Agência Espacial Portuguesa vai ser criada em 2019

por Echo Boomer

A Agência Espacial Portuguesa vai arrancar já em 2019 e terá a sua base na ilha de Santa Maria, nos Açores. Este projeto tem como objetivo inicial o lançamento de pequenos satélites para o espaço.

A AEP vai contar inicialmente com 10 funcionários e o seu diretor será escolhido no próximo ano através de concurso público internacional. Até 2024, pretende-se aumentar o staff até às 14 pessoas. “A ideia é ter um custo operacional, com este número de pessoas, entre meio milhão e um milhão de euros, e depois gerir a participação sobretudo em programas europeus”, anunciou o Ministro da Ciência, Manuel Heitor, que assume ainda que é esperado que o orçamento do setor do Espaço aumente de 40 milhões para 400 milhões nos próximos 10 anos e que crie mais de 1000 postos de trabalho qualificado.

Segundo Manuel Heitor, os grandes objetivos da Agência Espacial Portuguesa estão ligados ao mercado de observação da Terra e ao mercado dos pequenos satélites e do seu lançamento. Luís Santos, coordenador da Estrutura de Missão dos Açores para o Espaço, acrescenta ainda que “o papel é dinamizar os projectos do espaço e representar Portugal em organizações como a ESA (Agência Espacial Europeia), o ESO (Observatório Europeu do Sul) e a Eumetsat (rede de satélites metereológicos)”.

Entre as entidades fundadoras estão a Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT), a Agência Nacional de Inovação, o Ministério da Defesa e a Anacom – Autoridade Nacional de Comunicações, bem como o Governo Regional dos Açores.

Quatro empresas já apresentaram propostas para a instalação e operação da base espacial na ilha de Santa Maria: a MT Aerospace (Alemanha), a Orbex (Reino Unido), o CEiiA – Centro de Engenharia e Desenvolvimento de Produto (Portugal) e a PLD Space (Espanha). O concurso vai decorrer entre janeiro e fevereiro e as propostas vão ser analisadas entre fevereiro e março por uma comissão Internacional de Alto Nível coordenada pelo antigo diretor-geral da ESA, Jean-Jacques Dordain.

A ilha de Santa Maria está também na rota para o projeto da ESA, Space Rider, que tem como objetivo proporcionar à Europa um sistema de transporte espacial capaz de ir ao espaço e voltar. O projeto ainda está em desenvolvimento, mas a primeira missão está apontada para 2021, descolando da Guiana Francesa e aterrando na futura base de Santa Maria.


 

Também pode interessar

Deixar uma resposta

O Echo Boomer utiliza cookies para dar a melhor experiência possível aos nossos leitores. Aceitar Ler mais

%d bloggers like this: