- Publicidade -

Análise – Auscultadores Sony WH-XB700

-

Os Sony WH-XB700 têm sido os nossos companheiros de áudio nos últimos dias, em conjunto com os nossos PCs e smartphones.

Estes são uma das soluções mais modestas da linha de auscultadores Xtra Bass, que não se priva do uso de bons materiais de construção, ergonomia e qualidade de som.

Numa primeira impressão, os WH-XB700 apresentam-se robustos, com um certo peso, não muito exagerado, que lhe conferem uma segurança enorme. São, na sua maioria, construídos em plástico de boa qualidade, ainda que não se possa dizer que se apresente como um produto premium. Conta ainda com acabamentos almofadados e revelam-se tão confortáveis como maleáveis, podendo serem facilmente torcidos e ajustados ao tamanho de cada utilizador.

As cúpulas são ajustáveis e o seu tamanho é o suficiente para se encostar confortavelmente aos ouvidos, sem magoar ou tapar por completo as orelhas, mostrando-se também muito confortáveis para quem usa óculos, graças às almofadas maleáveis, que ajudam a aliviar a pressão de contacto, mas mantendo-os fixos na cabeça.

Esteticamente, os WH-XB700 surgem disponíveis em dois tons, azul e preto, e contam com um design simplista, mas facilmente identificável, perante os restantes equipamentos atuais da marca. É moderno, sóbrio e com linhas muito simples, sem grandes decorações e com o branding minimalista.

Conta com diversos botões de controlo, como os de volume, que servem também de mudança de faixa, o de pausa, o de ligação (serve também de botão de emparelhamento) e o botão de opções.

Com recurso a uma ligação USB-C, podemos ligar um destes cabos para carregar a sua bateria e há ainda uma ficha áudio de 3.5mm, para podermos ligá-los a todos os dispositivos compatíveis.

Chegada a altura de ligar os WH-XB700, a leitura dos seus controlos e a forma de ligação, mais uma vez, não é a mais clara, com a leitura do manual a ser requerida e o uso da aplicação mobile, Sony Headphones Connect, a ser importante para tirar partido total do equipamento.

Ligado aos dispositivos compatíveis por Bluetooth, o controlo de volume é independente do dispositivo, o que significa que a gestão do volume requer algum equilíbrio de ambos os lados para não colocar o som exageradamente baixo ou alto sem querer.

Sem a aplicação, o som é pristino e equilibrado, sem distorções ou ruídos. A distribuição estéreo é impecável e, dependendo da qualidade da fonte, vamos obter sons claros e distintos com grande destaque para os baixos.

Mas é graças ao sistema Xtra Bass, ativado através da app auxiliar, que podemos tirar total partido desta função. Conseguimos, por exemplo, aumentar ou diminuir de forma fácil a intensidade dos baixos, dependendo também do tipo de música que estamos a ouvir.

Interessante também é a possibilidade de podermos definir a qualidade de som através da prioridade que queremos dar, se à qualidade ou à estabilidade da ligação, algo que, em ambientes com muito ruído de ligações, Wi-Fi e outros equipamentos Bluetooth, pode afetar a forma como ouvimos. Por exemplo, se dermos prioridade à estabilidade, é possível continuar a ouvir música sem soluços. Teoricamente, neste modo, a qualidade de som tende a diminuir, mas nos nossos testes não foi algo muito notório.

A aplicação é também importante para ativar outra funcionalidade interessante, que é a utilização de assistentes de voz ao definir o tipo de ação do botão Options. No caso do Android, permite o controlo do Google Assistant e Amazon Alexa. Já no iOS dá-nos o controlo da Siri.

Com o sistema fast-charging, os WH-XB700 são relativamente rápidos a carregar, garantindo 90 minutos de utilização em apenas 10 minutos. A Sony garante ainda 30 horas de utilização contínua com a bateria no máximo… e é aqui que as coisas se tornam bem interessantes.

Ao recebermos este modelo para experimentar, já vinha com bateria, que, após algumas horas, aparentemente não baixava. Procedendo ao carregamento a 100%, mesmo após duas semanas de utilização regular e realista, a bateria ficou-se por metade, o que revela que esta é uma excelente solução para quem viaja regularmente.

Neste aspeto, os WH-XB700 não incluem uma bolsa de transporte, mas graças à forma como se penduram ao pescoço, não parece ser um grande problema, servindo também de um bom adereço físico, sempre a jeito até para atender uma chamada, graças ao uso do seu microfone interno.

No geral, os WH-XB700 são uma excelente solução para um uso diário, indicados para quem gosta de ouvir as suas playlists favoritas no Spotify em qualquer lado. A qualidade de som, não sendo excecional, é bastante boa, e a flexibilidade do uso de modos pré-definidos e o controlo dos baixos são extras muito bem-vindos.

A flexibilidade parece ter sido a palavra de ordem e é fácil passar do smartphone para o PC do trabalho usando o cabo de áudio, revelando-se um par de auscultadores perfeito para qualquer ocasião.

À venda por um preço recomendado de 150€, os WH-XB700 fazem-se valer do preço, com um produto de qualidade, versátil e muito confortável.

- Publicidade -

Sigam-nos

9,972FãsGostar
4,029SeguidoresSeguir
498SeguidoresSeguir

Mais Recentes

Terras sem Sombra 2020: Fotorreportagem em Barrancos

Já vai na 16ª edição, mas há sempre quem não conheça o Terras sem Sombra. É uma iniciativa da sociedade civil que visa dar a conhecer a um público alargado, através do património, da música e da conservação da natureza, um território que sobressai pelos valores ambientais, culturais e paisagísticos.

Hard Rock Café Porto apresenta novo menu e hambúrguer com folha de ouro é estrela

É no número 120 da Rua do Almada, perto dos Aliados, que encontramos o Hard Rock Café Porto. Na semana passada aconteceu a apresentação do novo menu do espaço e o Echo Boomer esteve presente.

Assassin’s Creed Syndicate é a próxima oferta de peso da Epic Games Store

Entre os dias 20 e 27 de fevereiro quem tiver uma conta da Epic Games Store pode resgatar para a sua biblioteca o Faeria e Assassin's Creed Syndicate.

Há um novo restaurante Burger King em Amarante

É mais um restaurante que surge em regime de franchising. Assim, Amarante passa a contar com um estabelecimento Burger King, localizado na Via Tâmega Pinheiro Manso.

Crash Team Racing Nitro – Fueled prepara-se para receber o último Grand Prix

A Activision revela que Crash Team Racing Nitro – Fueled vai “terminar” com um último Grand Prix.
- Publicidade -