Dar e Reutilizar. Nova plataforma quer ajudar o ambiente pela diminuição do consumo

A plataforma distingue-se dos restantes suportes digitais do género por não envolver trocas de dinheiro.

Dar e Reutilizar
- Publicidade -

Durante a fase de confinamento, Kristine Vuhta, profissional de marketing, deparou-se com uma série de objetos que estavam em bom estado, mas aos quais já não dava uso. E foi aí que surgiu uma ideia de génio, até porque, nesta altura, “as pessoas estão mais sensibilizadas para a importância de deixarmos de ser tão consumistas e passarmos a pensar mais no nosso ambiente, na sustentabilidade e numa vida mais saudável”.

Chama-se Dar e Reutilizar e promete revolucionar o mercado de transações de bens no mundo digital aliando a vertente solidária a um comportamento ambiental responsável, diminuindo, dessa forma, as necessidades consumistas. Roupa, calçado, brinquedos, livros, utensílios domésticos, móveis, eletrodomésticos, instrumentos musicais, artigos de desporto, artigos de jardinagem e agricultura ou artigos para construção civil, podem encontrar isto e muito mais no site.

A plataforma distingue-se dos restantes suportes digitais do género por não envolver trocas de dinheiro, por permitir que os utilizadores mantenham o anonimato – quer o doador, quer o potencial interessado – e porque todos os bens e produtos inseridos são sujeitos a um controlo de qualidade pelos administradores.

Adicionalmente, a plataforma tanto pode interessar a pessoas com um estilo de vida saudável e com preocupações ecologicamente sustentáveis, como aos amantes do restauro, do vintage ou a colecionadores.

Como é que a Dar e Reutilizar funciona?

Bom, qualquer pessoa pode entrar e navegar até encontrar algo necessário para si, para a sua família ou para um vizinho, até porque a visualização e colocação dos artigos são completamente gratuitos. Caso desejem ficar com algum dos artigos da plataforma, aí deverão fazer fazer uma inscrição/assinatura no site por um custo simbólico de 1,99€ e cuja validade é bimestral.

De modo a avaliar a integridade das peças colocadas, a respetiva catalogação e o controlo de qualidade para que a navegação na Dar e Reutilizar seja fácil, honesta e satisfatória, existe uma equipa de colaboradores a trabalhar em backoffice para que nada falhe.

A plataforma tem vindo a ser desenvolvida nos últimos seis meses, encontrando-se online há menos de um mês. Durante os próximos quatro a seis meses, ficará também disponível uma app para smartphones.

- Publicidade -

Sigam-nos

12,770FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
656SeguidoresSeguir

Relacionados

- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Balan Wonderworld vai receber uma demonstração no fim deste mês

Vão poder experimentar o novo jogo do criador de Sonic, antes do seu lançamento.

Queixas relacionadas com serviços de entrega de refeições ao domicílio disparam 190%

O que é perfeitamente normal, tendo em conta o elevado volume de encomendas registadas nas plataformas de delivery.

Suecos Soen regressam a Portugal em dezembro

Estão marcados dois concertos: um para o Porto e outro para Lisboa.