fbpx

Análise – Razer Firefly Hard Edition

Let There Be Light,” é assim que a Razer promove um dos seus tapetes de rato. Sim, leram bem, a Razer tem tapetes de rato luminosos. Para muitos pode não ser novidade, mas já é assim há algum tempo e a marca de periféricos enviou-nos um dos seus modelos para experimentar.

Neste caso trata-se do Razer Firefly Hard Edition, um periférico que, apesar de não ser o primeiro com capacidades Chroma, adopta o caricato nome de “pirilampo.” E é Hard Edition porque se trata do modelo rígido.

No que toca a tapetes luminosos no catálogo, a Razer ainda tem o Cloth Edition, que é maleável, e o Goliathus Extended Chroma, que ocupa uma boa porção da nossa secretária.

O Razer Firefly Hard Edition é um periférico simplíssimo. É um tapete rijo para colocarmos na nossa secretária e facilitar o uso dos nossos ratos com a maior suavidade possível, mas sem por de lado o estilo enquanto o fazemos.

Estando habituado a um tapete maleável que me ocupa toda a área de trabalho da secretária, encontrar uma solução que me limita de alguma forma poderia ser um problema, mas não foi o caso com o Firefly. A sua área de superfície ocupa sensivelmente 25cm de largura e 10cm de altura, o que confere área que chegue e sobra.

Algo que também podia estranhar, mas que se revelou uma surpresa, tem a ver com a sua superfície. Este modelo rijo tem uma superfície plastificada com uma textura algo rugosa, mas muito suave, que não causa nenhum tipo de atrito com os diversos tipos de ratos utilizados.

Esta textura também pretende ajudar na resposta da comunicação entre a superfície e os sensores óticos da maioria dos ratos gaming, sem resultar em eventuais perdas de sinal.

A experiência de utilização é bastante agradável e até é capaz de tornar a utilização bem mais suave do que num tapete tradicional, não se sentindo qualquer arrasto nos movimentos. Em suma, funciona como pretendido.

Esta experiência suave e quase sem compromissos também é conseguida pela textura em borracha da parte traseira, que permite que o Firefely fique fixo em qualquer superfície que se coloque, poupando-se, assim, de eventuais movimentos que de possam dar ao arrastar o braço no tapete.

Mas não seria um produto da Razer sem cores. Aqui, claro, temos o suporte do Razer Chroma.

Para tal, o Firefly vem com uma ficha USB, apenas para alimentação, e muitos muitos leds em seu redor, o que significa que para tirar partido destas funcionalidades, apenas estéticas é necessária uma porta dedicada.

As opções de configuração e personalização são bem mais do que aquelas que podíamos esperar. Ao todo, vamos ter 15 pontos de luzes diferentes para personalizar, mais o logótipo da marca no canto superior esquerdo.

Podemos criar os nossos padrões e dar efeitos individuais a cada um deles. Podemos também manter uma luz estática ou criar um ecossistema com outros produtos da marca.

O Razer Firefly Hard Edition tem apenas um problema para aquilo que lhe compete: é caro.

Por 74,99€, que se pede na loja online da Razer, o Firefly, na sua Hard ou Cloth Edition, podem fazer qualquer um torcer o nariz, especialmente quando os tapetes da linha Goliathus, que incluem o gigante Extended e compatibilidade com o Razer Chroma, são bem mais baratos e encontram-se com valores competitivos em relação a tapetes tradicionais de outras marcas (ainda que sem o mesmo nível de personalização).

O Razer Firefly é um excelente tapete na prática, não há dúvidas. Tem as dimensões certas, a qualidade de construção é perfeita e a sua utilização é suave. Não propõe, no entanto, uma experiência que justifique o seu valor. E quanto às luzes, bem, é apenas uma questão estética, que pode ser prática se forem daqueles utilizadores que estão em frente ao computador completamente às escuras.

- Publicidade -

Afiliados

Sigam-nos

10,778FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
629SeguidoresSeguir

Media Partner

Relacionados

Análise – eFootball PES 2021 Season Update

O mundo mudou e a forma de lançar jogos também. E eFootball PES 2021, é uma sensata e honesta maneira de levar uma nova temporada até às mãos dos fãs do género.

Análise – Minoria

Curto, difícil e muitas vezes implacável – assim é este metroidvania que acaba de chegar às consolas.

Arrefece o teu PC com os novos coolers luminosos da Corsair

As novas apostas de arrefecimento a liquido da Corsair trazem todas as cores às vossas torres.
- Publicidade -

Mais Recentes

Crítica – Enola Holmes

Enola Holmes oferece uma agradável e refrescante visão de uma franchise que pode ter ganho um novo futuro.

Análise – Xiaomi Mi TV Stick

A pen que transforma uma TV antiga numa SmartTV.