até agora.

Análise – MotoGP 21 (PlayStation 5)

Enquanto que, em pista, houve melhorias notáveis, parece que fora dela pouco mudou, dando a sensação que houve foco centralizado apenas nalgumas componentes do jogo. Ainda assim, há melhorias impressionantes neste MotoGP 21.