Cepsa quer criar a maior rede de carregamento elétrico ultrarrápido rodoviário em Espanha e Portugal

- Publicidade -

Por outras palavras, uma rede que terá, no mínimo, um carregador de 150 kW a cada 200 quilómetros nas principais estradas e vias interurbanas.

A Cepsa apresentou hoje a sua nova Estratégia 2030, denominada Positive Motion, para se converter em líder da mobilidade e da energia sustentável em Espanha e Portugal, e ser uma referência na transição energética.

A companhia vai investir nesta década entre 7.000 e 8.000 milhões de euros, dos quais 60% são destinados, a partir de 2023, a negócios sustentáveis. Tudo isto resultará num maior contributo dos negócios sustentáveis para o EBITDA, passando de 14% em 2022 para mais de metade em 2030.

A Cepsa quer ir mais além das zero emissões (net zero) e chegar ao Net Positive, permitindo aos clientes e à sociedade avançar na direção correta. A companhia estabeleceu um ambicioso plano para reduzir as suas emissões, situando-se como uma referência no seu sector. Especificamente, em 2030, reduzirá as suas emissões de CO2 (de alcance 1 e 2) em 55%, face a 2019, e aspira alcançar zero emissões em 2050. Quanto ao alcance 3, a intensidade de carbono dos seus produtos será reduzida entre 15 e 20% até 2030.

Mobilidade sustentável e new commerce

Na nova estratégia da Cepsa, a descarbonização do transporte rodoviário e a mobilidade do cliente final desempenharão um papel fundamental. A companhia vai desenvolver o maior ecossistema de mobilidade elétrica em Espanha e Portugal, em conjunto com a Endesa, desenvolvendo a mais ampla rede de carregamento ultrarrápido em estrada, que atingirá um rácio mínimo de um carregador de 150 kW a cada 200 quilómetros nas principais estradas e vias interurbanas.

A Cepsa irá também impulsionar a procura de hidrogénio verde no transporte rodoviário, para o qual fixou a meta de estabelecer até 2030 um posto de abastecimento a cada 300 quilómetros, nos corredores que ligam Espanha à Europa.

Os postos de abastecimento da Cepsa, a segunda maior rede de Espanha e Portugal, serão transformados em espaços digitalizados, que oferecerão uma grande variedade de serviços de ultra-conveniência e restauração, que vão incluir alimentos frescos, parafarmácia, e-commerce, pontos de recolha de encomendas e serviço de lavagem sustentável de veículos, bem como soluções multi-energia para o abastecimento em estrada.

Energia sustentável

A Cepsa, que é atualmente um dos principais produtores espanhóis de hidrogénio, vai liderar em 2030 a produção de hidrogénio verde em Espanha e Portugal, com uma capacidade de 2 GW. Desta forma, tornar-se-á uma referência na importação e exportação desta energia para o continente europeu, África e Médio Oriente, graças à localização privilegiada das suas instalações na Península Ibérica.

Paralelamente, a sua ampla experiência na produção e abastecimento energético e o seu conhecimento técnico permitirão à companhia liderar a produção de biocombustíveis de segunda geração, com uma produção de 2,5 milhões de toneladas por ano em 2030, promovendo assim a economia circular. Neste âmbito, a Cepsa passará a ser um fornecedor de referência de combustível sustentável para a aviação (SAF), com uma produção anual de 800.000 toneladas. A Cepsa representa atualmente, em Espanha, 35% do mercado de abastecimento energético para o setor aéreo.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Relacionados

- Publicidade -

Mais recentes