Análise – Corsair iCUE LT100

Faça-se luz!

Corsair iCUE LT100
- Publicidade -

A aposta na iluminação em equipamentos e periféricos para PC é, na sua maioria, um extra a dispositivos com utilidades práticas, mas a Corsair, com o seu iCUE LT100, é uma solução pouco comum, dedicada apenas à personalização.

O sistema Corsair iCUE LT100 é um sistema de iluminação inteligente e modular, semelhante a soluções como a Philips HUE, dedicada para o PC de secretária e aos fãs do ecossistema da Corsair.

Comecemos por olhar para o starter kit, que durante as últimas semanas tem iluminado a traseira e laterais do meu monitor, especialmente à noite, ajudando a criar ambiente e aliviar a iluminação do ecrã em cenários claros e aplicações ou situações mais brilhantes.

O starter kit é semelhante a um sistema áudio stereo, mas, ao invés de som, temos luzes, com duas finas torres de 42cm que integram quase meia centena de LEDs cada uma (46), podendo estas ser sincronizadas com o que temos no ecrã com o que ouvimos, ou, em alternativa, personalizadas ao nosso gosto. Como o nome indica, o starter kit é o ponto de partida para quem quiser montar um sistema, pois conta com uma base que serve de controlo e interface, pelo que é possível ligar mais módulos comprados em separado.

A qualidade de construção do iCUE LT100 é muito boa. Com uma base robusta de dimensões aceitáveis (ainda que pudesse ser um pouquinho mais pequena), toda a composição dos dois módulos é bastante versátil, podendo ser possível alterar a direção da luz para a frente ou para trás, e, claro, podemos colocar as duas torres onde quisermos. Neste starter kit, a Corsair foi também simpática em adicionar uma pequena função com uma peça para colocar numa das torres, algo que permite pendurar os nossos auscultadores.

Na teoria, o iCUE LT100 é bastante interessante, não há dúvida, e ao longo de duas semanas continuo a usá-lo com alguma satisfação. Contudo, sinto que este é apenas um equipamento decorativo, um pouco como os antigos candeeiros de lava dos anos 90, que são cool, criam ambiente, mas eventualmente serão arrumados, guardados e relembrados como “aquela altura em que se usava isto”.

São, sem dúvida alguma, dispositivos desenhados para os fãs da Corsair, principalmente para aqueles que querem manter a sincronia perfeita entre os seus ratos, teclados, componentes do seu PC e mais, com os mesmos tons padrões e reações. Por isso, não é de admirar que a Corsair permita que todas as suas alterações e personalizações sejam feitas através do software iCUE, a versátil ferramenta de controlo de tudo o que é Corsair.

Felizmente, apesar de todos os defeitos que a aplicação possa ter, o uso do sistema iCUE LT100 aqui é muito pouco intrusivo e revela-se bastante simples de utilizar. Na aplicação, há dezenas de efeitos predefinidos com ações básicas, há também efeitos dinâmicos que respondem ao som e, ainda, o meu favorito, o que reage às margens das imagens do monitor, criando aquela sensação de expansão além do ecrã.

Cada efeito é mais eficaz dependendo da direção das torres, sendo que, por exemplo, o efeito dinâmico para a imagem resulta melhor com as torres apontadas para trás, para a parede ou algo refletivo.

O desempenho luminoso leva-me a um pequeno nitpick que gostava de ver resolvido no iCUE LT100; falta-lhe brilho. Os LEDs podiam ser mais brilhantes e fortes e mesmo a aplicação iCUE poderia ter uma forma de reduzir o brilho, especialmente quando as torres estão viradas para nós.

O iCUE LT100 permite ser usado sem a aplicação iCUE, mas fica limitado a efeitos pré-definidos, que podem ser escolhidos e guardados na sua memória. Tal não surpreende, embora fosse interessante que os efeitos dinâmicos também pudessem ser guardados na memória interna.

Apesar dos elogios para um equipamento tão básico, bem construído, versátil, personalizável e de alguma forma interessante, o iCUE LT100 requer demasiados cabos e ligações. Além da obvia ligação ao PC, cada torre é ligada à base central e temos ainda que recorrer a uma ficha de alimentação externa. Teoricamente não surpreende, mas, na prática, sente-se que são demasiados recursos para algo tão simples de se usar.

Por fim temos o seu preço, que pode não ser do agrado de todos. O Starter Kit começa por 139,99€ e cada torre de expansão custa 69,99€. Não tenho dúvidas de que o sistema iCUE LT100 é interessante e terá a sua utilidade para quem quer personalizar o seu setup ao máximo, mas não consigo afastar aquele sentimento de que pode ficar fora do orçamento de muitos fãs, especialmente aqueles que estão apenas curiosos com o conceito.

Os iCUE LT100 Starter Kit e as torres de expansão podem ser adquiridas diretamente através da loja da Corsair.

Nota: Muito Bom

Este dispositivo foi cedido para análise pela Corsair.

Sigam-nos

12,430FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
656SeguidoresSeguir

Relacionados

Análise – Pikmin 3 Deluxe

Pikmin 3 Deluxe é um jogo cativante para quem aprecia a resolução de puzzles num mundo em contra-relógio e com uma mensagem escondida.

Análise – The Pathless

Despido de excessos, The Pathless apresenta um dos mundos abertos mais convidativos e misteriosos à exploração.

Análise – Sackboy: A Big Adventure

A grande aventura a solo da mascote da PlayStation começa aqui. A PlayStation sempre teve jogos de plataformas e títulos...
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes