Análise – HyperX Cloud II Wireless

Clássico e intemporal, agora sem fios.

- Publicidade -

Já lá vai mais de meia década desde que adquiri os meus primeiros auscultadores gaming/de secretária. Na altura, a minha escolha recaiu nos HyperX Cloud II, da Kingston, por recomendação de um amigo.

A escolha não podia ter sido a melhor, ou não fosse esta solução durar-me tanto tempo, ou deixar uma sensação de conforto e familiaridade cada vez que a eles regressava entre testes e análises a dezenas de produtos de outras marcas. A forma e a função casaram na perfeição e as limitações que apresentava, nomeadamente a nível de ligações com fios, rapidamente também se tornaram oportunidades para serem compatíveis com tudo.

Do conforto e da qualidade nem se fala. São confortáveis, fáceis de usar, muito maleáveis, leves e com um equilíbrio sonoro no ponto, pronto a ser editado através de qualquer equalizador e com um desempenho fantástico em música, filmes e jogos.

Escusado será dizer que quando a Kingston nos enviou a versão sem fios, os HyperX Cloud II Wireless, fiquei em pulgas, pois não só poderia substituir os meus bons amigos por um par completamente novo, como teria a excelente novidade da ligação wireless, algo que hoje é completamente banal.

E as expectativas foram cumpridas, mesmo tendo-me apercebendo que, da velha edição para a mais recente, houve um downgrade em diferentes aspetos, sendo um deles a aparente experiência de unboxing. Enquanto que a sua contra-parte com fios e ainda muito atual se apresentava com uma caixa bem premium e uma série de acessórios extra, desde o seu DAC USB, à almofada de substituição, à bolsa de transporte e sentimento geral de que todos os cêntimos foram bem aplicados, o HyperX Cloud II Wireless vem numa caixa normal descartável e praticamente sem extras, incluindo apenas o microfone removível e a pen USB de ligação wireless de 2.4Ghz.

O outro aspeto para o downgrade é, muito honestamente, invisível. São números e características que só mesmo o ouvido muito treinado é que irá reparar. É o caso da frequência de resposta entre os 15Hz e os 25kHz, que aqui se fixa num máximo de 20kHz, mas tudo o resto se mantém praticamente igual.

Usar os HyperX Cloud II Wireless não foi uma experiência tão transformativa como a sua contra-parte com fios. Foi, na verdade, tão familiar como se nunca os tivesse mudado. Da forma, ao formato, à qualidade de som, tudo parece estar correto.

É a nível de design que surgem as maiores diferenças. Apesar de o aspeto ser praticamente o mesmo, com o seu design de aviador, destacam-se os braços em alumínio, agora pintados de vermelho, que também acentua a costura do tecido que reveste o braço dos auscultadores.

A sua natureza wireless dita assim novas adições. A nível de interface, encontramos no seu corpo um botão de on e off, um muito útil botão de mute quando temos o microfone colocado, uma porta USB para carregamento e uma roda de volume suave.

A experiência sem fios dos HyperX Cloud II Wireless é excelente. Não me refiro apenas à liberdade que agora tenho de me levantar sem receio de levar um esticão, mas também pelo incrível alcance e pelo tempo de vida útil da bateria, que me permite estar descansado sem ligar o cabo durante três a quatro dias de utilização intensiva. E o melhor de tudo? Carrega extremamente rápido, em apenas uma hora e picos.

De realçar também é a sua ligação wireless de 2.4GHz que, durante as últimas semanas de uso, em jogos ou outros conteúdos multimédia, nunca revelou nenhum tipo de lag, nem mesmo quando a bateria está prestes a terminar.

É verdade que já vinha com uma visão muito positiva para os HyperX Cloud II Wireless, algo que poderia cair por terra com o mínimo de problemas, mas felizmente, esta solução sem fios da Kingston é vencedora, tornando ainda mais perfeitos aqueles que já eram os meus auscultadores favoritos. Um par clássico e intemporal, agora sem fios.

Podem encontrar os HyperX Cloud II Wireless à venda em diferentes lojas por um valor aproximado de 150€.

Recomendado

Este dispositivo foi cedido para análise pela Kingston.

- Publicidade -

1 Comentário

  1. Realmente a qualidade de som é excelente e são confortáveis. Isolam o som exterior relativamente bem e o alcance surpreendeu. Se tivesse de apontar algo que gosto menos é o tamanho da pen USB que atrapalha um pouco quando é usada num portátil, no PC fixo esse problema desaparece.

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Nazaré cancela eventos de rua do Carnaval 2022 e ativa Plano Municipal de Emergência

As regras no município podem apertar se o presidente da câmara assim o decidir.

Não haverá festas de passagem de ano no Algarve

E foram também canceladas várias iniciativas que integravam a programação de Natal.

Análise – Sony Pulse 3D Midnight Black

Fez no passado mês de novembro um ano desde que a PlayStation 5 chegou ao mercado. Com ela vieram também os primeiros acessórios, entre eles os Sony Pulse 3D, que recentemente tiveram um “relançamento” numa nova cor.