Call of Duty pode regressar às consolas da Nintendo

- Publicidade -

A promessa é feita por Phil Spencer, da Xbox.

No circo montado em volta da aquisição da Activision Blizzard por parte da Microsoft, o chefe da Xbox revela agora que pretende lançar Call of Duty nas consolas Nintendo, num plano inicial de 10 anos.

“A Microsoft entrou num compromisso de 10 anos para levar Call of Duty até à Nintendo, após a fusão da Microsoft com a Activision Blizzard King. A Microsoft promete ajudar a levar mais jogos a mais pessoas – onde e como quiserem jogar”, lê-se numa partilha de Phill Spencer no Twitter.

Este compromisso surge depois da Microsoft ter tentado dialogar com a Sony, para um negócio semelhante de manter Call of Duty nas plataformas PlayStation durante uma década, que não foi aceite.

Esta cartada jogada por Spencer surge em resposta à resistência da Sony, que tem ativamente questionado as intenções da Microsoft na aquisição da Activision Blizzard, onde acusa a mesma de querer tornar exclusiva no ecossistema Xbox uma das franquias de maior sucesso nas plataformas PlayStation.

Se estes planos avançarem, Call of Duty estará de regresso à Nintendo pela primeira vez desde 2013, ano em que Call of Duty: Ghosts foi lançado na Nintendo Wii U.

De que forma é que Call of Duty irá regressar à consola nipónica, só o tempo o dirá. Poderá ser via streaming ou nativamente, mas outros futuros títulos serão, certamente, lançamentos para uma futura consola da Nintendo.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Relacionados

- Publicidade -

Mais recentes