Circula email falso que se quer fazer passar pelos CTT

Os esquemas não param. E neste em particular, alguém menos atento podem facilmente cair na esparrela.

os CTT
- Publicidade -

São muitos os emails falsos que circulam por aí e que se querem fazer passar por esta ou aquela entidade. Aqui no Echo Boomer já alertámos para uma série de situações, com burlões a quererem enganar os consumidores, pensando tratar-se de uma empresa com credibilidade.

Desde o SAPO, Netflix, passando pela PSP, GNR ou Autoridade Tributária, muitas são as companhias visadas nestes esquemas. E nem os CTT escapam, com uma nova burla que está a circular há uns dias.

Foi em março que alertámos os nossos leitores para uma burla (dificilmente alguém iria cair no conto do vigário) e, agora, surge uma nova tentativa de roubar dinheiro às pessoas.

Nós aqui deste lado também recebemos esse email. Facilmente entendemos a burla, mas é um facto que nem toda a gente consegue decifrar estas burlas.

ctt burla atualizado

Tudo começa com o título “Seu pacote está disponível (desembaraço aduaneiro)”. Só por aqui deixa-nos logo desconfiados, graças à linguagem utilizada (Português do Brasil). Já no resto do email, embora o burlão ainda tente utilizar uma escrita correta aqui e ali, a falta de pontuação e a forma como se despede no final do email denuncia o esquema.

Para já, muito dificilmente alguém iria-se despedir com “Saudações, Atendimento ao cliente alfandegário”, e isto sem contarmos com a ausência de uma assinatura por parte da pessoa que enviou o email, algo que acontece nos emails “reais” dos CTT.

Depois, existem três aspetos que retiram toda e qualquer credibilidade ao email. Primeiro, NUNCA os CTT iriam pedir que se adquirisse um código PIN Paysafecard para qualquer quaisquer taxas alfandegárias.

Em segundo lugar, é pedido que se envie o código PIN de 16 dígitos para o email servico-alfandegario@correos-aduana.com. Ora, então recebemos um email por parte dos CTT, mas depois temos de enviar um email para os “Correos”? Não faz qualquer sentido.

Por último, e por aqui o esquema perde logo força, é o facto de dizer que existe uma encomenda com o número RS29820L19906951. E se por acaso experimentarem colocar esse código no site dos CTT para acompanhar a encomenda, terão a informação de que o objeto não existe… como é óbvio.

Sim, o facto do email remetente ser noreply@ctt.pt (o email existe mesmo e é usado para comunicações automáticas) pode deixar algumas dúvidas, mas basta pensar um bocadinho e ser desconfiado. Afinal de contas, porque é que alguém haveria de receber um email destes caso não tivesse feito nenhuma encomenda?

Basta terem cuidado. Portanto, se receberem este email, basta apagarem. E depois não precisam de pensar mais no assunto.

- Publicidade -

Parceiros

Relacionados

Loja CTT em Óbidos reabre ao público

É a 31ª loja a ser reaberta.

CTT querem disponibilizar, para já, um total de 200 cacifos em Portugal

Os Cacifos CTT permitem que todos os clientes recebam as suas compras online onde e quando quiserem.

IKEA baixou preços para as entregas via CTT

Além disso, irão surgir mais pontos de recolha no próximo ano, assim como novos estúdios de planificação.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes