Coronavírus. Oito técnicas para uma boa lavagem das mãos

Certamente que, nos últimos tempos, já ouviram falar imenso do coronavírus, que começou por ser identificado em humanos na década de 1960. Estes vírus afetam principalmente animais, mas os seus tipos/variantes evolvem e chegam a infetar pessoas, como o que está a acontecer neste momento.

O novo agente do coronavírus (2019-nCoV) foi descoberto em dezembro do ano passado na cidade de chinesa de Wuhan, província de Hubei, e, desde então, mais casos foram confirmados em outros países.

Segundo se sabe, a maioria dos casos está associada a um mercado (Wuhan’s Huanan Seafood Wholesale Market) específico de alimentos e animais vivos (peixe, mariscos e aves) em Wuhan. Naturalmente, e devido a essa suspeita que o vírus seja de origem animal, embora sem certezas, foi algo que levou a que esse mercado em questão tivesse sido encerrado.

De momento, são mais de 24 mil pessoas infetadas em 26 países, pelo que todo o cuidado é pouco, principalmente se estão ou vão de viagem.

Quais os sintomas do coronavírus? E como se transmite?

Febre, tosse e falta de ar (dificuldade respiratória) são alguns dos sintomas associados à infeção. Em casos mais graves pode levar à existência de um pneumonia grave com insuficiência respiratória aguda, à falência renal e de outros órgãos e, em casos extremos, à eventual morte.

Ainda não se sabe ao certo como é que a transmissão é feita. Porém, possivelmente já notaram que, na rua, algumas pessoas têm vindo a utilizar máscaras. E ainda que o uso de máscaras não seja, de todo, errado, há que ter algumas preocupações. Por exemplo, as máscaras devem ser trocadas com frequências, isto porque ficam suadas, e, aí, deixam de oferecer uma proteção real.

Além disso, como são muito folgadas e não cobrem os olhos, há poucos indícios de que funcionem. Em todo o caso, em Portugal, pelo menos, não há razão para alarme.

Como me posso proteger?

Uma vez que não se sabe exatamente como o vírus se transmite, o mais que podemos fazer é ser prevenidos e manter sempre um boa higiene. Daí, deixamo-vos oito técnicas para uma boa lavagem de mãos:

  • Molhar as mãos com água corrente morna;
  • Aplicar sabonete ou desinfetante e ensaboar as mãos;
  • Esfregar as mãos juntas (e distantes da água)
  • Esfregar, separadamente, os dedos
  • Esfregar as unhas na palma das mãos
  • Esfregar a parte de trás de cada mão
  • Enxaguar com água corrente limpa
  • Secar com uma toalha limpa ou uma toalha de papel

Além disso, devem evitar contacto próximo com doentes com infeções respiratórias, bem como tapar o nariz e boca quando espirrarem ou tossirem.

Em todo o caso, para os viajantes que venham da China, principalmente quem tenha estado nas regiões afetadas, se tiverem sintomas de doenças respiratórias, liguem para o SNS 24 (808 24 24 24) ou procurem atendimento médico o mais rapidamente possível.

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Sigam-nos

10,843FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
632SeguidoresSeguir

Relacionados

Chegou a Portugal o ferro de engomar anti coronavírus

São dois modelos da marca Di4. Estão certificados por duas patentes que, em conjunto, permitem erradicar a COVID-19 tecidos com uma eficácia superior a 99,9999999%.

A Organização Mundial de Saúde recomenda os videojogos durante a quarentena

O movimento #PlayApartTogether motiva e incentiva as pessoas a usarem os videojogos para se entreterem e até interagirem com outras pessoas, através das ofertas sociais e multijogador.

#ANIMALAR. Nova iniciativa sensibiliza-nos para cuidarmos dos animais em tempo de COVID-19

Há algo que algumas pessoas ainda não perceberam: o novo coronavírus não é transmitido nem afeta os animais. E foi graças a esta problemática que surgiu a #ANIMALAR, a nova iniciativa da comunidade tech4COVID19 que pretende sensibilizar os portugueses para a relação dos animais com o surto de COVID-19.

Governo lança site (e em breve uma app) sobre coronavírus

Chama-se Covid-19 Estamos On e reúne "todas as informações relevantes sobre as medidas de prevenção e de contenção do novo coronavírus".
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

ANACOM lança plataforma que permite saber onde existe melhor cobertura de rede móvel

Chama-se tem.REDE? e é uma iniciativa incluída no programa SIMPLEX.

Digimon Survive foi adiado para 2021

E não é a primeira vez que o futuro RPG é adiado.