MEO Marés Vivas. Bilhetes para a edição deste ano não são válidos para 2021

Devido a todas as dúvidas que se têm gerado, a PEV Entertainment, promotora do festival, criou uma FAQ onde responde a todas as questões.

MEO Marés Vivas
Foto: MEO Marés Vivas

Quem comprou bilhetes para festivais este ano ficou sem saber o que fazer durante algum tempo, principalmente após os mesmos terem sido adiados/cancelados. Muitas têm sido as dúvidas, principalmente relacionadas com trocas ou com reembolsos.

Pois bem, a PEV Entertainment, promotora do MEO Marés Vivas, criou esta semana uma FAQ onde responde a todas essas questões… e há coisas que os festivaleiros não vão gostar de saber.

Por exemplo, e segundo o que podem ler aqui, quem tiver bilhete para a edição de 2020, e quiser ir à de 2021, terá de trocar o ingresso para as novas datas do festival. Ou seja, os bilhetes adquiridos para este ano não são automaticamente válidos para a próxima edição.

É importante que tenham isto em atenção. Diz a promotora que “o bilhete adquirido até à data do adiamento será valido como vale para pagamento de qualquer tipo de bilhete para o MEO Marés Vivas 2021, ou seja o valor do seu vale pode ser utilizado em qualquer tipo de bilhete do Festival (ex: Diários, VIP, Passe)”.

O problema é que a troca deve ser feita no mesmo local de aquisição a partir de dia 1 de junho, data que está estabelecido pelo governo para a abertura das lojas.

Quererá isto dizer que o bilhete deve ser trocada na mesmíssima loja onde foi adquirido? É que não faz sentido absolutamente nenhum. Pensemos naqueles casos em que os bilhetes foram oferecidos a alguém, adquiridos em lojas que ficam a dezenas e dezenas de quilómetros de distância. Não só não faz sentido nenhum, como é um trabalho extra para quem tem bilhete.

Esperemos que uma qualquer FNAC, Worten ou similares aceitem a troca de bilhetes, mesmo que os ingressos tenham sido adquiridos numa outra qualquer loja da empresa em questão.

Já o Rock in Rio Lisboa, por exemplo, está a fazer com que os bilhetes previamente adquiridos para a edição deste ano sejam válidos para o próximo. Por exemplo, Foo Fighters, The National e Liam Gallagher já confirmaram presença na edição de 2021, pelo que, quem tinha bilhete para o dia em que as bandas deveriam tocar em julho deste ano, tem o seu bilhete automaticamente válido para 19 de junho do próximo ano, dia em que, lá está, todos esses nomes sobem ao Palco Mundo.

Então e quanto a reembolsos relativamente à edição deste ano?

Quanto a essa questão, diz a PEV Entertainment que, “caso não pretendam utilizar o bilhete adquirido poderão ser ressarcidos do valor gasto. Essa devolução será feita após o dia 18 de julho 2021 até 15 dias após a realização do Festival, ou seja a devolução será feita entre o dia 19 de julho e o dia 2 de agosto 2021”.

Quem optar por esta solução certamente não ficará muito satisfeito, mas, ainda assim, é melhor do que aguardar até 2022, tal como diz a lei.

Até lá, saibam que, para 2021, o MEO Marés Vivasconfirmou as atuações de Anitta e Liam Payne para 17 de julho do próximo ano.

- Publicidade -

Sigam-nos

10,478FansCurti
4,050SeguidoresSeguir
536SeguidoresSeguir

Relacionados

- Publicidade -

Mais Recentes

Baloiço do Talegre. Novo ponto de lazer no concelho de Ourém tem uma vista espetacular para a serra de Alburitel

Será questão de tempo até o Instagram estar repleto de milhares de fotos com pessoas sentadas no Baloiço do Talegre e a apreciar a vista.

Digimon Adventure Reboot volta a ser exibido no Japão

Quer isto dizer que, mais perto do final do mês, já teremos um novo episódio.

Lovecraft Country estreia em agosto na HBO Portugal

Lovecraft Country acontece durante o Jim Crow South, na década de 50, após o protagonista, Atticus Black, partir numa viagem à procura do seu pai desaparecido.