fbpx

Já começou a produção da adaptação live-action de Mulan

Começou a produção de MULAN, da Disney, uma adaptação em imagem real do filme de animação de 1998. O filme será filmando em regiões da Nova Zelândia e China e chegará às salas de cinema em 2020.

Após um ano de castings globais, Liu Yifei (O Reino Proibido, Once Upon a Time) foi a escolhida para interpretar Hua Mulan. Yifei será acompanhada por Donnie Yen (Rogue One: Uma História de Star Wars), Jason Scott Lee (O Tigre e o Dragão: A Espada do Destino), Yoson An (Meg: Tubarão Gigante), Utkarsh Ambudkar (Um Ritmo Perfeito), Ron Yuan (Marco Polo), Tzi Ma (O Primeiro Encontro), Rosalind Chao (Star Trek: Deep Space Nine), Cheng Pei-Pei (O Tigre e o Dragão), Nelson Lee, Chum Ehelepola, Gong Li (Memórias de uma Gueixa, Esposas e Concubinas) e Jet Li (O Tempo de Shaolin, Arma Mortífera 4).

MULAN é a épica aventura de uma destemida jovem que se faz passar por um homem, para lutar contra os Invasores do Norte que atacam a China. Filha mais velha de um honrado guerreiro, Hua Mulan é determinada, destemida e habilidosa. Quando o Imperador decreta que um homem por família terá de servir o Exército Imperial, Hua Mulan ocupa o lugar do pai doente enquanto Hua Jun, tornando-se num dos maiores guerreiros da história da China.

MULAN é realizado por Niki Caro (A Domadora de Baleias, McFarland, USA) a partir do guião de Rick Jaffa & Amanda Silver (Mundo Jurássico, No Coração do Mar) e Elizabeth Martin & Lauren Hynek, baseado no poema narrativo The Ballad of Mulan.

Jason T. Reed, Chris Bender e Jake Weiner são os produtores e Barrie M. Osborne, Bill Kong e Tim Coddington os produtores executivos.

O filme animado da Disney, lançado em 1998, que contava com Ming-Na Wen, Miguel Ferrer e Eddie Murphy, foi nomeado para um Óscar e dois Globos de Ouro.

A história da guerreira lendária é um dos contos populares mais famosos da China. Ainda hoje integra o currículo das escolas chinesas.


 

- Publicidade -

Afiliados

Sigam-nos

10,783FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
630SeguidoresSeguir

Media Partner

Relacionados

Crítica – Enola Holmes

Enola Holmes oferece uma agradável e refrescante visão de uma franchise que pode ter ganho um novo futuro.

Crítica – The Devil All The Time

The Devil All The Time pode não ser indicado para aqueles que têm uma visão muito pessoal sobre a religião. Já para outros será um filme que tardará a desaparecer da memória.

Candyman adiado para 2021

E não é preciso adivinhar porquê.

Vem aí um filme sobre a vida de Madonna

E o guião está a ser desenvolvido pela própria.
- Publicidade -

Mais Recentes

Análise – Sony WH-1000XM4

Com os Sony WH-1000XM4 a tocar música e o Noise Cancelling ativo, o mundo circundante salta para o segundo plano e nem damos por ele.

Oktoberfest está de volta à Nortada

A grande festa da cerveja regressa pelo terceiro ano consecutivo.