Cinfães: Um destino único para uma escapadinha ou férias

O local ideal para recuperar dos dias encerrados entre quatro paredes.

- Publicidade -

Entre o cimo da serra de Montemuro, uma montanha mágica, e a foz do Rio Paiva, no Rio Douro. Da aridez da montanha, um sítio privilegiado de onde se vê o verde das margens do Douro, do Bestança, do Paiva, a Serra do Marão e a Serra da Estrela, até às planícies verdejantes da Queda de Água do Rio Sampaio ou a Cascata da Ribeira de Tendais. Locais únicos como o vale dos Bestança onde a natureza interage entre si, com nenhuma interferência do homem. O rio Bestança nasce na serra de Montemuro e desce até ao Douro em quase 14 km de “Bestias”, termo que significa correr naturalmente em zona de fauna e flora selvagem.

Aldeias como a da Gralheira, a 1200 metros de altitude em plena serra de Montemuro, a história permanece imóvel com povo humilde e acolhedor. A serra continua a ter as mesmas flores de há duzentos anos. Os pássaros fazem ali os seus ninhos. Os ruídos são do vento a passar e da água a correr pelos ribeiros.

Assim é Cinfães, o local ideal para recuperar dos dias encerrados entre quatro paredes. Cinfães está perto de tudo e longe do reboliço e stress do dia-à-dia. Na margem esquerda do Douro, está a cerca de uma hora dos centros urbanos do Porto, Braga e de Aveiro, e a menos de uma hora de Viseu.

Seja de carro, de bicicleta ou a pé, Cinfães recebe de braços abertos aqueles que querem escapar do mundo.

Mas a vila não oferece apenas sossego. Há também gastronomia diversificada, como rojões à moda de Cinfães, uma posta de vitela arouquesa e os famosos Matulos, uns bolos de manteiga que são os reis da doçaria regional local, regados com um vinho verde fresco e apaladado.

Sugerimos, portanto, três dias em Cinfães, fazendo o seguinte:

Dia 1:

  • Experiência “Siga o Rebanho;
  • Visita ao Museu Etnográfico de Nespereira

Dia 2:

  • Visita guiada ao Museu Serpa Pinto e zona central envolvente;
  • Experiência gastronómica com posta arouquesa ou arroz de aba;
  • Visita ao Miradouro do Teixeirô.

Dia 3:

  • Visita à Serra da Gralheira com paragem obrigatória pela Ponte da Panchorra e as Muralhas das Portas de Montemuro;
  • Terminar o dia com a Visita à Igreja Nossa Senhora da Natividade de Escamarão, parte integrante da Rota do Românico;
  • Experimentar uma aula de yoga em pleno rio Bestança (Esteja atento e procure um dia com concerto nas margens do rio enquanto ouve a partir de uma prancha de Stand Up Paddle, uma atividade única no País). Outra opção é optarem por um passeio de barco com saída do Cais do Escamarão.
- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Carris Metropolitana. Divulgados os horários da Área 4

Já se podem orientar nos municípios de Alcochete, Moita, Montijo, Palmela e Setúbal. São os horários da Área 4.

Primeiro teaser de Andor mostra como Star Wars poderá contar histórias de espionagem

Diego Luna regressa como Andor, numa prequela de Rogue One.

Nova atualização de Gran Turismo 7 adiciona novos carros e eventos

Com destaque para vencedor das 24 Horas de Le Mans, o novo Toyota GR010 HYBRID.