Análise – Nuki Smart Lock 3.0

Cumpre com tudo o que é proposto… exceto no ruído. É o único ponto que precisa de ser melhorado numa versão 4.0.

- Publicidade -

Há algum tempo que procurava uma “fechadura inteligente”, e depois de ter lido diversos relatos muito positivos sobre a versão 2.0 do Nuki Smart Lock, decidi que a versão 3.0 era o modelo ideal para testar.

Com a nova geração desta smart lock, o Nuki Smart Lock 3.0 está disponível em duas cores. Com a versão Pro podem escolher entre as cores branca e preta, enquanto o modelo padrão, que foi o que testei, só existe na cor branca. Segundo a Nuki, deve-se simplesmente a um motivo: a grande maioria das portas são brancas. Sinceramente, não sei onde é que a empresa foi retirar essa informação, mas não me parece que tal corresponda à verdade.

Independentemente disso, em ambos os modelos temos um anel de LED, e enquanto no modelo padrão no centro desse anel temos um grande botão em plástico, no modelo Pro ele é em alumínio escovado. Além disso, o modelo Pro conta com uma bateria integrada de 2500mAh, enquanto que, no modelo “regular”, não existe bateria – temos de recorrer a quatro pilhas AA, que a empresa garante durarem pelo menos quatro meses (desde que sejam de boa qualidade). Acredito que isso seja verdade, até porque já levo dois meses de utilização e, até ao momento, não sinto que haja necessidade de mudar as mesmas. No entanto, podem optar por comprar o Nuki PowerPack, que não é mais do que uma bateria recarregável através da sua porta USB-C. Numa primeira fase utilizei pilhas, mas confesso que acabei por comprar este pack, simplesmente para não ter de andar “sempre a comprar pilhas”. A grande vantagem da utilização deste pack é que, de acordo com a empresa, uma carga de duas horas permite autonomia para quatro meses de utilização.

A instalação do Nuki Smart Lock 3.0 não exige grande esforço. Basta colocar uma placa na fechadura que vamos utilizar e apertá-la com a chave Allen fornecida, ou seja, um processo que leva cerca de dois minutos. Em seguida, colocamos a chave na fechadura e “embutimos” a fechadura inteligente. Todo esse processo é feito em menos de cinco minutos e na parte interna da porta, para que ninguém, do lado de fora, tenha acesso à vossa chave desmontando a fechadura.

Como a chave permanece na fechadura, é recomendável usar o Nuki Smart Lock em combinação com uma fechadura de cilindro duplo. Isso permite que ainda possam abrir a porta do lado de fora com uma chave, caso todo o sistema falhe por algum motivo. Se não tiverem uma fechadura desse estilo, podem simplesmente usar a fechadura inteligente, mas correm o risco de ficar na rua caso algo não corra como esperado, como por exemplo com a falta de bateria.

Felizmente, a aplicação da Nuki para smartphones avisa quando as pilhas estão a ficar com pouca carga. Por isso já sabem: não descurem essa informação.

Um dos muitos pontos menos positivos que eram apontados no modelo 2.0 do Nuki Smart Lock era o seu nível de ruído. Infelizmente, nunca tive a oportunidade de testar esse modelo, mas a Nuki afirma que, nesta versão 3.0, comparativamente à geração anterior, o ruído foi significativamente reduzido. Bom, este modelo faz, de facto, algum ruído, principalmente quando tudo está muito silencioso. Por exemplo, se chegarem a casa de madrugada, o nível de ruído pode ser incomodativo, e isto é algo que a Nuki precisa de melhorar.

A parte digital da instalação também é muito simples. A aplicação Nuki mostra as etapas a serem seguidas como uma lista de verificação, ajudando-nos em todo o processo. Dessa forma, podemos criar facilmente uma conta na aplicação e, em poucos minutos, ligar a fechadura inteligente à nossa rede Wi-Fi.

O modelo Pro não necessita de qualquer Bridge, já que o mesmo está incluído na própria fechadura, mas o modelo base não o inclui, ainda que possam instalá-lo. Foi o meu caso, até porque este bridge oferece diversas possibilidades, como o de abrir a porta mesmo quando estamos longe de casa. Outro exemplo é se quiserem fazer a integração da fechadura com o Google Assistant, ou qualquer outro assistente virtual à vossa escolha. No entanto, convém realçar que este é um acessório opcional.

Mas vamos à parte que interessa: o quão fácil é abrir a porta? Honestamente, é como se abrissem qualquer aplicação no vosso smartphone. Abrem a aplicação Nuki, carregam no botão para abrir a porta e 3/4 segundos depois temos a mesma aberta.

A aplicação para essas funções é muito básica, já que revela se a porta está trancada ou destrancada, e permite-nos abrir a mesma. Se destrancada, podemos dar ordem para trancar.

Um dos acessórios que a Nuki nos enviou, o Nuki KeyPad, acabou por tornar-se num acessório indispensável. Trata-se de um teclado numérico que pode ser colado do lado de fora, e adivinhem: permite que se abra a porta colocando um código pré-definido. E porque é que isso é assim tão importante? Se ficarem sem bateria no smartphone, se tiverem uma empregada de limpeza ou se tiverem várias pessoas no vosso agregado que precisam de ter acesso à casa, qualquer pessoa poderá abrir a porta sem necessitar de uma chave – basta digitar um código.

Este Nuki Smart Lock 3.0 cumpre com tudo o que propõe, sendo uma fechadura inteligente que conta com diversas formas de funcionamento e integração com os mais variados assistentes virtuais.

Tudo funciona muito bem, sem qualquer falha. Somente precisa de melhorar no ruído que produz, algo que chega a ser incomodativo. O Nuki Smart Lock 3.0 pode ser adquirido a partir de 149€ no site oficial da marca.

Esta análise foi feita em colaboração com o Noticias e Tecnologia.

Recomendado

Este dispositivo foi enviado para análise pela NUKI.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Microfone Fifine K658 – O go-to se queres começar no mundo do streaming ou podcasts

É o microfone que precisas para fazer o teu podcast andar para a frente, até porque de lado não capta bem o áudio.

Setúbal vai ganhar, em breve, mais de 2500 lugares de estacionamento gratuito

Uma cidade que bem precisa, tendo em conta a quantidade de parquímetros existentes.