Chegou a 3ª edição do concurso StartUP Voucher

Demorou, mas chegou. Depois de, no ano passado, termos tido a segunda edição do StartUP Voucher, tinha ficado prometida para 2019 uma nova oportunidade de os interessados poderem submeter a sua candidatura ao programa e, assim, receber uma bolsa mensal de apoio ao desenvolvimento dos seus projetos. E foi hoje, 26 de julho, que a StartUP Portugal deu várias e boas novidades.

Para já, esclarecer que este programa é destinado a pessoas entre os 18 e os 35 anos. O objetivo é dinamizar o desenvolvimento de projetos empresariais que se encontrem em fase de ideia através de diversos instrumentos de apoio disponibilizados ao longo de um período de até 12 meses de preparação do projeto empresarial.

Quais são as datas para submeter candidatura para a 3ª edição do StartUP Voucher?

Projetos que beneficiem as regiões NUT II – Norte, Centro e Alentejo ou NUT II – Lisboa podem candidatar-se a esta 3ª edição do StartUP Voucher. A novidade é que, agora, e contrariamente ao que aconteceu nas ediições anteriores, em que havia somente uma data limite para submeter a candidatura, existem quatro cut-off dates:

  • 26 de novembro de 2019, 18:00 (hora local de Portugal Continental);
  • 26 de março de 2020, 18:00 (hora local de Portugal Continental);
  • 26 de julho de 2020, 18:00 (hora local de Portugal Continental);
  • 26 de novembro de 2020, 18:00 (hora local de Portugal Continental).



Cut-off dates significa que as candidaturas submetidas no período de quatro meses anterior à data e hora associada à respetiva cut-off vão entrar em processo de análise a partir dessa data.

O StartUP Voucher tem a duração mínima de 4 meses e máxima de 12 meses. Cada fase corresponde a quatro meses de trabalho, pelo que, no final de cada fase, os projetos são reavaliados. Ou seja, existem bastantes que não chegam a passar nem à segunda fase nem à última.

Quem pode concorrer ao StartUP Voucher?

Podem concorrer a este apoio jovens empreendedores que:

  • Tenham uma idade compreendida entre os 18 e os 35 anos;
  • Tenham nacionalidade portuguesa ou residam em Portugal;
  • Não se encontrem a beneficiar de uma bolsa para os mesmos fins e não possuam outra
    fonte de rendimento;
  • Não possuam uma empresa já constituída.

Posso concorrer de forma individual? Ou necessito de equipa?

As candidaturas devem ser apresentadas por equipas com um mínimo de dois promotores e um máximo de cinco. No entanto, somente dois promotores podem beneficiar da Bolsa StartUP Voucher. Podem iniciar a vossa candidatura aqui.

Quais são os apoios concebidos pelo StartUP Voucher?

Existe uma bolsa mental, um prémio de avaliação intermédia e um prémio final, além de mentoria e acompanhamento do projeto.

  • Bolsa – valor mensal de 691,70€, atribuído para o desenvolvimento do projeto empresarial; só podem ser atribuídas um máximo de duas bolsas por projeto empresarial;
  • Mentoria – acesso a uma rede de mentores que forneçam orientação aos promotores;
  • Acompanhamento do projeto – Por parte de entidade acreditada;
  • Prémio de avaliação intermédia – atribuição de prémios no valor de 1.500€, aos projetos que obtenham avaliação intercalar positiva em função do cumprimento dos objetivos de cada fase;
  • Prémio de concretização – atribuição de um prémio no valor de 2.000€, à concretização do projeto empresarial através da criação de empresa com a constituição de sociedade comercial, desde que esta ocorra após os primeiros 6 meses de participação no programa e até 6 meses após os 12 meses de duração máxima de participação no StartUP Voucher.



De salientar que esta bolsa não conta como primeiro emprego, nem tão pouco é acumulável com o subsídio de desemprego. Além disso, a Bolsa do StartUP Voucher não está sujeita a tributação.

Mais importante dizer é o facto de não ser possível manter uma atividade profissional em simultâneo com o StartUP Voucher. Ou seja, não podem estar a trabalhar caso queiram concorrer a esta bolsa.

Atenção, se já participaram numa edição anterior do StartUP Voucher, não podem voltar a concorrer a esta medida. Terminado cada prazo de candidatura, os resultados deverão demorar, no mínimo, 30 dias até ser publicados.

Quais são as obrigações?

É necessário produzir relatórios mensais, bem como um relatório final assim que cada fase estiver terminada. Além disso, poderão sempre existir outras obrigações, embora isso vá variar de projeto para projeto.

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Sigam-nos

10,849FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
632SeguidoresSeguir

Relacionados

Concurso Montepio Acredita Portugal 2020 com inscrições abertas até 25 de abril

Além disso, o concurso adotou um formato inicial digital, 100% online, pelo que, depois, o desenvolvimento de ideias submetidas irá decorrer até 17 de maio deste ano.

Quem Quer Ser Milionário regressa à RTP ainda este ano

Quem Quer Ser Milionário – Alta Pressão regressará à grelha da RTP como forma de assinalar o seu 20º aniversário.

Elisa vence Festival da Canção 2020 e representa Portugal na Eurovisão

Era, na verdade, uma das favoritas à vitória, mas o caminho de Elisa (não é a Elisa Rodrigues, atenção) até ao primeiro lugar não foi propriamente fácil.

Abertas as inscrições para a 7ª edição do EDP Live Bands

Está de volta o concurso de bandas amadoras criado pela EDP para promover a música e o talento nacional. Falamos, claro, do EDP Live Bands, que vai ter em 2020 a sua 7ª edição. E há novidades, tal como acontece a cada ano que passa.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Análise – Valco Wireless ANC Headphones

A Valco é uma startup finlandesa que se estreou na área do auscultadores com a promessa de qualidade em troca de um preço acessível.

Oficial: Máscaras passam a ser obrigatórias na rua

A medida estará em vigor durante pelo menos três meses, podendo depois ser renovada.

A Xbox pode receber uma versão em formato de streaming stick para o xCloud

Esta poderá ser um terceiro modelo da Xbox, dedicado ao streaming.