Análise – Mario Golf: Super Rush (Nintendo Switch)

Caos, diversão e tacadas espectaculares fazem parte da receita de Mario Golf: Super Rush, se estivermos apenas a falar dos seus modos multijogador

- Publicidade -

No calor do início de um verão cheio de campeonatos desportivos, chega-nos Mario Golf: Super Rush, a única aposta original para o ano em que Mario comemora os seus 35 anos, numa sequela da série de spin-off Mario Golf.

Com uma legião de fãs e um legado bastante sólido, a chegada de Mario Golf à Nintendo Switch não é só bem-vinda, como é lógica, graças ao potencial do hardware híbrido da consola da Nintendo e oportunidades de multijogador, algo que é muito bem explorado nesta entrada. Mas para mim, esta foi a minha primeira experiência num jogo de um género que, na realidade, não é bem a minha praia.

Não sou, admitidamente, o maior fã de jogos de desporto, mas a ideia de ter Mario e amigos a competir numa modalidade tão relaxante é bastante interessante, fazendo-me pensar em que twists e reviravoltas que podem tornar o jogo extremamente eletrizante e divertido. E em parte, foi isso que encontrei em Mario Golf: Super Rush.

O grande destaque do jogo vai para o modo Speed Golf, presente um pouco por toda a experiência, seja a solo, nos vários modos multijogador ou durante a própria campanha, onde podemos competir com várias personagens, alinhando as nossas tacadas rapidamente e correndo até à nossa bola com toda a energia possível, isto enquanto apanhamos itens e ativamos habilidades pelo caminho. É uma espécie de jogo de corridas ou um battle-royale, mas com golf pelo caminho. Cada personagem, pertencentes ao universo de Super Mario, conta com habilidades especificas e tipo de tacadas próprias, tornando o jogo ligeiramente diferente e divertido para cada jogador. No meio deste processo todo, temos que ter em consideração o tempo e a energia gasta.

Apanhar moedas, apanhar corações para recuperar energia e bater nos nossos oponentes durante as corridas são oportunidades para achincalhar a partida, tornando-a mais divertida e, por vezes, cerebral, pois são pequenas escolhas que definem a nossa vitória ou frustrações.

Este é, definitivamente, o modo mais importante de Mario Golf: Super Rush e aquele que o define, especialmente para jogar localmente com amigos, recorrendo aos Joy-Cons que servem de taco, resultado em divertidos serões com amigos e com os mais novos.

A jogabilidade de Mario Golf: Super Rush, excluindo todo o lado caótico, cai no campo do “fácil de jogar, difícil de dominar”. Enquanto que as tacadas são bastante simples, apontando para o sítio certo e carregando no timing certo, o jogo apresenta obstáculos, desafios e condicionantes que requerem um domínio extra e uma compreensão de termos de golf que o transformam perigosamente num simulador.

Esta sensação intimidante surge logo no início da campanha, a Golf Adventure, assustando qualquer jogador com uma série de lições aborrecidas e pequenos desafios que requerem determinadas pontuações, onde uma má jogada pode obrigar ao reinício das atividades.

Tal como o modo Standard Golf (o modo mais simples do jogo), este é um modo relaxante, onde ganha mais energia durante os pequenos campeonatos e modos de Speed Golf, mas que, ao longo de várias horas, revela uma sensação de progresso inconstante e lento, apesar de estarmos constantemente a conhecer novas zonas e partes diferentes dos campos de golf.

Felizmente, existe outro modo tão ou mais divertido que o Speed Golf, que é o Battle Golf. Com suporte até quatro jogadores, somos atirados para um estádio com obstáculos, armadilhas e itens para apanhar, onde ganha aquele que conseguir meter três bolas primeiro. É uma espécie de Speed Golf em esteróides, mas menos linear, embora possamos por travão ao progresso dos nossos oponentes atirando-lhes bombas, ao mesmo tempo que também devemos de estar de olho aberto a possíveis ataques.

Com um elenco de personagens diversas do mundo de Super Mario, temos ao todo 16 personagens para escolher, isto sem contar com o nosso avatar. Mario, Luigi, Wario e Waluigi, as princesas Peach e Daisy, Bowser e Donkey Kong, entre outros, apresentam-se aqui vestidos a rigor e cheios de espírito competitivo para dominar os campos, com habilidades variadas e interessantes para explorar.

Visualmente, Mario Golf: Super Rush não surpreende. É um jogo Mario moderno, colorido e com a direção artística a que a Nintendo nos habituou esta geração. O destaque vai para as diferentes localizações que vamos desbloqueado no Golf Adventure e que vão ficando disponíveis nos restantes modos, mas, infelizmente, são limitadas em número.

Mario Golf: Super Rush vive, sem dúvida, para nos fazer divertir com amigos, com os seus modos mais divertidos a convidarem-nos a tirar os joy-cons da consola e a passar a alguém ao nosso lado. É acessível para momentos de diversão, mas peca por uma campanha aborrecida, por vezes intimidante e com uma progressão pouco satisfatória.

Mario Golf: Super Rush já está disponível para a Nintendo Switch.

Nota: Bom

Disponível para: Nintendo Switch
Jogado na Nintendo Switch
Cópia para análise cedida pela Nintendo Portugal.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

Análise – F1 2021 (PlayStation 5)

F1 2021, tal como MotoGP 21, marca o início de um futuro espetacular para os jogos de desporto motorizado. A partir de agora é sempre a subir!

Análise – Beasts of Maravilla Island (Nintendo Switch)

A ilha de Maravilla é tudo menos um destino paradisíaco – pelo menos na Nintendo Switch.

Análise – Boomerang X (Nintendo Switch)

A Devolver continua a apostar em projetos independentes únicos e Boomerang X é mais uma vitória para o seu catálogo em crescimento.

Uma cópia selada de Super Mario 64 vale mais de 1.5 milhões de dólares

Tornou-se o videojogo vendido com o valor mais alto de sempre.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Domino’s Pizza abre segunda loja em Braga

É a 40ª loja da marca em Portugal.

Última temporada de The Walking Dead vai ser dividida em três partes

A série principal terminará algures em 2022.