Concertos Drive-in em Portugal? Sim. O primeiro acontece já esta semana

É uma realidade que começa a ganhar alguma forma na Europa, pelo que Portugal também teria de testar este formato.

no Festival do Crato
- Publicidade -

Não é a primeira vez que falamos aqui de drive-in. Este conceito, que não é propriamente novo, começou por ser divulgado pela organização da Comic Con Portugal, que vai exibir o filme O Meu Espião, protagonizado por Dave Bautista, a 1 de junho, no Dia Mundial da Criança.

Mas e se a programação de cinema pode ganhar alguma forma assim, porque não também a música? Uma vez que já realizam concertos drive-in lá fora, há músicos em Portugal que vão fazer o mesmo.

O primeiro acontece já amanhã, dia 13 de maio, a partir das 21h30. Maria João fará o concerto de estreia do drive-in musical da Fábrica Braço de Prata na sala Nietzsche, e, ao mesmo tempo, a apresentação será projetada nos muros do exterior, bem como nas redes sociais da Fábrica.

As reservas para o drive-in são limitadas e já estão abertas. Para assistir ao concerto do carro, cada ocupante terá de consumir pelo menos 5€ em bebidas ou comidas take away. O restaurante estará aberto das 19h30 às 23h. Quem ficar por casa também poderá assistir ao concerto, mas a Fábrica Braço de Prata pede uma contribuição simbólica de 1€.

Já daqui a uns dias, mais especificamente a 23 de maio, será a vez de Pedro Abrunhosa avançar com um concerto neste formato. Com o título Vens de Carrinho, o espetáculo acontecerá no parque de estacionamento do Estúdio 33, habitualmente destinado a congressos, localizado na vila de Ansião (distrito de Leiria).

Como é que tudo se processa? É simples. No momento de aquisição do bilhete (50€ por veículo), o comprador deverá indicar a marca, o modelo e matrícula da viatura em que se deslocará ao Estúdio 33, bem como o nome da pessoa responsável e respetivo endereço de correio electrónico (através do qual receberão instruções e esclarecimentos com vista à melhor experiência possível).

No dia do concerto, os veículos deverão fazer “check-in” à entrada do recinto entre uma hora e trinta minutos antes do início previsto para o início do espetáculo. Esse intervalo de tempo deve ser respeitado, pelo que, quem não o fizer, poderá perder o direito a assistir ao espetáculo.

No período de “check-in”, e ainda antes da entrada no recinto, cada veículo será identificado no pára-brisas e serão entregues instruções de funcionamento e informações úteis e protocolos de emergência.

Ao adquirir o bilhete, o comprador compromete-se a garantir que o seu rádio poderá sintonizar frequências de FM (rádio normal), sendo que o áudio do espetáculo será audível através do equipamento da própria viatura mediante frequência indicada à chegada ao recinto.

Não é permitida a abertura de janelas e os veículos deverão permanecer com o motor desligado.

Como referimos, o preço é de 50€ por veículo, sendo o número de espetadores máximo determinado pelo número máximo de passageiros permitido por lei para cada veículo.

Resta saber se isto é algo temporário ou se, por outro lado, os concertos drive-in vieram para ficar.

- Publicidade -

Parceiros

Relacionados

Seleções nacionais aparentemente excluídas de FIFA 22

Sim, falamos tanto da equipa masculina como feminina. Será um erro?

Afinal, a HBO Max só chega a Portugal em 2022

A chegada da plataforma estava prometida para este ano... Só que não.

Está mais caro ter Netflix em Portugal

Há aumentos de 1 e 2€ por mês. Depende dos planos.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Eddie Murphy vai protagonizar, pelo menos, mais três filmes para a Amazon

Resta-nos aguardar pelas respetivas datas de lançamento.

HomeLovers comemora 10 anos de existência com novo projeto de aluguer e compra de barcos

Uma nova imagem e numa nova aposta na área das embarcações de recreio.