Análise – Energy Headphones BT Travel 7

Os Energy Headphones BT Travel 7 são o par de auscultadores mais caros no catálogo da espanhola Energy Sistem e prometem uma experiência isolada do mundo onde só existe música.

- Publicidade -

Com um design moderno e simples, os BT Travel 7 são dos equipamentos com melhor qualidade de construção da marca que já nos passou pelas mãos. Revestidos por um plástico maciço e de textura suave e almofadas bastante agradáveis na sua banda e nos auscultadores, são materiais que tornam o equipamento bastante confortável e ergonómico.

São altamente dobráveis e de fácil arrumação, o que também os tornam bastante práticos para serem levados para qualquer lado.

45843003061 df66a28ef4 b

Como um par de auscultadores sem fios, podem ser totalmente controlados através dos seus botões localizados, onde encontramos o botão de power, que serve também de sincronização, um mais e um menos para o volume e troca de faixas e ainda um pequeno interruptor para ativar o cancelamento de ruídos.

Os BT Travel 7 contam ainda com duas fichas, uma micro USB para carregar a sua bateria e uma porta de áudio 3.5mm para podermos usá-los com equipamentos sem Bluetooth.

Este par de auscultadores sem fios inclui ainda tecnologia Active Noise Cancelling (ANC), um sistema que promete a redução de ruídos através do reconhecimento de sons exteriores e da aplicação de um som que anula esses sons, resultando num melhor isolamento sonoro.

A sua aplicação é bem conseguida, mas muito graças ao modo como os BT Travel 7 já isolam bem o som ambiente com o seu suave aperto ao ser colocado na cabeça.

45843003221 982a4c74e1 b

Mesmo sem o sistema de cancelamento de ruído, os BT Travel 7 já fazem um bom trabalho a manter-nos concentrados na música. Já com o sistema ativo, é possível perceber que existem certos sons que deixam mesmo de ser ouvidos à nossa volta, particularmente os mais baixos.

O efeito é maior quando estamos, efetivamente, a ouvir alguma música ou som através dos BT Travel 7, sendo que, quando está em silencio, é possível ouvir um ligeiro ruído de estática. No fundo, não é uma função necessária, e, para muitos utilizadores, poderá nem ser de fácil perceção.

A qualidade de som é surpreendentemente boa para este tipo de equipamento, com um excelente equilíbrio sonoro e baixos bastante fortes.

O alcance do modo sem fios também surpreende com uma distância que permite facilmente estar a duas ou três divisões da fonte sem começar a perder sinal, o que se torna bastante prático para quem passa o dia a ouvir música ou os seus podcasts favoritos.

44026450680 197f775453 b

Também a sua autonomia é de excelência, com a promessa de 16 horas de autonomia com o ANC ligado, podendo ser estendidas até 27 horas. Na prática traduz-se em vários dias de utilização regular sem ter que os carregar.

Os BT Travel 7 incluem ainda um cabo USB e de áudio, assim como uma bolsa de arrumação e transporte bastante prática.

Por 89,90€, a Energy Sistem tem aqui uma solução áudio bastante competitiva e sólida, com funções normalmente encontradas em equipamentos bem mais caros. Pelo valor surpreende e recomenda-se.

Este produto foi cedido para teste pela Energy Sistem.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

Trust com dois pares de auscultadores multiplataforma

Para usar no PC, consolas ou dispositivos móveis.

Há uma nova forma de ouvir os jogos da Xbox com os novos Stereo Headset

Uma alternativa mais acessível para tirar o máximo partido dos jogos da Xbox.

Análise – Corsair HS75 XB Wireless

A aposta áudio exclusiva à Xbox da Corsair é (quase) excelente.

Trust lança três novas soluções áudio para jogadores

Auscultadores com fios para todos.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Análises de videojogos: Adeus Notas

Porque opiniões são mais do que notas e números.

KEO adia a data do Early Access para o final do ano

O jogo da Redcatpig precisa de afinações de última hora.

Uber investe milhões de euros em Lisboa e quer contratar mais 200 colaboradores até ao final de 2021

A Uber chegou a Portugal em 2014 e, desde então, tem crescido sem parar.