Alforreca gigante circula por Cascais para promover melhores práticas ambientais

- Publicidade -

Conta com 600.000 embalagens de bebidas (plástico, latas e vidro), o equivalente a 40 toneladas.

Até dia 12 de dezembro, Cascais tem patente a exposição itinerante iREC – Recircular, para sensibilizar os munícipes para a importância da reciclagem e da economia circular. Esta mostra é composta por uma alforreca feita a partir de embalagens de bebidas, totens informativos e ainda artigos do dia-a-dia produzidos com materiais reciclados que permitem ilustrar o ciclo dos resíduos e os benefícios da sua reinserção na economia.

Realizada no âmbito do projeto-piloto iREC – Inovar a reciclagem, um programa de incentivo à devolução de embalagens de bebidas, esta exposição é também uma oportunidade de partilhar os resultados alcançados em apenas nove meses: cerca de 600.000 embalagens de bebidas (plástico, latas e vidro) equivalentes a um total de 40 toneladas.

A peça central da exposição, uma alforreca de 2,5 metros de altura, foi fabricada pelo grupo de artistas Skeleton Sea com embalagens de plástico e latas recolhidas nas máquinas do iREC. O tema da escultura foi diretamente inspirado pelas problemáticas do lixo marinho, constituído essencialmente por plástico descartado, e pelas alterações climáticas que origina a multiplicação das espécies invasoras.

Uma mala de viagem da Samsonite – A Magnum ECO, os sapatos de caminhada da Decathlon e os calções de banho Panareha são alguns dos artigos que podem ser vistos nesta exposição, por serem produzidos a partir de embalagens de bebidas de plástico recicladas e copos de iogurte.

As datas e locais podem ser consultados no site do projeto. A entrada é gratuita.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Relacionados

- Publicidade -

Mais recentes