Hotel Pestana CR7 Funchal – Não é só para os fãs de futebol

Uma experiência bastante agradável e que nos faz querer voltar muito em breve.

- Publicidade -

Todos sabemos que Cristiano Ronaldo é mais que um jogador de futebol. É uma marca, uma das mais valiosas do mundo através do seu “CR7”. O que não tinha noção é que, para além de ser uma marca global, é também um nome de herói na ilha da Madeira. Não pelo busto no aeroporto ou o próprio nome do aeroporto, nem tampouco pelo museu ou a estátua em frente ao mesmo. Cristiano Ronaldo é nome de herói na ilha da Madeira pelas histórias que as pessoas da ilha contam. Na Madeira pela primeira vez para visitar o Hotel Pestana CR7, unidade hoteleira pertencente ao Pestana Hotel Group, ao entrar no táxi que me levaria até ao destino, deu para perceber quase de imediato que Cristiano Ronaldo é um nome que faz muita gente sorrir de orgulho sempre que o ouve.

O Sr. Taxista foi, a caminho do Funchal, ao saber que íamos ficar no Pestana CR7, contando histórias de como Cristiano Ronaldo já tinha ajudado pessoas na ilha, do orgulho que era ter um dos maiores, se não o maior de sempre, no mundo do futebol a nascer ali, na mesma ilha que ele. O orgulho que era ter a ilha da Madeira nas bocas do mundo muito por culpa de Cristiano Ronaldo… a certo ponto dizia-se: “o Messi é bom, tem habilidade, mas não há desportista como o Cristiano”.

Depois de uma viagem que bem podia pertencer a um roteiro turístico oferecido pelo museu CR7 (local onde os hóspedes do hotel têm entrada gratuita), cheguei ao hotel e a primeira coisa que reparei foi no seu ar industrial. O edifício, que agora é ocupado, em parte, pelo Hotel Pestana CR7, situa-se lado a lado com o porto do Funchal, local bem conhecido de todos… mesmo que nunca lá tenham ido certamente já o viram nas reportagens anuais sobre as passagens de ano na ilha da Madeira. O edifício já existia antes dos planos de expandir a marca Pestana CR7 até território madeirense, pelo que o Hotel teve que adaptar-se ao espaço existente: se o primeiro andar é todo ele ocupado pelos quartos e restantes serviços do Hotel, o rés-do-chão é também ocupado pelo museu CR7, bem como outras lojas ligadas à restauração e aos serviços de turismo.

Pestana CR7 Funchal

A chegada ao Hotel Pestana CR7 Funchal

À chegada ao hotel, a receção não podia ter sido melhor. Como ainda faltavam algumas horas para o check-in e o quarto ainda estava a ser preparado, foi sugerido que as malas ficassem no hotel, isto enquanto podíamos aproveitar as primeiras horas para explorar a cidade do Funchal. Uma prática normal nos hotéis, mas que é bem-vinda quando é sugerida, em vez de ter que ser o próprio cliente a procurar essa solução. Antes de partir para as colinas da cidade do Funchal em procura de um local para almoçar, foi-nos oferecida uma bebida de boas-vindas, oferta já habitual no Hotel Pestana CR7, e as escolhas eram simples: Gin & Tonic ou Brisa Maracujá. Como eram 11h30 e estavam uns excelentes 25 graus, a escolha foi simples: Uma Brisa Maracujá para quem me acompanhava e um Gin para mim.  

Depois das bebidas na explanada do Pestana CR7, o quarto até já estava pronto, e subimos. O almoço pode esperar. A caminho do quarto, que fica no primeiro andar, passamos por um par de camisolas assinadas pelo Cristiano Ronaldo e umas quantas fotografias. Lá em cima, no corredor de acesso aos quartos, temos a sensação constante que estamos no túnel de acesso a um estádio de futebol: as luzes, a carpete a simular relva… todo o ambiente do corredor leva-nos para uma noite de Liga dos Campeões onde, na verdade, os protagonistas somos nós.

No quarto há menos de dois minutos, enquanto apreciava a vista (que a varanda do quarto oferecia) para o porto do Funchal e para a cidade em si, fui interrompido por um bater à porta: uma funcionária do Pestana CR7 Funchal tinha uma tábua de frutas da época para nos dar as boas-vindas. Mas pronto, falemos dos quartos.

No Pestana CR7 Funchal existem cerca de 30 quartos. Destes, metade tem vista para o porto do Funchal e a outra metade consegue ter uma vista, que embora não seja tão surpreendente, não é má… os quartos da parte traseira do hotel têm vista par um jardim e para a casa do Governo Regional da Madeira, que por acaso é um edifício bastante agradável. Existe ainda uma suite, que embora seja bastante similar aos quartos superiores (os tais com vista para o mar), tem um “add-on”: uma sala que pode ser completamente fechada, de modo a não incomodar quem está na zona de dormir.  Nesta sala, há uma zona de lazer que, para além de uma vista fantástica, tem ainda uma TV, uma consola de videojogos e claro, FIFA.

Quartos confortáveis com um toque “Ronaldo”

O quarto onde ficamos hospedados era, tal como os outros, uma ode aos feitos de Cristiano Ronaldo. Quadros com desenhos a destacar os maiores feitos de Ronaldo, holofotes numa clara referência à fama do jogador e o que isso lhe traz. E, num pormenor um pouco “assustador”, uma câmara de videovigilância na casa de banho. Sim, é falsa, mas é mais uma clara alusão ao facto de Cristiano Ronaldo raramente conseguir ter privacidade.

O espaço da casa de banho, a forma como foi decorada e os materiais e cores usadas fazem-nos sentir num balneário desportivo. Não existem banheiras, apenas duches, algo que pode parecer estranho num hotel, principalmente se forem em busca de alguns dias de relaxamento. A cabine de duche é grande o suficiente e é fácil estar confortável na mesma, mas a banheira é algo que sempre pensei encontrar em hotéis de topo.

Pequena desilusão à parte, quando olhamos para o público-alvo do Pestana CR7, um público que procura uma experiência mais relaxada, menos “elitista”, até que faz sentido a casa de banho estar mais despida de luxos e mais ligada à terra. Ah, ainda dentro do território do duche, caso estejam a ponderar visitar um dos Hotéis Pestana CR7 e não gostem de cheiros fortes, aconselho a que levem o próprio gel de duche e shampoo. Embora a qualidade seja fantástica, o cheiro dos produtos de banho é forte, semelhante a um perfume masculino. Algo que pode não ser do agrado de todos.

Depois de tanta emoção, e fruta, acabei por não sair para almoçar. Fechei as cortinas, que isolam na perfeição a luz exterior, liguei a luz ambiente, o ar condicionado e decidi fazer uma sesta para recuperar do voo de quase 4 horas que liga Londres à ilha da Madeira. Tenho que vos dizer: pela primeira vez num hotel, consegui descansar sem precisar de um período de adaptação à cama. Ou o colchão era igual ao meu ou acertaram no tipo de colchão que escolheram para os quartos do CR7. As camas, daquele quarto, eram Twin (ou seja, duas camas individuais lado a lado), algo que não me incomoda, mas que podem ter em atenção caso façam uma reserva.

O exterior do Pestana CR7 do Funchal

No primeiro andar do Pestana CR7 Funchal existe ainda uma sauna e uma banheira de hidromassagem, ambos encerrados temporariamente devido à situação pandémica do país, mas que têm bom aspeto, lá isso têm. Existe ainda uma área com relvado onde se pode simplesmente relaxar e um ginásio ao ar livre, algo que escolhi não visitar. Mas calma, fiz exercício, dei umas braçadas na piscina que existe no topo do hotel.

A zona da piscina é equipada por espreguiçadeiras, chapéus de sol e ainda mesas “normais”. As toalhas para a piscina, caso não se encontrem no quarto, podem ser requisitadas na receção ou a qualquer funcionário do hotel e são depois deixadas numa zona específica para serem recolhidas para limpeza. Na zona exterior, como forma de suporte à piscina, existe ainda um bar que, para além de servir bebidas, aceita pedidos de comida, já que o hotel tem um menu específico para a piscina que está disponível durante a tarde. Embora o bar de apoio à piscina não esteja aberto todos os dias ou a toda a hora, é sempre possível fazer um pedido através do telefone presente no balcão do bar e um funcionário do hotel entregará esse mesmo pedido na piscina. Foi assim que fiz para este bowl de frutas:

Pestana CR7 Funchal

A piscina pode também ser usada a qualquer hora, desde que isso não incomode os restantes hóspedes. Ou seja, existe um grande liberdade desde que as pessoas consigam manter uma boa dose de civismo, algo bom num hotel. Em experiências passadas, o horário de funcionamento da piscina era muito mais curto, o que dificultava a utilização da mesma depois de um dia passado em passeio. Mas digo-vos, em jeito de conclusão, tenho saudades da piscina e da vista que oferece (tanto de noite como de dia) para a cidade do Funchal e para o Oceano Atlântico.

Comer e beber

O Hotel Pestana CR7 Funchal oferece ainda um pequeno-almoço bastante completo. Diferentes tipos de pastelaria, café Nespresso, leite e alternativas vegetais, pão de diferentes qualidades, frutas, smoothies, cereais, queijos, ovos, panquecas e carnes frias. Mas claro, qualquer coisa que não esteja disponível na altura basta pedir ao chef e é feito na hora. As práticas de pequeno-almoço responderam na perfeição no que toca à organização e a cuidados de higiene tendo em conta o panorama Covid-19.

Para além do pequeno almoço para os hóspedes, é ainda possível qualquer pessoa usar os serviços de bar e restaurante existentes no piso térreo do hotel. A carta de bebidas é generosa, tendo todos os suspeitos do costume bem como algumas especialidades locais, como é o vinho da madeira e a Poncha regional. No restaurante, a comida é servida num menu que pode ser apreciado por uma geração mais jovem: Pizzas, hambúrgueres, saladas, prego (no Bolo do Caco, claro). Temos ainda duas opções mais “compostas”: um Bife do lombo com maturação de 21 dias e um Tomahawk de 1kg (sugerido para duas pessoas) com o agradável preço de 59€.

Os hambúrgueres são servidos com a normal batata-frita e são grandes o suficiente para deixar uma pessoa bem alimentada, mas sabem o que vos digo? Caso estejam a pensar ir ao Pestana CR7 Funchal ou até vivam por esses lados, provem as Bolas de Risotto com Pato. É como comer um croquete de arroz de pato, uma verdadeira delícia. Mas como falar de comida dá fome, fiquem com as fotos:

O único senão no que toca à comida e bebida foi numa tarde de piscina que, ao pedir um Aperol Spritz, foi-me entregue uma bebida diferente pela falta de stock de Aperol… tudo ok. Sem problema algum, não fosse não ter gostado da tentativa do funcionário do bar em criar algo “parecido”.

Tudo somado, a experiência no Hotel Pestana CR7 Funchal foi bastante agradável e espero voltar brevemente. Quero voltar não só pela vista da varanda ao nascer do sol ou os mergulhos na piscina ao por do sol. Quero voltar também pela simpatia de todo o staff, que até a fazer um roteiro de “onde comer a melhor espetada” ajudou a fazer (Dica: O Polar ou O Abrigo do Pastor).

Já sabem, caso estejam a pensar fazer uma viagem até à ilha da Madeira, mesmo que não sejam fãs de futebol, não vão ficar desiludidos com os serviços do Hotel Pestana CR7. Com o levantar de algumas restrições, é possível até que encontrem alguns eventos a decorrer no hotel, seja uma noite com DJ ou até um evento ligado à moda, uma forma de abrir as portas do Hotel a mais pessoas e de criar um ambiente relaxado, mas sempre com algo a acontecer.

Recomendo: visitem a esplanada do Hotel Pestana CR7… nem que seja para provar as bolas de risotto de pato. Podem ainda descobrir outros hotéis Pestana CR7 em cidades como Lisboa, Madrid e Nova Iorque. Os próximos hotéis Pestana CR7 deverão abrir em Marraquexe e Paris.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

Hilton Porto Gaia foi inaugurado e é a segunda propriedade com a marca Hilton em Portugal

A emblemática zona ribeirinha de Vila Nova de Gaia foi a localização escolhida para a instalação da segunda unidade oficial da Hilton Hotels & Resorts em Portugal.

Hotel Royal Savoy reabre com várias novidades antes do final de agosto

A recente renovação do hotel teve início em agosto de 2020 e contou com um investimento de 5 milhões de euros.

Hotel PortoBay Teatro, no Porto, tem agora um restaurante com acesso direto à rua

Isto acontece uma vez que o hotel reabriu recentemente completamente renovado.

Reportagem: Serra da Estrela – O ponto mais alto das férias de verão

Engane-se quem pensa que a Serra da Estrela é apenas um destino para ir de férias no inverno.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Fall Guys entra no livro do Guinness como o jogo mais descarregado do PS Plus

Há jogos populares. Jogos muito populares e depois há Fall Guys, que bate recordes do Guinness.

Alan Wake Remastered recebe trailer de comparação e detalhes da versão PC

Com Alan Wake de regresso e de cara lavada, a Remedy Entertainment revela o que podemos esperar deste projeto.

Eagles of Death Metal tocam em Lisboa no próximo ano

O próximo ano já está bem recheado de bons espetáculos.