“A Quiet Place 2” chega silenciosamente dois meses mais cedo

Inicialmente agendado para meio de maio de 2020, a sequela do filme de horror realizado por John Krasinski, A Quiet Place, vai chegar aos cinemas em março do próximo ano.

Esta informação foi partilhada pela Variety, sem grande fanfarra, o que é, no mínimo, estranho, tendo em conta o sucesso comercial do filme e da receção do público.

Krasinski vai regressar atrás das câmaras e traz consigo a sua mulher Emily Blunt para o elenco principal, juntamente com os jovens atores Millicent Simmonds e Noah Jupe. Ao elenco junta-se Cillian Murphy num papel misterioso.

Com uma classificação bem fresca de 95% no Rotten Tomatoes, A Quiet Place chegou aos cinemas em 2018 e acumulou 340 milhões de dólares em bilheteiras, considerando-se um sucesso face aos seus 17 milhões de dólares de produção.

O filme foi ainda nomeado para um Óscar da Academia para Melhor Edição de Som, mas recebeu outros prémios como o de Melhor Atriz para Emily Blunt nos Screen Actors Guild Awards, e de Filme do Ano nos AFI Awards.

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Sigam-nos

12,157FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
653SeguidoresSeguir

Relacionados

Bem Bom, filme sobre as Doce, adiado para 2021

Também Sombra, O som que desce da terra e Amadeo foram adiados para o próximo ano.

Crítica – Relic

Relic é um daqueles típicos filmes de horror que dividem críticos e audiências um pouco por todo o mundo.

Pokémon The Movie: Secrets of The Jungle ganha primeiro trailer dobrado em Inglês

Esperemos que o filme fique disponível por cá em meados do próximo ano.

Crítica – Come Play

Desde que não esperem um "filme de monstros" repleto com sustos previsíveis, recomenda-se em quem gosta do género.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Crítica – Gone Girl

Com um dos melhores argumentos e elencos da década respetiva, Gone Girl não podia ser mais chocante.

Crowdville. A plataforma que paga aos utilizadores por testarem apps e serviços online

Basicamente, estamos a ser pagos para que possamos dar a nossa opinião sobre algo.