Análise – Oppo Find X2 Lite

Um smartphone a ter em conta.

Oppo Find X2 Lite
- Publicidade -

Começo esta crítica por dizer que já não sou utilizador Android há mais de seis anos. Aliás, diria que é bastante tempo num mundo tecnológico sempre em rebuliço. Como tal, esta análise vai ser um pouco distinta daquelas que estão acostumadas a ler, embora ande sempre atento às novidades da área.

Hoje, falo-vos do Oppo Find X2 Lite, um dos mais recentes topos de gama desta marca chinesa. O mercado português foi um dos primeiros em que o modelo foi lançado, pelo que tivemos o equipamento nas nossas mãos nos últimos meses. O preço base do modelo é 499€. Um valor elevado, mas que está de acordo com os topos de gama dos últimos anos.

Começo pelo geral e logo vamos às características particulares. O Oppo Find X2 Lite não é um telemóvel qualquer, mas sim um modelo de alta gama desta marca. Assim sendo, as expetativas que tinha para o telemóvel eram altas. E posso dizer que não desiludiu.

É um excelente smartphone para quem procura gastar um pouco mais num dispositivo e gosta do sistema operativo Android.

Design

É um telemóvel interessante e apelativo. O Oppo Find X2 Lite é agradável de se ter na mão, quer seja pelo seu design moderno ou mesmo pelo peso de 180 gramas. Uma das suas vantagens é não ser demasiado grande, que acho que tem sido um dos grandes problemas dos smartphones mais recentes, que mais parecem verdadeiros tablets. O tamanho é de 160,3 x 74,3 x 7,96 milímetros, o que dá um bom equilíbrio entre o telemóvel demasiado grande e um modelo mais pequeno e antigo.

Oppo Find X2 Lite

Do lado direito estão não só os botões principais de On/Off, mas também para aumentar e diminuir o volume. No lado esquerdo está a entrada para o SIM. O resto das entradas está na parte de baixo do modelo e conta-se a entrada de áudio jack de 3.5mm, bem como a entrada USB-C, que serve para carregar o telemóvel.

Esta foi uma boa jogada por parte da Oppo, até porque são várias as marcas hoje em dia que já descartaram a entrada de áudio, o que faz com que, por exemplo, seja impossível ligar auriculares com fio e carregar o smartphone. Começamos bem.

Desempenho

É um excelente modelo e tem tudo de bom para a faixa de preço em que se insere. Traz 128GB de armazenamento interno, o que considero ser o mínimo hoje em dia, mas que chegará perfeitamente para a maioria dos casos.

Na verdade, a memória é um aspeto muito importante na escolha de um telemóvel. Posso dar-vos o meu exemplo: ainda tenho um iPhone 6 com 32GB, mas acontece-me muito frequentemente ter que apagar algumas coisas, sobretudo episódios de podcasts, para ter espaço no telemóvel. Dito isto, o Oppo Find X2 Lite apresenta aqui uma boa solução a nível de armazenamento.

Sonho, no entanto, pelo dia em que um telemóvel tenha memória infinita. Uma ideia um pouco utópica? Talvez, mas se se faz isso com tarifários de internet, porque não tentar o mesmo com o armazenamento? Fica a dica.

Este smartphone vem equipado com Qualcomm Snapdragon 765G, um dos processadores mais recentes do mercado, e que serve perfeitamente para as tarefas diárias, exceto para jogos pesados ou programas de edição muito exigentes. Além disso, conta ainda com 8GB de RAM. Tudo isto contribui para que, teoricamente, seja um modelo rápido e fluído. E não é só na teoria que acontece, uma vez que, na prática, também corresponde a tudo o que é pedido a este modelo.

Tudo flui muito rápido e é uma questão de segundos depois de desbloquear o telemóvel e estares a navegar numa rede social, a consultar notícias ou até jogar algo simples para descomprimir. O processador é muito bom e faz com o que o Oppo Find X2 Lite seja um dos telemóveis mais rápidos que já experimentei.

Uma ótima bateria

Não sou especialista em baterias, mas sei que, depois de alguns anos em que a qualidade no geral deixava a desejar, estamos a voltar a ter grandes baterias. O Oppo Find X2 Lite vem com uma bateria de 4.025 mAh e um circuito de proteção da própria bateria, como indica o próprio site da marca.

Oppo Find X2 Lite

Da experiência que tive, diria que tem uma das melhores baterias em aparelhos eletrónicos que já passaram pelas mãos. Fica totalmente carregado em duas horas e, na maioria das vezes, até em menos tempo. Além disso, demora menos tempo a descarregar. Aliás, se não utilizares muito o smartphone, provavelmente tens o telemóvel carregado durante dois ou até três dias. Mas todos sabemos que é pouco frequente isso acontecer nos dias de hoje.

Um aspeto bastante positivo da sua bateria é o quão pouco gasta nos vídeos do YouTube. Para experimentar, fiz um treino de 30 minutos recorrendo a vídeos nesta plataforma. Tal foi a minha surpresa quando vi que apenas 3% da bateria tinha sido consumida a ver vídeos. Com o meu telefone atual teria chegado a perto dos 10%.

Mesmo a jogar, a bateria aguenta-se muito bem e nunca gasta mais do que o necessário. É algo muito positivo para aquelas viagens longas em que queremos jogar, mas não queremos gastar muita bateria.

Ainda assim, nem tudo é positivo. Ainda que a bateria tenha uma boa capacidade, o carregador é um ponto negativo. É demasiado grande e não tem propriamente muita portabilidade. É óbvio que, para quem carrega o seu telemóvel em casa, este não é um grande problema, mas, para quem gosta de o carregar através da bateria portátil, não é muito útil. Devia (e podia) haver um carregador mais discreto. Aqui, a empresa da maçã ganha a léguas.

Além disso, o telemóvel aquece muito nos carregamentos. Ainda que o carregamento rápido seja uma grande vantagem deste modelo, peca pelo aquecimento. Espero que os próximos modelos tenham esta questão mais bem trabalhada.

O Face ID e Touch ID

Foi a minha primeira experiência com o Face ID e não poderia estar mais rendido. Aproximar o telemóvel da cara e ele desbloquear é, provavelmente, a minha funcionalidade preferida neste modelo. Nunca pensei que fosse valorizar este aspeto, mas a verdade é que fiquei rendido.

O telemóvel desbloqueia muitas vezes involuntariamente, o que, às vezes, pode tornar-se um pouco chato para quando queres simplesmente movê-lo de sítio. Levar o telemóvel de uma divisão para a outra, é, sem dúvida, uma tarefa um pouco complexa sem desbloquear o telemóvel. Podem e devem melhorar esta situação. Por exemplo, o telemóvel ativar o Face ID e Touch ID ao clicarmos num dos botões laterais. Porque não?

Mesmo no escuro, o Oppo continua a reconhecer, diria que muito facilmente, a tua cara, e isso é uma grande vantagem para este smartphone. Ainda assim, nem tudo é positivo. Quando coloco óculos de sol, o reconhecimento não é ainda perfeito, mas é uma situação que pode e deverá ser trabalhada em próximos modelos.

Em relação ao Touch ID, é uma escolha interessante colocar o sensor na ponta do ecrã. Ao contrário de muitos modelos da Huawei, em que o sensor está na ponta traseira do telemóvel, a Oppo decidiu colocá-lo mesmo no ecrã. Uma opção diferente, mas que resulta muito bem. Esta opção funciona melhor e permite um 2 em 1. Isto é, logo ao desbloquearmos o telemóvel, vamos já estar com a mão no ecrã e entramos logo a navegar no modelo.

As câmaras

Não sou um grande fã de tirar fotografias com os telemóveis e, sempre que tenho uma câmara fotográfica, opto por ela, mas sei admitir que os telemóveis estão cada vez mais profissionais neste campo.

Há quatro câmaras na parte de trás. Há uma câmara principal de 48MP 1/2, uma câmara grande angular de 8MP, uma câmara monocromática de 2MP e ainda uma lente estilo retrato de 2MP (excelente para fotos com o fundo desfocado). Cada câmara tem a sua funcionalidade específica e isso é uma ideia interessante.

O mercado das câmaras nos smartphones tem sido daqueles com mais investimento nos últimos anos, e a verdade é que este modelo Oppo oferece uma boa opção. Não “abusei” desta funcionalidade. Ainda assim, das fotografias que tirei, fiquei sempre contente com o resultado final, como podes ver com esta fotografia aqui em baixo.

Acabei também por experimentar tirar algumas fotografias ao ar livre e fiquei bastante agradado com o resultado final. Deixo-vos algumas para puderem apreciar a qualidade da câmara. Ainda que ache que quatro câmaras possa ser um pouco vistoso demais, neste caso acaba por funcionar muito bem e permite que tiremos belas fotos.

No entanto, nem tudo é bom. A qualidade das fotografias de noite não é a mesma, um problema que assola muitíssimos modelos. Enquanto que, de dia, é capaz de concorrer ou até superar a sua concorrência nesta área, de noite ainda fica atrás. É preciso melhorar a fotografia em modo noturno. Fica a ideia.

A coordenação com a Google Assistant

Oppo Find X2 Lite

As assistentes por voz vierem mudar o mercado e disso poucos têm dúvidas. Embora ainda nem todos façam uso delas, são cada vez mais uma parte importante do nosso dia-a-dia. Nem que seja para perguntar pelo tempo, algo que eu faço recorrentemente.

A integração com esta assistente da Google foi muito bem conseguida. E ainda bem. O suporte de voz da marca americana é, para mim, o melhor, e está à frente das concorrentes que já tive a oportunidade de testar.

Em suma, se queres investir num telemóvel de alta gama com o sistema operativo Android, o Oppo Find X2 Lite pode ser uma excelente opção para ti. Ainda que continue a preferir o iOS, posso dizer com toda a certeza que, quando tiver que trocar de smartphone, irei certamente considerar um Oppo.

Nota: Muito Bom

Este dispositivo foi cedido para análise pela Oppo.

Sigam-nos

12,366FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
653SeguidoresSeguir

Relacionados

- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

SwatchPAY! entra em funcionamento em Portugal esta semana

Já é possível adquirir um dos cinco modelos da gama no site oficial.