Aldi inaugura na Moita o seu maior centro de distribuição em Portugal

- Publicidade - trk
- Publicidade -

O novo Centro de Distribuição Aldi vai permitir um aumento significativo da capacidade e rapidez de abastecimento das mais de 100 lojas do retalhista alimentar, em Portugal.

A Aldi Portugal inaugurou o seu maior Centro de Distribuição (CD) no país e um dos maiores do Grupo Aldi Nord. Situado na Moita, o novo Centro de Distribuição possui uma área total de 57.000 m2 e vai permitir abastecer de forma mais rápida e eficiente as mais de 100 lojas da retalhista alimentar em Portugal. Com um investimento de 60 milhões de euros no país, este é o maior investimento de sempre no concelho da Moita.

O novo CD da Moita, cuja construção se iniciou em fevereiro de 2021 e foi concluída este ano, conta com 89 cais de carga e descarga, 60 lugares de estacionamento para camiões e uma capacidade de armazenamento de 14.000 m2 de câmaras refrigeradas. A nova estrutura foi desenhada para suportar o abastecimento a mais de 150 lojas em território nacional e surge da natural necessidade em apoiar o ambicioso plano de expansão da Aldi em Portugal, que prevê atingir as 200 lojas em 2025. Esta infraestrutura veio permitir a centralização de toda a operação logística num só local, visto que esta estava anteriormente repartida em duas plataformas: Montijo e Quinta do Anjo.

De forma a reforçar o seu compromisso de elevada frescura e melhor qualidade ao melhor preço para com os seus clientes, todas as áreas de armazenamento de artigos de tipologia “just in time” (artigos perecíveis onde não é feito stock) foram reforçadas. Este entreposto está, assim, preparado para receber e armazenar todos os produtos que o retalhista alimentar comercializa atualmente nas suas lojas, visto que está equipado com uma área de armazenamento seco, de frio positivo e negativo.

Para além do investimento em infraestrutura física, é igualmente de destacar o forte investimento em tecnologia. A nova operação logística é suportada pelo mais recente WMS (Warehouse Management System) utilizado em todo o grupo Aldi Nord e todo o sistema de preparação de encomendas é suportado por um robusto sistema de tecnologia de voz (Pick by Voice). Todas estas melhorias operacionais vão resultar num ganho de eficiência nos processos diários da operação, o que se traduz numa maior rentabilização de custos e na otimização de produtividade das equipas.

Também do ponto de vista da sustentabilidade, o novo Centro de Distribuição da Moita está alinhado com o compromisso do retalhista alimentar. Não só conta com painéis fotovoltaicos com capacidade de produzir energia até 1MW e uma gestão inteligente da iluminação, garantida através de sensores de movimento, como as várias câmaras de frio contam com sistemas de arrefecimento, que minimizam os efeitos nocivos para a camada de ozono ao utilizarem NH3 e CO2, fluidos com menor impacto ambiental.

- Publicidade -

1 Comentário

  1. Oi boas tardes como eu faço para me escrever gostava de trabalhar com voces sou da fonte da prata e estou a precisar.

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

- Publicidade -

Relacionados

Aldi abre segunda loja em Santa Maria da Feira

É a terceira loja que a retalhista alimentar abre este ano em Portugal.

Aldi abre a sua primeira loja em Ourique, no distrito de Beja

Passam a ser 107 as lojas da retalhista alimentar em Portugal.
- Publicidade -
- Publicidade - trk
- Publicidade -

Mais Recentes

Linha do Oeste vai ser finalmente modernizada

A capacitação da Linha do Oeste, até Caldas da Rainha, possibilitará a redução do tempo de viagem entre Caldas da Rainha – Lisboa e Torres Vedras – Lisboa em cerca de 30 minutos.

Stormzy fora do NOS Alive 2022. Horários já estão disponíveis

Está naquela altura de fazer escolhas.

Governo vai avançar com aeroportos no Montijo e em Alcochete. O de Lisboa é para fechar

O do Montijo, que será complementar, deverá estar pronto em 2026. Já o de Alcochete, que substituirá o de Lisboa, estima-se que entre em funcionamento em 2035.