António Costa prevê fim das restrições no fim do verão

O primeiro-ministro fala mesmo em “libertação total”.

- Publicidade -

Na apresentação de quatro contratos de apoio ao investimento privado em Portugal, esta terça-feira, o chefe de Governo falou aos presentes, numa mensagem que viria a ser transmitida para todos os portugueses, para referir que está tudo bem encaminhado para que, em breve, os portugueses possam ficar mais aliviados no que diz respeito às restrições.

“Neste momento, com a aceleração do processo de vacinação, podemos olhar para o final deste verão como podendo atingir esse momento importantíssimo para a confiança e para a libertação total da sociedade, que é a imunidade de grupo”, disse António Costa esta manhã.

É certo e sabido que estamos cada vez mais perto de atingir a imunidade de grupo, uma vez que cada mais e mais cidadãos vão sendo vacinados, mas tendo em conta que o número de internados continua a aumentar, e o número de contágios está outra vez a aumentar, parece-nos que António Costa está demasiado otimista, principalmente quando se prevê que, em agosto, surja um novo pico de infeções.

Relativamente à vacinação para os mais jovens, a comissão técnica já aconselhou a DGS a não vacinar todos os jovens dos 12 até aos 16 anos, mas somente aqueles com comorbilidades.

Noutra nota, é também de destacar que a modalidade Casa Aberta está agora disponível para utentes com idade igual ou superior a 35 anos. Por agora, esta modalidade está a funcionar somente com vacinas da Janssen, o que deixa de fora as mulheres até aos 60 anos de idade.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

Governo antecipa 2ª fase do levantamento de restrições

Tudo isto devido ao ritmo da vacinação.

“Afasta o Costa” é um jogo inspirado na polémica pré-legislativas

Chama-se Afasta o Costa e, essencialmente, o objetivo é impedir que o primeiro ministro António Costa dê murros ao popular idoso.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes