fbpx

Toratora. Há uma nova plataforma de reserva de viagens surpresa em Portugal

A Toratora já estava a funcionar no nosso país desde o ano passado, mas só no passado mês de abril começou a promover a sua presença nas redes sociais.

Toratora

Não é a primeira vez que falamos aqui no Echo Boomer de plataformas que nos permite reservar viagens para destinos surpresa. Agora, e depois da Flykube, Waynabox e Chocolate Box, chegou a Portugal uma nova plataforma do género. Chama-se Toratora e promete ter opções para todos os gostos.

A Toratora é uma plataforma online que permite reservar pacotes de viagem surpresa em toda a Europa, mas não só. Há também pacotes surpresa à venda para o nosso país, de modo a que possamos descobrir todas as maravilhas de Portugal.

Para o estrangeiro, os preços começam nos 179€ por pessoa. A Viagem Surpresa Toratora (três a sete dias de viagem) inclui voos diretos de ida e volta, alojamento no hotel no centro da cidade e um guia com dicas para explorar o destino. Durante a reserva, é possível adicionar opções extra, como por exemplo escolher o lugar, adicionar bagagem de porão ou embarque prioritário. Ainda durante a fase de reserva, é possível adicionar uma atividade, como uma visita guiada, uma degustação ou uma atividade desportiva.

Já o pacote Viagem à tua Medida (três a 10 dias de viagem) começa nos 299€ e, para a melhor experiência possível, os responsáveis pedem que cada cliente responda a um breve questionário. Este pacote inclui ainda uma atividade. Há também a opção Verão Toratora (três a 15 dias de viagem), que é mais barata ao custar 229€, uma vez que não inclui atividade.

Todos os pacotes são altamente personalizáveis. Por exemplo, podem escolher em que datas estão disponíveis para viajar e, consoante o calendário, conseguem verificar em que dias é mais caro tirar férias. Podem também descartar destinos que não querem, de todo, conhecer, seja porque não têm essa curiosidade ou porque já já visitaram anteriormente. Neste caso, podem descartar um máximo de oito destinos. Descartar três cidades é gratuito, mas, a partir daí, cada destino descartado tem um custo de 5€ por pessoa.

No que toca ao alojamento, está sempre incluído no valor do pacote a estadia num hotel de três estrelas. Porém, se desejarem ir para um apartamento, pagam menos 10€ por pessoa. Podem também optar por ficar alojados num hotel superior, sendo que, nesse caso, ficam 30€ mais caro por pessoa.

No final de tudo, basta pagarem e aguardar por indicações, sendo enviado um email uma semana antes da viagem a desvendar o destino, juntamente com o bilhete de avião (já com check-in feito), reserva do hotel e indicação do guia (se estiver incluído).

Atenção, tudo o que referimos anteriormente diz respeito às viagens para o estrangeiro. Porém, e quem quiser, pode optar por, por exemplo, explorar o areal sem fim da Costa Alentejana, a magia da margem do Douro, a natureza do Gerês ou as aldeias históricas na fronteira com Espanha, entre outros destinos de norte a sul de Portugal.

Esta é a vantagem da Toratora em relação às outras plataformas: permite-nos descobrir as maravilhas do nosso país.

Neste caso, existem duas opções: ou deslocam-se com veículo próprio (custo de 99€) ou optam por comboio/avião (custo de 199€). Basta indicarem qual a cidade de partida e, a partir daí, personalizarem o vosso pacote, sendo que existe uma diferença: aqui só podem descartar um máximo de cinco destinos.

Para quem quiser, saibam ainda que podem oferecer um voucher Toratora ou uma viagem surpresa a alguém especial.

- Publicidade -

Afiliados

Sigam-nos

10,788FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
630SeguidoresSeguir

Media Partner

Relacionados

Aviões sem lotação de passageiros reduzida a partir de junho

A partir do dia 1 de junho, o transporte aéreo deixará de estar limitado a uma lotação de passageiros de 2/3.

Viagens canceladas devido à pandemia podem ser reagendadas ou substituídas até final de 2021 ou reembolsadas em 2022

O diploma publicado esta quinta-feira faz referência às viagens marcadas de 13 de março até 30 de setembro.

IATA avisa: “Distância social a bordo pode acabar com voos low cost”

Diz a IATA que o tráfego aéreo doméstico caiu 70% desde o início deste ano.
- Publicidade -

Mais Recentes