Bilhetes para os U2 estão a ser vendidos a partir de 37€

Mas vai ser muito difícil adquirir um bilhete na venda aberta ao público. Como já se sabe, os U2 marcaram um concerto para Portugal para dia 16 de setembro, espetáculo esse que vai decorrer na Altice Arena. Ora, uma única noite no maior pavilhão do país sabe a pouco para uma banda que arrasta milhões, no entanto, esta tour tem foi pensada para arenas, daí não realizar-se num estádio de futebol.

- Publicidade -

A verdade é que muitas pessoas já conseguiram adquirir os papelinhos mágicos. Basicamente, quem é subscritor do site dos U2, registo esse que tem um custo mínimo de 50 dólares, há algum tempo, foi colocado no grupo Experience, que teve acesso à venda de bilhetes desde as 10h de hoje.

Já quem subscreveu o site depois de 26 de dezembro do ano passado, foi colocado no grupo Innocence, que só tem acesso à venda de bilhetes amanhã, a partir das 10h.

Nestes casos, cada pessoa só pode adquirir um máximo de dois bilhetes.

Já para quem comprou o novo álbum em pré-venda na FNAC, até 30 de novembro do ano passado, tem um código que permite o acesso à pré-venda de bilhetes, a realizar-se de 22 a 24 de janeiro.

Finalmente, é no dia 26 de janeiro que abre a bilheteira ao público em geral, podendo, cada pessoa, adquirir um máximo de quatro bilhetes em lojas selecionadas MEO e em blueticket.pt.

Ou seja, por aqui já percebemos que vão existir poucos, mesmo muito poucos bilhetes disponíveis para a venda geral. Os bilhetes têm sido disponibilizados em pequenos lotes nestas diversas fases de venda, havendo quem diga que cerca de meia casa já estará vendida.

Em dados avançados ao site Blitz, Álvaro Ramos, da Ritmos e Blues, revela que “60% dos bilhetes são para os fãs inscritos em U2.com, depois temos mais uma percentagem grande para as pessoas que compraram o disco e receberam um código [que lhes permite também adquirir ingressos antecipadamente], portanto os que sobram para vender ao público em geral são muito, mesmo muito, poucos. Vamos começar a vender no dia 26 [de janeiro] às 10h00 e às 10h15 já devem ter esgotado”.

O preço dos bilhetes também pode não agradar, mas esse não será um motivo para que o concerto não esgote. Segundo uma imagem disponibilizada nas redes sociais, o bilhete mais barato, em seção de visibilidade reduzida, custará 37€, e o mais caro, na chamada Red Zone, junto ao palco, terá um custo de 325€. Vão existir lugares marcados no balcão 1 e 2.

U2

Verde – 37€
Laranja – 80€
Amarelo – 100€
Violeta – 200€
Vermelho – 325€
Packs Vip – 242 euros a 338 euros

Estes são os valores da venda online, pelo que devem ser aplicados na venda geral. A zona verde pode criar algum cepticismo devido a ser tão barata relativamente às outras, mas isso deve-se ao palco utilizado na Experience Tour. Ou seja, quem for para esta secção, dificilmente terá uma boa experiência visual.

E não vale a pena adquirir neste momento o álbum ou subscrever o site, já que não dará acesso antecipado à venda de bilhetes.

Outro utilizador nas redes sociais informou que as lojas MEO somente terão direito a 3.000 bilhetes. Ora, fazendo as contas, e dividindo pelas 28 lojas selecionadas, dá uma média de 107 bilhetes por loja, sendo um número bastante reduzido.

É de crer que muitos fãs acampem junto das lojas MEO na esperança de adquirir o tão ansiado bilhete.

Resta saber se os U2 irão marcar uma segunda data em Portugal, uma vez que têm vários dias disponíveis no calendário que podem ser preenchidos com novos concertos.


- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Grupo Barraqueiro pretende usar carruagens espanholas para ligar Braga a Faro

O objetivo é tornar-se o primeiro operador ferroviário de longo curso em Portugal.

Vila Galé quer abrir hotéis nos Açores e em Tomar em 2022

Além disso, há planos para uma nova unidade hoteleira para crianças no Alentejo.

Teatro São João reabre a 22 de outubro

A operação Reabilitação do Teatro São João e Programa Comemorativo do seu Centenário envolveu um valor global de 2,55 milhões de euros e que beneficiou de um investimento de 2 milhões de euros do programa operacional regional NORTE 2020.