Sabem como escolher e usar as máscaras de proteção?

Sendo obrigatório usar máscaras em espaços públicos e fechados, sabem ao certo se estarão a fazer tudo bem?

as máscaras

Por esta altura, muitos saberão que é obrigatório usar a máscara não só nos transportes públicos, mas também em espaços fechados. Há quem utilize assim que sai à rua, mas aí já depende de cada um, uma vez que não é obrigatório usar máscara só para dar um passeio, por exemplo.

Além disso, há quem confunda máscara com viseira, pensando que ambos os produtos fazem o mesmo. Mas não. Têm nomes diferentes, logo propósitos diferentes. Enquanto a máscara protege o nariz e boca do contágio através dos espirros, tosse ou mesmo da fala, a viseira serve essencialmente para proteger a visão, contando ainda com aquela espécie de barreira que nos impede de levar as mãos à boca, olhos ou nariz.

Regressando às máscaras, sabem ao certo quais as diferenças? Existe três tipos de máscaras:

  • Máscaras cirúrgicas – Prendem-se com elásticos, são feitas de polipropileno e têm três camadas: uma camada exterior colorida, que repele água, sangue ou fluídos corporais; uma intermédia, que filtra agentes patogénicos; e uma interior branca, que absorve água, saliva e transpiração. Só podem ser usadas uma vez, durante um máximo de quatro horas;
  • Máscaras profissionais (FFP2, FFP3 ou N95) – Estas são as utilizadas pelos profissionais de saúde. Têm uma enorme capacidade de filtrar e reter partículas e podem ter diferentes formatos. São também descartáveis e altamente recomendadas para quem está em contacto direto com pessoas com doenças infectocontagiosas;
  • Máscaras sociais ou comunitárias – Feitas em tecido, são daquelas que podem ser costuradas em casa. Mas atenção, devem assegurar que têm, no mínimo, 70% de filtração, senão arriscam-se a andar com um mero pano decorativo na face. Ao contrário das máscaras cirúrgicas e profissionais, estas podem ser reutilizadas após lavagem na máquina, preferencialmente, a 60º. E claro, quantas mais vezes utilizarem, mais o efeito de proteção se perderá, portanto atenção a isso.

De resto, devem ter em atenção que a máscara cobre a face, desde o nariz até ao queixo, e que está bem ajustada. Antes e depois de a usarem, devem lavar bem as mãos com água e sabão ou desinfetar com gel à base de álcool. Nessa altura, evitem tocar na parte da frente da máscara, uma vez que o risco de transmissão é maior se a tirarem pela frente. Ou seja, tirem-na através dos atilhos ou elásticos, mas sem nunca tocar na cara.

Desde o momento em que têm a máscara posta, evitem mexer-lhe, mesmo que tenham de falar com alguém ao telemóvel.

E como já devem saber, as máscaras não são 100% eficazes, logo também devem manter o distanciamento social e evitar cumprimentos que impliquem contacto físico.

De resto, não se esqueçam de andar com máscara, principalmente se andarem nos transportes públicos. É que arriscam-se a uma multa que pode chegar aos 350€.

Fonte:Blog OLX
- Publicidade -

Sigam-nos

10,456FansCurti
4,049SeguidoresSeguir
531SeguidoresSeguir

Relacionados

Mercadona já vende máscaras higiénicas não reutilizáveis de marca própria

Estão à venda em packs de 10 unidades, com cada um a custar 5,40€. Sai a 0,54€ cada máscara, com IVA incluído.

Oceanário de Lisboa já reabriu portas

Há, claro, novas medidas de segurança.

Continente tem mais 4,3 milhões de máscaras descartáveis à venda. Os preços começam nos 19,99€

O preço de venda de cada caixa com as máscaras descartáveis pode ir variando de loja para loja.

Metros de Lisboa e do Porto vão ter máquinas com máscaras à venda

São soluções para quem se esquecer da máscara em casa.
- Publicidade -

Mais Recentes

CTT Comércio Local. Novo serviço vai permitir que comerciantes locais e pequenos produtores possam vender os seus produtos online

Esta novidade dos CTT surge em associação com o Ministério da Economia e Transição Digital, no âmbito das medidas criadas pelo Governo para apoiar as PME no contexto da pandemia de COVID-19.

Já podemos fazer viagens em veículos TVDE na Free Now

Táxis, TVDE, trotinetas e bicicletas. Tudo na mesma app. Mas será isso realmente positivo?

1UP Gaming Lounge. Primeiro bar temático de videojogos português fechou de vez

O anúncio foi feito pelo fundador e proprietário, José Amendoeira, através de um longo texto publicado no Facebook.