Cineteatro S. Pedro, em Abrantes, deve reabrir portas em 2024

- Publicidade -

Além de obras de reabilitação, o espaço terá também mais lugares.

Desde 2018 que a cidade de Abrantes está sem o Cineteatro S. Pedro, conhecida sala de espetáculos, a funcionar, o que faz carecer imenso o município de oferta cultural.

Sabendo disto, a Câmara de Abrantes aprovou em agosto de 2020, já depois da escritura de compra e venda no mês anterior, o projeto base/anteprojeto de restauro, reabilitação, remodelação e ampliação do edifício do Cineteatro São Pedro.

No ano seguinte, em abril de 2021, era aprovado o projeto de execução relativo à empreitada de Restauro, Reabilitação, Remodelação e Ampliação do edifício do Cineteatro São Pedro, com preço base fixado em 1.800.000,00€. Mas não houve propostas.

Tal fez com que, já em fevereiro de 2022, fosse lançado um novo concurso público, desta vez com um preço base de 2.850.670,00€, acrescido de IVA. E foi no final de 2022 que a obra teve finalmente o seu início.

Espera-se, agora, que a empreitada fique concluída dentro de 15 meses, pelo que o objetivo passa por devolver o Cineteatro S. Pedro algures em 2024, ano em que já estará em funcionamento.

A obra inclui uma ampliação em terreno contíguo, de modo a garantir uma melhor acessibilidade ao edifício, nomeadamente, para cargas e descargas, mais uma saída de emergência e um novo espaço para eventos exteriores.

Também o palco será ampliado. A sala de espetáculos, constituída por plateia e 1º balcão, passará a ter 246 lugares e 140 lugares respetivamente, totalizando 386 lugares.

Além dos camarins localizados no piso 0, serão construídos novos camarins ao nível do piso menos 1, de forma a criar condições para diversos tipos de espetáculos que não eram possíveis de se realizar. As escadas de acesso à teia serão reconstruídas e irá ser instalado um monta-cargas de apoio ao palco.

A plateia será remodelada e terá um novo perfil de inclinação, cadeiras novas e com lugares reservados para pessoas com mobilidade reduzida. O sistema de climatização da sala (AVAC) passará a ser feito pelo pavimento, de modo a ter uma melhor rentabilidade e melhor conforto aos utentes do espaço e incluirá tratamento acústico das paredes e restauro do teto falso.

A zona da cafetaria será remodelada e reequipada, incluindo a criação de zona de esplanada no espaço exterior. A régie, sendo fundamental para o controle da qualidade do som da sala, irá ser instalada no piso 2, trazendo a bancada de controlo de som para dentro do auditório, de modo a reunir as melhores condições técnicas.

No piso 1, para além do 1º balcão, será criada uma sala polivalente. O edifício será iluminado no seu exterior por projetores.

- Publicidade -

1 Comentário

  1. Espero que seja de vez. Assisti a partir dos anos 70 a manifestações culturais desde ballet Gulbenkian à existência do cine Clube e a filmografia diversa e actualizada.
    Está cidade merece mais e melhor.

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Relacionados

- Publicidade -

Mais recentes