Chegou o Delta Slow Coffee, um café que se demora

É uma nova experiência de beber café, onde o aroma do grão moído aliado à perfeita extração, evidenciam toda a sua pureza, sabor e naturalidade.

- Publicidade -

Quem acompanha o Echo Boomer poderá lembrar-se minimamente que esta não é a primeira vez que falamos no Delta Slow Coffee. Afinal de contas, fomos conhecer esta novidade em novembro de 2019, num evento promovido pela Delta Cafés em Lisboa.

Na altura, tínhamos ficado a saber que este Slow Coffee era inspirado na tendência internacional do Slow Living, sendo um café criado para desfrutar com tempo e sem pressa, composto por uma gama de blends criados especificamente para uma preparação slow. “Cada café é torrado de forma separada e lenta, para garantir as melhores notas e propriedades”, referia a marca na altura.

Nesse evento, a marca tinha o objetivo de lançar este produto para o mercado no início de 2020, mas com tudo o que a pandemia provocou, só chega agora um ano depois do previsto. Mas não há mal nenhum nisso.

O que têm de saber é que esta é toda uma nova forma de beber café. Primeiro na sua produção, onde cada grão foi torrado cuidadosamente para realçar as melhores notas e aromas. Depois, nos seus encontros, onde as melhores origens foram especialmente combinadas para cada experiência.

Existem duas opções, The Dripping Experience e a The Pressing Experience, sendo que cada uma conta com dois blends diferentes, num total de quatro.

A The Dripping Experience promete um café suave e rico em aromas. Para isso, há que utilizar os equipamentos de extração Chemex e V60, em que a presença de um filtro e o fluxo de água constante a passar pelo café durante a extração acentuam os seus leves sabores.

A Chemex é um dos métodos de extração que evidencia, de uma forma bastante clara, todos os sabores e aromas do café, dando origem a uma bebida mais suave e sem quaisquer sedimentos de café. Já a“V60, um equipamento que representa a evolução do café tradicional de filtro, é um método especialmente desenhado para servir uma bebida de sabor único e rica em aromas onde todos os sabores e subtilezas do café se encontram presentes.

Assim, foram definidos dois blends: Slow Coffee D1 – Colômbia & Etiópia, que mistura os melhores grãos de café da Colômbia, que proporcionam notas de cacau, caramelo e acidez vibrante, com o café da Etiópia, que evidencia um aroma floral com notas de fruta e cereais; e Slow Coffee D2 – Costa Rica, Índia, Tanzânia & Timor, um blend com ligeiro toque a especiarias da Índia e notas de avelã e amêndoa torrada da Tanzânia.

Delta Slow Coffee

No que toca à The Pressing Experience, é uma experiência que encontra um café com texturas definidas e aromas marcantes. A imersão do café com a mesma água durante toda a extração acentua as suas propriedades sólidas, dando origem a um café mais encorpado.

Para o melhor resultado, foram definidos três métodos de extração: French Press, Aeropress e Balão.

Através do método de extração French Press, o café repousa e mistura-se uniformemente na água por um determinado tempo. Depois, é filtrado por uma malha metálica que permite a passagem dos óleos naturais do café para a bebida, dando origem a um café intenso e com textura.

Por sua vez, com a Aeropress, um dos métodos de extração mais práticos, o café repousa em infusão na água quente e, passados uns minutos, a solução é filtrada através de uma pressão em vácuo que elimina os óleos e sedimentos do café, dando-lhe uma composição suave e aromática.

Já a preparação do café no Balão representa um verdadeiro ritual de partilha, extremamente agradável de apreciar. Primeiro, o café mistura-se com a água e depois passa através de um filtro de pano, dando origem a um café intenso e aromático.

Tal como na experiência anterior, existem aqui dois blends para preparar e saborear: Slow Coffee P1 – Costa Rica & Tanzânia, onde predominam as notas a frutos vermelhos e críticos, bem como uma doçura complexa e textura de aromas florais; e o Slow Coffee P2 – Colômbia, Etiópia, Guatemala & Uganda, num blend encorpado e achocolatado do Uganda, coroado com notas de castanhas, florais e tropicais da Colômbia.

Tudo o que necessitam para a vossa experiência completa, como cafés, equipamentos, acessórios e kits, estão disponíveis na loja online da marca.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

Delta lança no mercado nova barra Croffee que junta café, arando e cereja

Ao todo, existem agora três barras Croffee no mercado.

Novo café da Delta revela nuances de especiarias e caramelo

Conheçam o Delta Indonésia. São fãs dos cafés da Delta e gostam particularmente da gama Origens? Pois bem, acaba de...

Café que não precisa de açúcar, uma soda artesanal e uma “imperial de café”. Estas são as novidades da Delta

Inovação e sustentabilidade, sem nunca esquecer o mais importante: os clientes. Estes são os pilares do grupo Nabeiro, dono da Delta. Num evento que decorreu hoje em Lisboa e no qual o Echo Boomer esteve presente, o administrador Rui Miguel Nabeiro aproveitou a ocasião para anunciar muitas novidades da marca Delta para os próximos tempos.

Delta apresenta barra de cereais com café e uma bebida fria de café com leite

Da ideia ao negócio, o Mind – Modelo de Inovação da Delta, um impulsionador de ideias do Grupo, dá...
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

LENNA. Nova marca aposta em sapatos vegan, sustentáveis e feitos em Portugal

Na verdade, trata-se de uma fusão entre alpercatas e ténis. E é bem provável que tenhamos aqui a sensação do verão.