Concertos Drive-in em Portugal? Sim. O primeiro acontece já esta semana

É uma realidade que começa a ganhar alguma forma na Europa, pelo que Portugal também teria de testar este formato.

no Festival do Crato

Não é a primeira vez que falamos aqui de drive-in. Este conceito, que não é propriamente novo, começou por ser divulgado pela organização da Comic Con Portugal, que vai exibir o filme O Meu Espião, protagonizado por Dave Bautista, a 1 de junho, no Dia Mundial da Criança.

Mas e se a programação de cinema pode ganhar alguma forma assim, porque não também a música? Uma vez que já realizam concertos drive-in lá fora, há músicos em Portugal que vão fazer o mesmo.

O primeiro acontece já amanhã, dia 13 de maio, a partir das 21h30. Maria João fará o concerto de estreia do drive-in musical da Fábrica Braço de Prata na sala Nietzsche, e, ao mesmo tempo, a apresentação será projetada nos muros do exterior, bem como nas redes sociais da Fábrica.

As reservas para o drive-in são limitadas e já estão abertas. Para assistir ao concerto do carro, cada ocupante terá de consumir pelo menos 5€ em bebidas ou comidas take away. O restaurante estará aberto das 19h30 às 23h. Quem ficar por casa também poderá assistir ao concerto, mas a Fábrica Braço de Prata pede uma contribuição simbólica de 1€.

Já daqui a uns dias, mais especificamente a 23 de maio, será a vez de Pedro Abrunhosa avançar com um concerto neste formato. Com o título Vens de Carrinho, o espetáculo acontecerá no parque de estacionamento do Estúdio 33, habitualmente destinado a congressos, localizado na vila de Ansião (distrito de Leiria).

Como é que tudo se processa? É simples. No momento de aquisição do bilhete (50€ por veículo), o comprador deverá indicar a marca, o modelo e matrícula da viatura em que se deslocará ao Estúdio 33, bem como o nome da pessoa responsável e respetivo endereço de correio electrónico (através do qual receberão instruções e esclarecimentos com vista à melhor experiência possível).

No dia do concerto, os veículos deverão fazer “check-in” à entrada do recinto entre uma hora e trinta minutos antes do início previsto para o início do espetáculo. Esse intervalo de tempo deve ser respeitado, pelo que, quem não o fizer, poderá perder o direito a assistir ao espetáculo.

No período de “check-in”, e ainda antes da entrada no recinto, cada veículo será identificado no pára-brisas e serão entregues instruções de funcionamento e informações úteis e protocolos de emergência.

Ao adquirir o bilhete, o comprador compromete-se a garantir que o seu rádio poderá sintonizar frequências de FM (rádio normal), sendo que o áudio do espetáculo será audível através do equipamento da própria viatura mediante frequência indicada à chegada ao recinto.

Não é permitida a abertura de janelas e os veículos deverão permanecer com o motor desligado.

Como referimos, o preço é de 50€ por veículo, sendo o número de espetadores máximo determinado pelo número máximo de passageiros permitido por lei para cada veículo.

Resta saber se isto é algo temporário ou se, por outro lado, os concertos drive-in vieram para ficar.

- Publicidade -

Sigam-nos

10,595FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
609SeguidoresSeguir

Relacionados

Swans vêm mesmo tocar a Portugal no próximo ano

Esperemos que, até lá, já ninguém oiça falar da COVID-19.

Festicket Live é a nova plataforma para live streaming de concertos

O objetivo da Festicket Live é claro: juntar fãs e artistas em bons momentos, mas para que também estes últimos possam ser remunerados.

Concertos de Bill Callahan em Portugal foram cancelados

Eram três espetáculos que ficaram agora sem efeito.

Concerto dos Slipknot em Portugal foi cancelado

Devido à pandemia de COVID-19, a tour europeia da banda ficou sem efeito.
- Publicidade -

Mais Recentes

Ru Sinel de Cordes vai ter mais duetos com humoristas no Porto

Depois do sucesso das quatro primeiras datas, seguem-se outras tantas com novos convidados.

A Corsair tem um touchscreen dedicado aos teclados

Um companheiro útil para quem passa muito tempo na secretária.