Como o Covid-19 afeta as relações sexuais?

Inevitavelmente, tal levou a um crescimento razoável do negócio das sex shop online.

Covid-19 relações sexuais
- Publicidade -

Como tudo e como todos, as relações sexuais foram afetadas pela pandemia da Covid-19. Desde logo, porque a crise de saúde sem precedentes que vivemos ditou o confinamento de milhões de pessoas – em todo o mundo – durante várias semanas de 2020, no sentido de conter o avanço da transmissão do vírus.

O confinamento teve um impacto claro em casais e solteiros. Foi sinónimo de ansiedade, stress, angústia e isolamento, para além de testar a dinâmica, estabilidade e robustez das relações interpessoais. É evidente que isto se repercutiu na dinâmica sexual, quer de solteiros, quer de casais.

Depois, porque o “novo normal” trouxe a distância social como regra de ouro, e levou ao encerramento e a restrições em espaços onde era normal conhecerem-se novos parceiros – como bares, restaurantes e discotecas. E, em última análise, as relações sexuais foram afetadas pela pandemia devido ao próprio risco da transmissão do vírus através do sexo, sobretudo através do beijo.

Falaremos de como isso levou a um crescimento razoável do negócio das sex shop online, convocando o caso da Vibrolândia, sex shop em Lisboa. Antes de mais, debrucemo-nos sobre uma questão básica.

A doença Covid-19 e as relações sexuais

Até que ponto é arriscado contrair o novo coronavírus através de relações sexuais? Bom, na verdade, o coronavírus não se transmite através do sexo em si, mas sim da intimidade que está sempre presente nas relações sexuais. O grande risco, como já sabemos, está nas gotículas respiratórias transmitidas por via oral – passíveis de ser transmitidas através de beijos, por exemplo.

Por mais que nos custe dizê-lo: na ótica do risco da transmissão do SARS-Cov-2, os beijos são completa e absolutamente proibidos. Os especialistas defendem que o melhor será mesmo usar máscara enquanto se faz sexo ou escolher posições sexuais com menor risco para os intervenientes.

Pode soar aborrecido, mas sabemos também que há muitas formas de fazer sexo para lá da habitual posição do missionário, em que as duas faces se encontram mais perto uma da outra e, portanto, em maior risco neste contexto. Aliás, basta procurar por sex shop online ou sex shop em Lisboa no Google, para alimentarmos as nossas fantasias – de forma segura, claro – com os diversos brinquedos que temos à nossa disposição. Vejamos como estes podem ser uma ajuda no “novo normal”.

O sexo e os relacionamentos

Lá pelo sexo mais convencional ter ficado abalado com a pandemia da Covid-19, não quer dizer que as relações não possam ser apimentadas e o sexo não possa continuar a ser feito de forma segura e – quase – à prova de Covid.

Também é natural que tanto casais como solteiros se tenham visto obrigado a pensar em novas formas de fazer sexo, uns para reinventarem as suas relações num contexto difícil, e outros por necessidade – e desejo sexual.

Pedro Correia, diretor da Vibrolândia, sex shop em Lisboa e uma das sex shop online de referência no nosso país, revelou, em declarações ao CM, que a grande tendência do mercado são os objetos de prazer controlados à distância. E que melhor tendência do que a distância nesta altura?

Um novo paradigma de sexo seguro

As sex shop online – e qualquer sex shop em Lisboa – têm à venda brinquedos como vibradores com controlo remoto, que permitem fazer sexo seguro. Tanto a uma distância relativa, em casa, como literalmente (e muito mais) à distância, estando cada parceiro em lugares completamente diferentes.

As vantagens podem ser várias. Tanto porque as pessoas podem continuar a fazer sexo, ter prazer e manterem-se ativas nesse aspeto – o que também é bom para a saúde mental e para a estabilidade das relações – como isso acontecer de forma plenamente segura e livre deste ou de futuros “Covids”. Havendo toda uma variedade de brinquedos e artigos sexuais como anéis e bombas penianas, ovos vaginais e óleo, porque não experimentar? Quem sabe não se surpreende na descoberta.

Esta é uma ótima altura para, em segurança e cumprindo todas as normas, visitarem uma sex shop em Lisboa, ou, se preferire,, ver o catálogo de uma sex shop online e aferir toda a variedade de produtos disponíveis em loja.

Em 2020, o mundo testemunhou mudanças extraordinárias e sem dúvida que a intimidade foi afetada, como tantas outras esferas da vida social e privada. Mas é caso para dizer que, em toda a crise, há sempre uma oportunidade à espreita. Quem sabe se não é o caso?

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Sigam-nos

12,948FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
656SeguidoresSeguir

Relacionados

- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Novo projeto da Samsung ajuda na luta contra a caça ilegal na savana africana

E com isso, podemos ser um guarda florestal virtual e cuidar de animais em vias de extinção.