Corredor Horror é o primeiro jogo imersivo de terror feito em Portugal

- Publicidade -

Podem desde já combinar com amigos.

O Projecto Casa Assombrada, a convite do Gabinete da Juventude da Câmara Municipal de Odivelas, cria um novo conceito de entretenimento no mítico Mosteiro de Odivelas para celebrar o 24º aniversário do município, já em novembro.

Trata-se de uma experiência “pop-up” exclusiva, com a duração de 60 minutos e que terá apenas nove apresentações ao público, sendo que duas delas (16, 17 e 18 de novembro) estão reservadas para os munícipes de Odivelas (jovens dos 18 aos 35 anos, com inscrição prévia). As restantes datas acessíveis a todos os fãs e corajosos são a 24, 25 e 26 de novembro e 1, 2 e 3 de dezembro, com sessões entre as 20h e as 23h30.

Nesta nova aventura, o coletivo do Teatro Reflexo, sob a direção de Michel Simeão, conta com um elenco de 28 atores, entre eles: Alexandre Carvalho, Alice Ruiz, Dora Cruz, Fernando Beatriz, Maria Camões, Margarida Moreira, Marta Neto, Miguel Mateus, Ricardo Barbosa, Rita Ruaz, Rui Macedo e o próprio autor Michel, que dão vida a um jogo de equipas para corajosos e para todos os que queiram superar-se numa espécie de “horror playground” para adultos.

As equipas terão de percorrer um corredor com cerca de 200 metros e superar cinco níveis de terror e adrenalina para chegar ao final desta experiência.

Ao longo do Corredor Horror, que atravessa uma das colossais alas do Mosteiro de Odivelas, os jogadores irão descobrir um espaço de perder de vista que se vai agigantando a cada novo passo. Quanto mais o percorrerem, maior será a perceção de que parece não ter fim.

Cada nova etapa é composta por inúmeros espaços: salas de aula, refeitórios, cozinhas, balneários, camaratas, salas e salinhas – locais onde o terror vai habitar. Esta é uma experiência desenhada para ser vivida em grupo com objetivos concretos e desafios que terão de ser superados em cada novo nível.

Mas atenção, que este jogo é de competição. Isto porque, a cada entrada no Mosteiro, duas equipas compostas por quatro elementos irão competir entre si e apenas uma poderá sair vencedora deste jogo. Só com confiança e entreajuda as equipas serão bem-sucedidas. No entanto, os participantes poderão ver-se obrigados a fazer escolhas difíceis e a sacrificar membros da sua própria equipa.

Basicamente, os jogadores tanto podem formar duas equipas no mesmo horário e competir entre amigos, como pode formar apenas uma equipa de quatro elementos e competir contra um outro grupo cujos elementos desconhecem.

Como se de um videojogo se tratasse, os jogadores, enquanto competem, correm o risco de “morrer” (entenda-se perder) durante o jogo e serem eliminados antes de chegar ao fim. Mais do que nunca terão de manter o sangue frio para escapar à fúria das personagens aterradoras que habitam naquela ala do Mosteiro: mortos-vivos, freiras infernais, professoras diabólicas, sacerdotes demoníacos e outros seres malignos das trevas.

Para além de terem de fugir de entidades diabólicas, os jogadores terão de procurar objetos e artefactos, comunicar diretamente com personagens participando nas cenas para obter informações, fazer escolhas de sorte ou azar, decifrar enigmas, descobrir pistas, etc.

A linha narrativa da experiência situa-nos num Multiverso inspirado pelas histórias do Mosteiro de Odivelas em que jovens eram cortejadas pelos senhores da corte. O objetivo do jogo é libertar finalmente as meninas de Odivelas que vivem aprisionadas no Mosteiro chefiado

Quanto aos bilhetes, são postos à venda a 7 de novembro na Ticketline e locais habituais, por 20€ por participante. Os bilhetes, porém, não podem ser adquiridos individualmente, mas sim em packs de quatro bilhetes cada.

Foto de: Guilherme Gouveia

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Relacionados

- Publicidade -

Mais recentes